Tag: Japão

2 de janeiro de 2021

Os whiskies de Cobra Kai – Terceira Temporada


cobra kai

A série Cobra Kai chegou em sua terceira temporada na Netflix, fazendo sucesso especialmente entre os fãs do filme Karatê Kid. Os personagens principais – Daniel Larusso e Johnny Lawrence – costumam dar alguns goles entre uma briga e outra, mas desta vez algumas marcas investiram pesado no Product Placement , quando itens são inseridos de forma estratégica, fazendo parte das cenas. Sabe aquele pote de requeijão que aparece na mesa do café da manhã na novela, com o rótulo virado para a câmera? É por aí.

Mas o assunto aqui não tem relação com laticínios e sim outra área do agro: a produção de cevada. Pra ser mais exato, a produção de Whisky. Duas marcas colocaram suas garrafas em episódios da terceira temporada de Cobra Kai. Não vamos dizer quais nem o contexto exato da cena para não gerar spoiler.

 Macallan 18 anos

whisky macallan 18 anos cobra kai

O Macallan 18 anos é bebido por Daniel Larusso, sua esposa e um funcionário da revenda de veículos, em tom de comemoração. E o momento tem que ser especial: uma garrafa deste whisky no Brasil fica em torno de R$ 4500,00. Segundo o fabricante, O Macallan Triple Cask Matured 18 anos faz parte de nossa linha Triple Cask Matured; uma série de uísques de single malte elaborados em uma combinação tripla de barris de carvalho temperado com xerez europeu e americano e barris de carvalho americano ex-bourbon. Requintada e habilmente casada, essa trindade de destilados produz um single malte exótico com sabores de laranja, cacau aveludado e especiarias de madeira.

Suntory Whisky Toki

suntory whisky cobra kai

O Suntory Whiski Toki aparece com sua garrafa em um bar de hotel no Japão, quando o personagem Daniel Larusso (de novo) recebe algumas doses da bebida de fabricação japonesa. No site da Suntory, o Whisky é definido como um conceito rico em significado em todo o mundo, mas especialmente no Japão, onde o respeito pela tradição e reinvenção desperta uma poderosa energia criativa. Inspirado por essa interação, Suntory Whiskey Toki ™ reúne o antigo e o novo – a orgulhosa herança da House of Suntory e seu espírito inovador – para criar um whisky japonês que é inovador e atemporal.

O Suntory Toki é vendido no Brasil com preços variando entre R$400,00 e R$ 900,00.

Curiosidade

A fabricação de whisky no Japão iniciou pelo trabalho de Masataka Taketsuru, estudante de química japonês que foi estudar na Escócia e se apaixonou pela bebida, fundando as destilarias Yamazaki e Yoichi. Hoje em dia, o país ainda importa matéria prima da Escócia, mas produz whiskies de qualidade reconhecida mundialmente.


22 de junho de 2020

Na falta de abelhas, bolhas de sabão para polinização


polinização

É o que propõe um estudo japonês que sugere robôs voadores com geradores de bolhas de sabão para polinizar as flores

Um estudo desenvolvido pelos cientistas Xi Yang e Eijiro Miyako no Japão propõe mitigar o problema da falta de insetos polinizadores, em especial as abelhas, com o uso de robôs voadores capazes de gerar bolhas de sabão, de forma autônoma.

É sabido que a polinização deficiente é uma séria ameaça para a vida na terra. Estudos assim visam diminuir os custos em sistemas que já usam (por diversas razões) polinização artificial, sem qualquer foco em trocar o tradicional trabalho das abelhas por soluções tecnológicas.

Nas experiências dos cientistas, foram usadas misturas de líquidos especiais com pólen em diversas máquinas geradoras de bolhas, aplicadas em plantas no laboratório com o rendimento comparado a outros métodos de polinização artificial.

Dependendo do tipo de planta, uma bolha de sabão com 2cm de diâmetro pode carregar até 300 grãos de polén.

Apesar da aparente simplicidade, a quantidade de variáveis em uma bolha de sabão é imensa, do tempo de “sobrevida” até a espessura da camada exterior e a resistência à pressão.

O estudo foi financiado por diversos fundos japoneses para aplicação em pesquisas científicas e foi publicado em maio de 2020. Foi obtido mais de 90% sucesso com polinizações na velocidade de 2 m/s, comprovando que a prática é viável.

Polinização com bolhas de sabão – saiba mais

With bees in short supply, soap bubbles could assist with pollination, study finds.

Soap Bubble Pollination.


7 de junho de 2020

Um ferro velho de tratores no Japão


ferro velho

Ancestrais do Kubota, Iseki e Shibaura ficam pegando sol até que um cliente leve para casa a máquina ou um pedaço dela

O Sun Route Japan é um ferro velho localizado na prefeitura de Tottori, na região de Chugoku na ilha de Honshu. Eles acumulam vários exemplares de tratores tradicionais do Japão e vendem em lotes para vários países do mundo.

Veja no Google Maps aqui.

A maioria das máquinas não é de grande porte. Centenas de “tobatinhas”, motocultivadores, pulverizadores e tratores pequenos em todos os estados de conservação (do sucatão ao semi-novo) estão disponíveis no estoque. O vídeo abaixo mostra um pouco da situação na empresa:

O mercado de máquinas usadas é forte no Japão. Em comum, parece que as empresas do setor gostam de publicar vídeos no Youtube com uma trilha sonora bem alternativa. Vejam este outro estoque da empresa Duyanh Corporation, da região de Okayama:

Ferro Velho no Japão – Contato

Faz muito tempo que a Sun Route não atualiza o Youtube, mas segue o contato

SunRouteJapan Co.,ltd.

252-1 hayabusakoge,Yazugun Yazucho,Tottori,japan 680-0405

TEL +81-858-72-3505

FAX +81-858-72-3508

E-mail : sakamoto@sun-route.net


22 de abril de 2020

SMASH, o robô agrícola da Yanmar


SMASH

Em desenvolvimento na Itália, o robô SMASH será capaz de monitorar lavouras, fazer análise de solo e atuar na aplicação de defensivos

A Yanmar mantém um centro de pesquisas na Itália, na região de Florença, chamado Yanmar R&D Europe (YRE). Em parceria com o governo da Toscana, é de lá que está saindo o SMASH, um robô agrícola com várias funções.

O projeto já tem dois anos, custou 4 milhões de euros e visa desenvolver uma plataforma capaz de monitorar, analisar e gerenciar diversas culturas. SMASH é a sigla para Smart Machine for Agricultural Solutions Hightech, ou Máquina Inteligente para Soluções Agrícolas de Alta Tecnologia.

Na prática, a plataforma está instalada em um veículo autônomo com destaque para um braço robótico que desempenha várias funções. Tudo com muito software, sensores e ligações com drones.

Estão envolvidos no projeto os parceiros EDI (base móvel do sistema), AvMap (sensores para navegação), Base s.r.l. (transmissão de dados, processamento e armazenamento em nuvem), SeIntech (análise de dados e machine learning), Departamento de Agricultura da Universidade de Florença (desenvolvimento), IIT – Instituto Italiano de Tecnologia (sistema robótico para análise de solo), Sant’Anna Bio Robotic Institute (coleta de amostras por braço robótico), Copernico (drones), DORIAN (visão por computador) e Gluntini Filippo (agrônomo).

Os dados completos (em inglês) estão no site da Yanmar.

Veja também

Yanmar develops modular robotic platform for agriculture (Future Farming).

Robôs darão prejuízo para as empresas de herbicidas.


21 de janeiro de 2020

O Trator dos Sonhos da Kubota no Japão


trator dos sonhos

 

trator dos sonhos

Empresa criou o trator conceito “X-Tractor – Cross Tractor” e colocou o modelo em exibição durante evento no Japão

O X-Tractor – trator futurista da Kubota – foi exibido no estande da empresa durante evento que é parte das comemorações dos 130 anos da marca japonesa.

A Kubota também celebra 50 anos de outro protótipo, tabém chamado de Dream Tractor, exibido em 1970 durante a Japan World Exposition (Expo 70) em Osaka.

O “Trator dos Sonhos” em 1970.

Trator dos Sonhos – Causa Nobre

O X-Tractor atual tem inteligência artificial, motores elétricos e é totalmente autônomo, representando a definição de futuro da agricultura perseguida pela Kubota.

Para os engenheiros, a causa é nobre: há um crescente número de agricultores saindo da atividade no Japão por conta da aposentadoria, enquanto a escala da produção continua a crescer em um cenário de concentração de terras (mais gente vendendo a propriedade). Este tipo de tecnologia é vista como uma espécie de salvadora da atividade.

Vídeo disponível no Youtube mostrando o X-Tractor e outros modelos da Kubota, durante o evento. Créditos: Shaikh Afsar Shaikh Abdul.

Há que se destacar também a falta de mão de obra no campo e a baixa eficiência nas pequenas operações agrícolas. Os agricultores estão envelhecendo, além de todos os outros problemas sociais conhecidos no Japão.

Veja também

Agri Robo, o trator autônomo da Kubota.

 


17 de outubro de 2019

Pintar listras brancas em vacas pode diminuir as picadas de moscas


listras brancas

Um estudo do Japão sugere que a pintura confunde o sistema de orientação dos insetos e pode diminuir pela metade os ataques

Os cientistas do Aichi Agricultural Research Center, lá do Japão, pintaram bovinos pretos com listras brancas, com padrões de “zebra” e chegaram a uma conclusão: as picadas de moscas caem pela metade.

O estudo foi publicado no site PLOS One e mostra que os experimentos foram realizados entre 2017 e 2018 no centro de pesquisas localizado na cidade de Nagakute. Foram usadas 6 vacas prenhes japanese black pintadas com tintas à base de água com listras, outras sem alteração e outro grupo pintado totalmente na cor branca.

As vacas com as listras (coluna do meio) levaram a metade das picadas das moscas durante os testes.

O estudo aponta que as moscas tentem a não pousar em superfícies listradas por conta da desorientação visual. Mesmo simples, a adoção deste método pode aliviar o prejuízo em pequenas propriedades e até mesmo substituir a aplicação de inseticidas. Para grandes propriedades, é praticamente impossível: imaginem pintar a cada semana (a tinta desaparece em pouco tempo) um rebanho de 2000 animais?

De qualquer maneira, interessante.

Listras brancas nas vacas – leia mais:

Cows painted like zebras can fend off flies better than their plain-coated counterparts (CNN).

Giving cows zebra-like stripes may help deter flies: study (NY Post).

Painting ‘Zebra Stripes’ on Cows Wards Off Biting Flies (Real Clear Science).

Leia também: Boato diz que tronco tombador é máquina de esmagar vacas.


2 de maio de 2019

O melão mais caro do mundo


melão mais caro

 

Você pagaria R$ 40000,00 por um simples melão? Tem gente que paga com orgulho pela iguaria que cresce em estufa e ganha até uma massagem diária

O melão mais caro do mundo é plantado no Japão em estufa com substrato contendo cinzas vulcânicas, tudo controlado por computador e cuidados especiais que incluem uma limpeza diária no fruto (que é uma verdadeira massagem) e até um pequeno “chapéu” para proteção.

 

O melão mais caro do mundo?

Segundo o site Fukuishimbun, o King Melon (Melão Rei) é cultivado na região de Yūbari, Hokkaido, uma cidadezinha perto de Sapporo. Seu preço varia entre US$ 100,00 e US$ 10000,00 conforme a época. Em uma ocasião muito especial, um par de melões (sem querer fazer piada) foi arrematado em um leilão por 3 milhões de ienes, o equivalente a R$ 106 mil nos dias de hoje.

Uma complicada seleção de sementes (sempre procurando os melões mais doces) e o plantio duplo com duas variedades em uma mesma célula da bandeja para posterior enxertia ajudam a encarecer o produto.

As estufas produzem o ano inteiro, com blocos escalonados de plantio (o ciclo do melão é de 100 dias). Cada planta produz apenas uma fruta.

E o seu melão, como anda de preço?

Posts sobre fruticultura no Blog do Farmfor


21 de janeiro de 2019

Colheitadeira Kubota Pro 100 para arroz, trigo e soja


Colheitadeira Kubota

Colheitadeira de pequeno porte da Kubota promete desempenho e conforto para o operador, com custo acessível

Tem gente que não acredita, mas sim: existe colheitadeira da Kubota. De pequeno porte, algumas se assemelham a equipamentos para colheita de parcelas. Não é o caso e aqui exibimos o modelo Pro 100 (4LZ-5) que trabalha com arroz, trigo e soja.

Fabricadas no Japão e na Tailândia, estas maquininhas fazem sucesso na Ásia e já estão aparecendo na América Latina, como nesta revenda da Bolívia, orgulhosa do produto. Confiram o vídeo da Agrovier:

A colheitadeira Kubota Pro 100 tem motor diesel de 100 hp, da própria Kubota (V3800-DI-T-ET-13) de 4 cilindros turbo intercooler. O tanque leva 250 litros de combustível. A velocidade vai até 10,8 km/h e o revendedor garante que ela colhe bem em 7 km/h.

Axial, o cilindro tem 620 mm de diâmetro e 2210 mm de comprimento, trabalhando a 825 rpm para trigo e 730 rpm para arroz. O tanque de grãos tem capacidade para 2400 litros e descarrega o produto tombando a carga.

A cabine panorâmica tem ar-condicionado. O custo estimado na Bolívia é de aproximadamente US$ 68 mil.


14 de agosto de 2018

Agri Robo, o trator autônomo da Kubota


Agri Robo

Agri Robo e FarmPilot são os nomes que acompanham as tecnologias para máquinas agrícolas autônomas da Kubota.

 

A japonesa Kubota vem investindo na sua linha de máquinas agrícolas sem  operador (autônomas), principalmente tratores e colheitadeiras. Um novo vídeo publicado no Youtube mostra o produto denominado Agri Robo, acompanhado pela estação FarmPilot. A apresentação é em japonês. Acompanhe as belas imagens conhecendo ou não o idioma.

 

 

O próprio governo japonês vem apoiando a ideia de máquinas agrícolas autônomas, principalmente por conta do envelhecimento da população local.

Tratores de pouca potência, aragem automática, transplante de mudas e pequenas colheitadeiras de até 100 hp estão em prioridade no desenvolvimento.

Acesse a página da Kubota, aqui.

 

Textos sobre Robótica na Agricultura, neste link.


21 de junho de 2018

Um drone em formato de cobra voadora


O Dragon Drone é capaz de “desenrolar” em pleno voo e fazer movimentos precisos para ultrapassar obstáculos.

 

Imaginem um drone inspirado em uma espécie de cobra voadora. Este é o Dragon Drone, um protótipo desenvolvido na Universidade de Tóquio pela equipe dos cientistas Moju Zhao, Tomoki Anzai, Fan Shi, Xiangyu Chen, Kei Okada, e Masayuki Inaba. Confira no vídeo abaixo:

 

O drone tem um conjunto de quatro “nós” com duplas de hélices em dutos, controlados por um complexo algoritmo para dar equilíbrio ao sistema. Oficialmente, o DRAGON do nome significa “Dual-rotor embedded multilink Robot with the Ability of multi-deGree-of-freedom aerial transformatiON”.

 

Dragon Drone

 

O projeto é muito interessante e gera alguns questionamentos interessantes: será que um modelo destes com função de pulverizador seria viável? Daqui a pouco os chineses lançam algo parecido. É só aguardar.

 

Visto no site do IEEE.

 

Acompanhe tudo sobre este assunto no Blog do Farmfor através da tag Drones, clique aqui.


11 de setembro de 2017

Japonês inventa lobo mecânico para espantar javalis


Lobo mecânico

O “lobo robô” acende os olhos vermelhos e emite sons que espantam os animais

 

Geralmente, no Japão, quando um monstro aparece, logo outro cai matando. Os dois brigam por um tempo, ficam gigantes para brigar novamente e o herói sempre vence.

Em escala reduzida, uma empresa japonesa chamada Ohta Seiki, sediada na região de Hokkaido, construiu um robô para espantar os inimigos das lavouras locais, especialmente os javalis. Capaz de emitir sons, detectar animais com infra-vermelho, mexer a cabeça e “ligar” olhos vermelhos feitos de led, o equipamento espanta os javalis e pequenos roedores.

 

O robô está passando por testes em uma cooperativa e os usuários juram que os animais invasores sumiram do local. Quando entrar em produção, o lobo mecânico custara cerca de US$1800,00.

 

 

Em se tratando de Japão, este robô feio deverá virar uma réplica perfeita de um lobo furioso em menos de 20 anos. Não duvidem.

 


28 de fevereiro de 2017

Trator Kubota M7


Trator Kubota

O modelo M7-171 é o maior trator da empresa japonesa.

 

Empresa mãe da lenda chamada Tobatta, a Kubota tem aparecido com destaque nas principais feiras agrícolas pelo mundo, mostrando seus tratores laranjas. A empresa japonesa é centenária e tem representação no Brasil, trabalhando na linha de pequeno porte.

O M7-171 não é apresentado pela representante local, mas é o modelo mais potente da empresa lá fora. Tem motor de 168 hp (Kubota V6108) Tier 4, câmbio automático de 24 velocidades e opções que fazem o trator atingir 50 km/h.

As especificações completas (em inglês), na página do modelo no site da Kubota.

Kubota M7

 

Vídeo do trator, na lida



Publicidade