Tag: Máquinas Agrícolas

27 de fevereiro de 2021

Quais foram os dez piores tratores já fabricados no mundo?


dez piores tratores

dez piores tratores

Os dez piores tratores já fabricados

O site Brush Country Farm (que já não está entre nós) compilou uma lista com os dez piores tratores já fabricados, baseada em depoimentos de usuários e comunidade agrícola em geral publicados em fóruns da internet e redes sociais. Os dados foram coletados em 2018 e um vídeo ainda publicado no Youtube deixou o listão eternizado para quem quiser conferir.

Vamos reproduzir aqui a lista, em ordem decrescente. No final, a pior bucha já fabricada pela indústria de máquinas agrícolas. É bom saber que o listão não tem respaldo científico e não queremos ofender as marcas (existentes ou já falecidas), trata-se apenas de curiosidade levantada pelo site.

10. Allis Chalmers 190XT

allis chalmersFabricado entre 1964 e 1971, motor de 79 hp. Conhecido por estourar os anéis de vedação e ser péssimo para conduzir. Foto: Mecum Auctions.

9. Case 1070

Fabricado entre 1970 e 1978. Motor de 91 hp. Péssima transmissão.

8. Oliver 1250

Motor a gasolina (mesmo do Cockschutt 1250). Fabricado entre 1963 e 1965. 35 hp no PTO. O ódio? construído com peças que sobraram da Segunda Guerra Mundial que não eram muito boas.

7. Massey Ferguson 1805

Fabricado entre 1974 e 1077, motor de 162 hp. Conhecido por ser muito barulhento e estourar as juntas do motor.

6. International Harvester 3588

Fabricado entre 1978 e 1981, 126 hp. Segundo o site, uma grande ideia com uma péssima execução.

5. John Deere MT

Fabricado entre 1949 e 1952, 18 hp. Fraco de motor.

4. Oliver 1450 (igual ao Cockschutt 1450)

Oliver 1450

Fabricado entre 1967 e 1969, 55 hp no PTO. Juntas que vazavam, difícil reparo e poucas peças disponíveis no mercado.

3. Farmall 560

Fabricado entre 1958 e 1963, 53 hp. Ruim de transmissão e conhecido como “o trator que matou a IH”.

2. John Deere 2010

Fabricado entre 1960 e 1965, 39 hp. Problemas hidráulicos e motor fraco.

O Número 1: Ford 6000, o pior trator de todos os tempos!

pior trator do mundo

Fabricado entre 1961 e 1964, 59 hp. Tinha uma transmissão chamada Select-O-Speed que falhava o tempo inteiro.

Este foi o listão compilado em 2018. Abaixo, a versão em vídeo para quem quiser conferir:

Chegou até aqui? Não esqueça de participar do nosso canal no Telegram: basta acessar o link https://t.me/blogdofarmfor para entrar.


17 de janeiro de 2021

Claeys, a colheitadeira que é bisavó da New Holland


Claeys




Claeys

Foto: Leeds Lib Galleries / Leeds University. Vídeo: Claeys colhendo trigo, via Tractorspotter.

A Claeys começou a ser desenvolvida em 1906 pelo engenheiro belga Leon Claeys. Sua primeira fábrica de trilhadeiras só seria inaugurada em 1909 na cidade de Zegeldem. Em 1952, sai do chão da fábrica a primeira colheitadeira (do modo que conhecemos) da Europa.

Já com o nome Clayson, modelo M103. Foto: Wikipedia.

Série de colheitadeiras antigas em evento no Reino Unido, da West Cork Vintage Ploughing and Threshing Association. De Claeys até New Holland. Fonte: Agriland.

Chamar de bisavó da New Holland pode ser um pouco incorreto, mas a sequência é a seguinte: em 1964, depois de se tornar uma das maiores fabricantes de colheitadeiras da Europa, a Claeys foi vendida para Sperry New Holland. Em 1967, troca o nome para Clayson e em 1986 vai para as mãos da Ford. Em 1991 a Fiatagri compra a unidade da Ford e tudo vira New Holland.

É mais um exemplo da interminável sequência de aquisições e transformações na história das máquinas agrícolas ao longo das décadas.


6 de janeiro de 2021

Paranaenses compram a Meta Agrícola, revenda CASE IH no RS


meta agrícola

A Meta Agrícola, revenda CASE IH no Rio Grande do Sul com matriz na cidade de Passo Fundo, foi vendida para o grupo paranaense JMalucelli / Forza Máquinas Agrícolas e Construção, este por sua vez já atuante no setor de máquinas agrícolas e igualmente representante da CASE IH. O valor do negócio não foi divulgado e as tratativas começaram em 2020. Agora, com a aprovação do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE), tudo foi formalizado.

Sobre a Meta Agrícola

A história começou em 1998, quando Gerson Garbuio viajou aos Estados Unidos, para um treinamento gerencial em uma feira agrícola, a convite de uma empresa de insumos. Lá, conheceu as máquinas da fabricante americana Case IH. De volta ao Brasil, encantado com o que havia encontrado, entrou em contato com a empresa, através de uma carta datilografada em uma máquina de escrever, manifestando o interesse em comercializar os produtos da marca, quando estivessem disponíveis para o Rio Grande do Sul. E em 1999 com a visita de Ramiro, o sonho tornou-se realidade.

A empresa, com sede em Passo Fundo, Rio Grande do Sul, começou de mansinho. Os próprios produtores ajudaram a vender as máquinas, que com um desempenho diferenciado, principalmente na produtividade e qualidade de grãos, logo caíram no gosto dos agricultores da região.

O crescimento foi tamanho, que em 2010 a Meta Agrícola sentiu a necessidade e tornou-se uma S. A., ampliando seu quadro societário. E em 2014, ano que completa 15 anos de existência, mostra o quanto é uma empresa forte e sólida. Hoje atende mais de 60% da área plantada do estado e conta com dez unidades de negócio, localizadas em Passo Fundo, Palmeira das Missões, Tupanciretã, Ijuí, Vacaria, Lagoa Vermelha, Espumoso, Cruz Alta e São Luiz Gonzaga, e ainda este ano irá ampliar o número de filiais, buscando ficar mais próximo do produtor rural.

Esse desenvolvimento não veio sozinho, a Meta Agrícola ao longo dos últimos anos, conquistou vários prêmios, entre eles, conta com o World Class Dealer, concedido pela Case IH em 2013 ficando entre as cinco melhores concessionárias do Brasil. E este ano ficou colocada entre as 500 MAIORES EMPRESAS DO SUL DO BRASIL, isto vem para mais uma vez reforçar a força da marca que representa e do trabalho de toda a equipe. Via Site Oficial.

 


12 de junho de 2020

Por que a John Deere é verde (e amarela)?


por que a john deere

As razões para a escolha do famoso e registrado “verde John Deere” são motivo de curiosidade para muita gente. Saiba aqui a resposta.

Todo mundo conhece o verde tradicional da John Deere, mas poucos sabem a origem e as razões que fizeram a empresa escolher a configuração que faz par com o amarelo. Além de tradicional, a cor é registrada e quem usa muitas vezes arranja problema com a marca.

Segundo Janel Schemper, do site americano All About Harvest, a origem não tem uma versão oficial. Existem várias teorias sobre o verde e uma delas diz que a esposa do Sr. John Deere escolheu o verde para representar as lavouras em desenvolvimento e amarelo para as que estão em ponto de colheita. Interessante, mas não passa de um boato antigo.

Não podemos esquecer do fato que o patrono da marca morreu em 1886, muito antes da “invenção” do trator agrícola.

Waterloo boy. Créditos.

A versão mais provável não é muito romântica: a cor teria sido adotada por já ser uma escolha da Waterloo Engine Company, comprada pela empresa por volta de 1918. Ainda existe a história do verde cair bem por ser a cor oposta ao vermelho do concorrente. Por fim, a pintura que conhecemos foi adotada oficialmente em 1910, para todos os equipamentos.

As cores John Deere

Oficialmente, as cores da marca possuem um número exato para a sua representação. Em “linguagem de computador”, o verde tem o código hexa #367C2B, RGB (54,124,43), CMKY (65,0,100,42) e Pantone 364 C.

O amarelo é hexa #FFDE00, RGB (255,222,0), CMKY (0,10,100,0) e Pantone 109 C.

O preto John Deere é hexa #27251F, RGB (39,37,31), CMKY (0,0,0,100) e Pantone PROCESS BLACK C.

Veja também

Dez coisas com a marca John Deere que você nem imaginava existir


2 de junho de 2020

Lealdade às marcas de máquinas agrícolas está diminuindo


lealdade

É o que diz um estudo da revista Farm Equipment e da Ag Equipment Intelligence que é feito com agricultores americanos desde 2010

A fidelidade dos agricultores americanos com as marcas parceiras de máquinas agrícolas (algumas vezes de uma vida) está em baixa. É o que diz o Brand Loyalty report, estudo que avalia estes relacionamentos desde 2010. Por trás dos dados estão a Farm Equipment e a Ag Equipment Intelligence da editora Lessiter Media.

Apenas 63% dos pesquisados se diz leal à marca de máquina que possui no galpão. Em 2017, este número era de 75%.

Lealdade dos proprietários de acordo com as marcas que possuem: Em 2020, a turma que possui CASE IH se diz a mais leal. Mesmo resultado de 2017, mas com percentual menor.

Lealdade: quem traiu e como?

Quando indagados sobre que tipo de equipamento compraram de outra marca, o destaque vai para os equipamentos para o trato do solo (49%) seguido por sistemas de agricultura de precisão (48%). As colheitadeiras são as mais constantes nos galpões: apenas 12% afirmam que compraram de outra marca.

O motivo número 1 para a compra de outra marca é a melhor disponibilidade de peças, depois melhor engenharia do produto e, em terceiro, preço.

Foram ouvidos 357 agricultores em 12 estados americanos. O estudo completo é pago, mas você pode conferir um resumo no site da Farm Equipment.


19 de março de 2020

New Holland bate a marca de 500 mil tratores fabricados na Índia


new holland bate

Fabricante comemorou a marca histórica no país

A New Holland da Índia chegou na marca dos 500 mil tratores produzidos no país. Ou “5 lakh” como eles contam por lá.

New Holland bate a marca de 500 mil tratores produzidos no país.

A New Holland começou as atividades na Índia no ano de 1998, fabricando tratores de 70 hp direcionados ao mercado do país. A fábrica fica na cidade de Noida e tem capacidade para a produção de 60 mil tratores por ano.

Veja também: Ator indiano quita a dívida de agricultores em seu estado natal.

Hoje a planta de Noida são exportados para a Ásia, África, Oriente Médio, Austrália e América do Norte.

Saiba mais no site da New Holland Agriculture India.


25 de outubro de 2019

John Deere demite em massa nos EUA e no México


John Deere Demite

Número de demitidos pode chegar a quase 200 nos Estados Unidos e 300 no México. A empresa alega baixa demanda por equipamentos.

A John Deere demite nos Estados Unidos e no México, segundo dados do Supply Chain Dive (EUA) e do Noticias del Sol de La Laguna (México).

A unidade fabril afetada no México fica na cidade de Saltillo e é responsável pela fabricação de eixos, tratores e eletrônicos. Nos EUA, serão demitidos funcionários das plantas de Davenport, Iowa (fábrica de equipamentos da linha florestal) e de East Moline, Illinois (linha agrícola). Um mapa em pdf com todas as unidades da John Deere no mundo você pode acessar neste link.

John Deere Demite

Baixa demanda por equipamentos por parte do mercado americano e as guerras comerciais com a China estão entre os motivos para as demissões. Os trabalhadores mexicanos já estão em processo de alocação em outras empresas, especialmente na Lear Corporation, fabricantes de itens para o mercado automobilístico.

John Deere demite – acompanhe no TheLayoff.com

O site The Layoff mantém uma série de notícias sobre demissões nos EUA. Confira a página que monitora a John Deere, aqui.


24 de outubro de 2019

O novo lançamento da Stara é um… perfume


Stara

Empresa de máquinas agrícolas lançou uma linha de essências aromáticas personalizadas, para estar perto do seu público

Não é primeiro de abril: a Stara, tradicional fabricante de máquinas e implementos agrícolas de Não-me-toque, no Rio Grande do Sul, lançou uma linha de “essências aromáticas” personalizadas. São aqueles produtos que deixam ambientes perfumados com uma fragância exclusiva.

Diz a empresa no site:

A Stara é uma marca querida por seus clientes e que faz questão de estar sempre próxima do produtor rural.

Esta proximidade vai além das máquinas e equipamentos produzidos para oferecer as melhores soluções para o campo.

Esse vínculo está em outros aspectos do dia a dia, como os acessórios da Stara que você usa ou o relacionamento que mantém conosco através das redes sociais, por exemplo.

Mas, agora, esta proximidade entre cliente e marca ganha um novo capítulo. A empresa está lançando a sua essência aromática através da Linha de Essências Stara, mais uma forma de estar sempre perto do seu público.

As Essências Stara podem ser adquiridas através das concessionárias e revendas Stara e também na loja Stara Mania, localizada na matriz da empresa, em Não-Me-Toque/RS, ou pelo site da loja.

A Linha de Essências Stara foi registrada como mais um produto da marca e desenvolvida respeitando as exigências da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Adquira a sua Essência Stara e conheça mais estava novidade exclusiva da marca!

Os sachês perfumados, sabonetes, essência pura e difusor custam entre R$ 26,00 e R$ 152,00. Disponíveis pela compra online ou nas revendas. É a sua chance para deixar a casa com o cheirinho da Stara.


21 de agosto de 2018

Tratores usados: site europeu tem 130 mil máquinas e implementos para venda


Tratores Usados

Você não vai comprar, mas o passeio pelo site que vende tratores usados e outras máquinas e implementos é bem interessante.

 

O site Europe Agriculture é especializado na venda de máquinas e implementos agrícolas usados, com itens registrados em diversos países da Europa. Nele você vai encontrar tratores, colheitadeiras, implementos diversos, pulverizadores e até caminhões.

 

 

O inventário conta com mais de 130 mil ofertas e os tratores usados da John Deere são destaque nas listas. Um 6420  2006 com 7000 horas está disponível na Inglaterra por cerca de 32 mil libras.

 

Acesse o Europe Agriculture neste link.

 

Tratores no Blog do Farmfor, aqui.

 

 

 

 

 

 


15 de julho de 2017

Trator Deutz D 16006


Trator Deutz D 16006

Video e fotos do gigante fabricado nos anos 70.

O Deutz D 16006 foi fabricado entre 1970 e 1975, com motor de 8 cilindros de 160hp. Articulado e com tração nas 4 rodas, pesava cerca de 9 toneladas. A transmissão tinha 4 velocidades.
Não saia deste post sem assistir este vídeo. E não assista sem habilitar o som. Outras relíquias aparecem no meio da demonstração em detalhes desta máquina histórica.

 

Confirma mais posts sobre tratores em nosso blog, aqui.

16 de março de 2017

Viúva Negra, o trator de 5 motores


Viúva Negra

O Viúva Negra é um dos tratores de competição mais fortes do mundo

 

5 motores, duas rodas gigantescas na traseira e duas minúsculas na dianteira (quando comparadas ao tamanho do trator). Esta é a anatomia de um super trator customizado para “tractor pulling”, uma competição de tratores que arrastam pesos em uma arena.

 

 

Vídeos

 

 

 

O Black Widow (Viúva Negra) rende cerca de 12000 hp com este arranjo de motores Alan Johnson movidos a álcool. Montado na Holanda pelo projetista David Archer, o mostro é pilotado por sua filha, Kelly.

 

 


13 de março de 2017

Honey Bee, um trator feito em casa


honey bee

O amarelão canadense foi construído nos anos 70 e tem motor de 500 hp

 

Tudo começou quando dois irmãos, Greg e Glenn Honey, decidiram comprar um novo trator para a a propriedade, em Saskatchewan, no Canadá. Sem achar um trator com a potência necessária, partiram para a construção própria, com peças de diversos equipamentos pesados.

 

 

De um caminhão, saiu o motor. De uma escavadeira, o eixo traseiro. Foram 2 anos de garimpo nas peças e, em apenas 3 meses, a mega-gambiarra foi construída, no início de 1979.

 

 

O trator tem motor Cummins VTA-1710 V12 de 500 hp, tração em duas rodas, transmissão de 13 velocidades e freio a ar. Chega a 34 km/h.

Hoje aposentado, o Honey Bee faz sucesso quando é apresentado como relíquia nas feiras agrícolas canadenses.

 

 


7 de março de 2017

Quando um não é suficiente – Tratores duplos, triplos e outras gambiarras


tratores duplos

A mania de “colar” tratores já foi forte no passado, lado a lado ou em série

Quando postamos curiosidades sobre máquinas agrícolas e entre elas estão alguns modelos de tratores duplos (literalmente dois tratores do mesmo modelo unidos em um único veículo), logo algum leitor comenta no Facebook que se trata de montagem. Não é.

Dia de chuva é dia de criatividade no galpão. Vejam alguns exemplos de chuva prolongada e gente com muita criatividade, capacidade técnica e, claro, 2 tratores.

John Deere 2x 8850

Dois motores Cummins 855 de 600 hp equipam o John Deere double 8850.

John Deere Double D

Massey Harris Tandem

Garret Twin 400

John Deere Tandem 730/830

Para fechar com chave de ouro: Farmall Triplo, em duas versões

Veja outros tratores antigos no Blog do Farmfor.


5 de março de 2017

Pulverizador inglês Knight Farm Machinery com nivelamento automático das barras


nivelamento automático

O fabricante tem modelos de 3500 a 6000 litros de capacidade e até 40 metros de barra

 

Knight Farm Machinery é uma empresa da Inglaterra, fabricante de máquinas e implementos agrícolas. Além de pulverizadores, também fabrica semeadoras.

Os pulverizadores auto-propelidos da Knight, além da ampla gama de capacidades no tanque, são construídos com cabines da Claas (VistaCab) e manobram as rodas nos dois eixos. O sistema de nivelamento automático das barras também é destaque (vejam o vídeo no final deste post).

 

 

 

Acesse o site da Knight Farm Machinery, aqui.

 


18 de fevereiro de 2017

Um Trator Antigo Dentro de um Supermercado em Passo Fundo, RS


trator antigo

 

 

A relíquia serve de decoração para a seção de hortifruti do supermercado Zaffari

 

 

Supermercado Zaffari da Avenida Brasil, em Passo Fundo (RS) passou por uma reforma em 2015, sendo reinaugurado com uma peculiaridade: Usou como decoração no setor de hortifrutigranjeiros um trator McCormick Deering modelo Farmall Cub (identificado pelo blog com a ajuda do usuário Cezar Sato no grupo “Engenhocas e Gambiarras Agrícolas” do Facebook”). À seguir, fotos da raridade:

 

 

 

 

A máquina continua até hoje atraindo a atenção dos visitantes. Segundo um funcionário do local, o trator veio de uma propriedade de Ijuí e foi realmente usado pela família proprietária do estabelecimento.

Veja no Flickr uma imagem de um trator do mesmo modelo, totalmente restaurado, aqui.


13 de fevereiro de 2017

A Colheitadeira John Deere que Virou Pulverizador


Colheitadeira John Deere

Gambiarra foi criada por Nile Schumm, um agricultor da localidade de Manito, IL.

De uma colheitadeira John Deere 6600, ano 1973, surgiu um pulverizador. Com rodas de trator, várias alterações no chassi e a (óbvia) adição de um tanque, a gambiarra caseira alcança 15 km/h e aplica produto em até 20 hectares por dia.

Um modelo similar a este deu origem ao pulverizador:

A alteração custou cerca de US$ 6000,00 na época e foi notícia na revista americana Farm Show em 2013.


10 de janeiro de 2017

Pulverizador Italiano Maschio Gaspardo URAGANO


Pulverizador Italiano Maschio Gaspardo

Modelo se destaca pela posição dos tanques laterais e pela altura de trabalho, até 3 metros

 

Vem da italiana Maschio Gaspardo este pulverizador com um desenho bem interessante; os tanques dispostos nas laterais, a cabine com elevação e a altura de operação são alguns dos diferenciais do Uragano.

 

 

Os modelos possuem de 2200 a 4000 litros de tanque, até 28 metros de barra e motor John Deere de 170hp.

 

 

Visite o site oficial do pulverizador (em italiano ou inglês), aqui.

16 de dezembro de 2016

O Trator Robô da Case IH


trator robô

Sem motorista e cheio de câmeras e sensores, o protótipo de trator robô trabalha quase sozinho, em qualquer tempo

 

O “trator sem tratorista” da Case IH ainda é um protótipo, um conceito que está sendo divulgado em feiras agrícolas. Mas é um caminho e a tecnologia está presente em diversos setores, sendo desenvolvida em empresas de transporte, lazer e até mesmo em aplicações militares.

Nas próximas duas décadas, teremos uma ampla disponibilidade para automação de tarefas repetitivas no campo, do plantio até a colheita, redefinindo diversos aspectos da vida do agricultor, que poderá comprar ou alugar sistemas com esta tecnologia.

Imagens do protótipo

 

 

A aceitação do driverless no campo ainda é uma dúvida, do ponto de vista do usuário ou da concorrência com outras tecnologias. Será melhor um trator inteligente de grande porte (e peso) realizando um plantio ou diversos robôs menores, plantando de forma independente?

De qualquer forma, estamos de olho!


16 de novembro de 2016

O “Trator do Batman” Feito Pela Valtra


Trator do Batman

O modelo foi alterado por uma concessionária Valtra da Holanda. A aparência e a cor logo chamaram a atenção da internet e dos fãs do homem morcego.

 

Em 2013, um cliente da concessionária Offringa, na cidade holandesa de Creil, encomendou dois tratores Valtra N143. Um deles com uma pequena alteração, realizada pela própria empresa: a adição de um prolongamento do chassi, juntando o rodado frontal e formando um trator de “3 rodas duplas”, distribuindo o peso por igual para os 3 pontos.

 

Compactação de solo é uma questão séria naquela região, especialmente no plantio de flores e culturas como cebola, cenoura e batata, principais atividades do cliente.

 

Um modelo padrão do trator

 

Com a cor preta e a aparência do rodado frontal, logo vários posts em blogs da internet chamaram a atenção para as similaridades com o batmóvel, veículo de combate do Batman, na sua versão Tumbler. Nem é tão parecido, mas ficou a fama. Como a história tem diversas versões na web, resolvemos esclarecer, na medida do possível, aqui no nosso blog.

Outro grande trator com 3 rodas foi mostrado aqui no blog, o Challenger TerraGator TG9300B. Quase todas as marcas possuem estas versões. Por conta do acaso, o da Valtra ganhou a comparação com o batmóvel. Coisas da internet.

Para encerrar, um batmóvel no silo (autor da montagem ignorado).

 

 



Publicidade

  • 1
  • 2