Tag: Bolsonaro

2 de março de 2021

Globo Rural provoca Flávio Bolsonaro com tweet sobre laranjas e mansão


Globo Rural Provoca

Globo Rural Provoca

Globo Rural Provoca

O Globo Rural é um tradicional programa de TV brasileiro especializado em notícias do mundo rural. Sua versão impressa – a Revista Globo Rural – aparenta ter a mesma missão. Já a conta do Twitter que divulga as informações da revista, aparentemente tem outras funções.

Nesta terça, 2 de março, a notícia da compra de uma mansão em Brasília pelo filho do presidente Jair Bolsonaro, o senador Flávio Bolsonaro, tomou conta do noticiário em todas as mídias. Mesmo não sendo um assunto do agro, foi parar no Twitter oficial da revista, em forma de indireta jocosa:

mansão bolsonaro laranja

“Quantos pés de laranja cabem no quintal de uma mansão de R$ 6 milhões?” pergunta o tweet que pode ser visto neste link. A mensagem aponta para uma notícia real sobre o plantio de cítricos, publicada em maio de 2020, portanto requentada para fazer a piada.

Não é a primeira vez (nem a segunda)

Em agosto de 2019, o Twitter do Globo Rural chamou o eleitorado bolsonarista de gado. Em dezembro de 2018, fez piada com uma declaração da então futura ministra do governo, Damares Alves, no caso do “pé de goiaba”. Desta vez, o tweet foi apagado.

É interessante observar o movimento do grupo Globo ao usar canais não convencionais para falar de política. Melhor dizendo, atacar políticos. Resta saber do resultado destas ações no público-alvo da pauta rural da Globo, o agricultor de todos os portes e todo o agro brasileiro. O Globo Rural provoca, mais uma vez.


30 de maio de 2020

A estupidez de quem associa o Desafio do Leite ao nazismo


desafio do leite

Ação de marketing em defesa da pecuária leiteira foi atacada quando chegou na mesa do presidente Jair Bolsonaro em transmissão das redes sociais

Acreditem: veículos de esquerda estão associando a adesão do presidente Jair Bolsonaro ao Desafio do Leite como um ato que passa uma mensagem nazista.

A ação viral consiste no “desafio” entre produtores e personalidades para que gravem um vídeo tomando um copo de leite. A pessoa entra na brincadeira, desafia outros amigos durante a gravação e bebe o leite. Simples assim.

Desafio do Leite na presidência

De desafio em desafio, o convite chegou ao presidente que usou a live da última quinta, 28 de maio, para beber leite junto com outros participantes da transmissão.

https://www.facebook.com/jairmessias.bolsonaro/videos/671761803369788/?t=653

Após um funcionário servir os copos na mesa, Bolsonaro segue falando sobre pesca e assuntos diversos, até começar a explicar o motivo da novidade: “Vamos aproveitar o momento aqui, pessoal, eu não estou fazendo propaganda de marca nenhuma, tá? Desafio do Leite. Vamos brindar aqui o nosso produtor rural, o pessoal do setor leiteiro do Brasil, é uma atividade que não é fácil – eu morei em fazenda por algum tempo lá em Eldorado Paulista, na Fazenda Quirongosi – nós somos o terceiro maior produtor de leite do mundo e sempre tomei isso aqui. De vez em quando tomo uns venenos aí, tá certo, que vem aí a gente compra em lata nos bares, tá? Mas um brinde a todos os produtores de leite do Brasil e um brinde a nossa querida Tereza Cristina. Não é a melhor não né? Porque se for a melhor só podia ser ela por que não tem outra mulher. Entre todos os outros, homens, que passaram pela agricultura, com todo o respeito, a melhor… Ministério da Agricultura do Brasil, Tereza Cristina. Vamos lá. Selva!

Um site de esquerda de “destaque” no meio político (que não vamos citar) fez um paralelo entre enaltecer ato de tomar leite e o uso da simbologia branca do líquido com nazismo. Logo, a estúpida constatação foi replicada por canais de menor relevância.

O vídeo acima e a transcrição do momento dedicado ao desafio do leite provam que foi um discurso sem qualquer conotação prejudicial, muito menos racista ou nazista.

É mais um capítulo da guerra cultural envolvendo grupos que atacam o agro de todas as maneiras. Desta vez, juntaram a fome com a vontade de comer ao usar como alvo o político que detestam com o o setor que abominam. Como não lembrar da turma que advoga que vacas são estupradas para manter a pecuária leiteira ativa?

Seguiremos.


18 de fevereiro de 2020

Bolsonaro exibe para ministros vídeo de produtor rural


Bolsonaro Exibe

Exibição foi realizada para o Conselho de Ministros nesta terça

Um vídeo de “desabafo” feito por um produtor rural fpo exibido durante uma reunião do Conselho de Ministros em Brasília nesta terça, 18 de fevereiro.

O vídeo, durante a reunião do Conselho de Ministros

No vídeo, o produtor destaca os altos custos para manter a criação e o baixo valor no momento da venda. O agricultor é da região de Paracatu, em Minas Gerais.


4 de fevereiro de 2020

Decreto 10.032 entra em vigor facilitando a venda de produtos de origem animal


Decreto 10.032

Medida prevista no decreto 10.032 de outubro de 2019 permite que produtos de origem animal inspecionados por consórcios públicos municipais sejam comercializados nas cidades integrantes destes arranjos

O Decreto 10.032 de outubro de 2019 entrou em vigor no último dia 3 de outubro, facilitando a vida de quem produz (e também de quem fiscaliza) itens de origem animal.

No coração do decreto, o seguinte:

“Art. 156-A. Os produtos de origem animal inspecionados por serviço de inspeção executado por consórcios públicos de Municípios, atendidos os requisitos estabelecidos em ato do Ministro de Estado da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, poderão ser comercializados em quaisquer dos Municípios integrantes do consórcio.

§ 1º Caso o consórcio de Municípios não adira ao Sistema Brasileiro de Inspeção de Produtos de Origem Animal no prazo de três anos, os serviços de inspeção dos Municípios consorciados terão validade apenas para o comércio realizado dentro de cada Município.

O anúncio da novidade foi feito em 3 de outubro de 2019, no site do Ministério da Agricultura:

A partir de 2020, produtos de origem animal inspecionados por consórcios públicos municipais poderão ser comercializados nos territórios das cidades integrantes do consórcio. A medida, prevista no Decreto 10.032 publicado nesta quarta-feira (2), atende uma antiga demanda dos municípios e ampliará o mercado para os produtores rurais de grande parte do país.

Os consórcios ocorrem quando os municípios se associam formalmente para determinado fim: inspeção de produtos, compra de remédios, entre outros. Atualmente, as mercadorias inspecionadas pelos serviços municipais podem ser comercializadas apenas nos locais onde são fabricadas, conforme o Decreto 5.741/2006, que trata do Sistema Unificado de Atenção à Sanidade Agropecuária (Suasa), que foi alterado pelo novo decreto de hoje.

A ministra Tereza Cristina (Agricultura, Pecuária e Abastecimento) destacou que a medida “vai dar agilidade, facilidade para a comercialização dos produtos, principalmente dos pequenos produtores rurais”.

Veja também: Orvalho de Deus, inspiração de Israel nos planos de Bolsonaro.

A medida entra em vigor em 3 de fevereiro de 2020. Os consórcios públicos municipais terão prazo de três anos para aderir ao Sistema Brasileiro de Inspeção de Produtos de Origem Animal (Sisbi-POA). O prazo conta a partir do cadastramento do consórcio no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, tempo para o consórcio montar estrutura para obter equivalência no Sisbi-POA.

Caso isso não ocorra dentro do período de três anos, os produtos inspecionados pelo consórcio poderão ser vendidos apenas no município onde são fabricados. A adesão ao sistema será obrigatória após esse prazo. 

A Secretaria de Defesa Agropecuária divulgará orientações sobre o cadastramento e demais procedimentos nos próximos meses, antes do início da vigência do decreto.

De acordo com a secretaria, a norma atende demandas apresentadas por representantes de consórcios públicos de municípios e irá contribuir para a melhoria da qualidade dos produtos oferecidos ao consumidor, o desenvolvimento da região abrangida e incentivará a organização dos serviços de inspeção municipal para alcançar a equivalência com a inspeção federal.

Equivalência de serviços de inspeção

O Sistema Brasileiro de Inspeção de Produtos de Origem Animal, que faz parte do Sistema Unificado de Atenção a Sanidade Agropecuária, padroniza e harmoniza os procedimentos de inspeção de produtos de origem animal para garantir a inocuidade e segurança alimentar.

Os estados, o Distrito Federal e os municípios podem solicitar a equivalência dos seus serviços de inspeção com o Serviço Coordenador do Sisbi. Para obter a equivalência, os serviços precisam comprovar que têm condições de avaliar a qualidade e a inocuidade dos produtos de origem animal com a mesma eficiência do Ministério da Agricultura.

Decreto 10.032 – Nova forma de atuação poderá baratear os alimentos para o consumidor

Imagem: Ministério da Agricultura.

Com a possibilidade da venda de produtos em cidades vizinhas, carentes de uma estrutura de fiscalização, mais oportunidades surgem para quem produz, turbinando as economias locais e barateando até mesmo a logística. Ponto para o governo.


6 de outubro de 2019

Capitão Talkei é mais um ataque da Rede Globo ao Agro


Capitão Talkei

Setor é associado a agrotóxicos e desmatamento em desenho animado do humorístico Zorra, que satiriza o presidente Jair Bolsonaro

O programa “Zorra” – anteriormente conhecido como “Zorra Total” realizou mais um ataque contra a imagem do agronegócio neste sábado, 5 de outubro.

Da esquerda para a direita: Capitão Talquei é chamado pela união dos poderes do desmatamento, intolerância, golden shower, agrotóxicos e armamentos.

Um desenho animado que faz uma paródia do infantil “Capitão Planeta”, sucesso nos ano 90, mostra um Bolsonaro na figura do “herói” Capitão Talkei, com uma laranja no peito e sendo acionado pelos poderes armamentos, agrotóxicos, desmatamento, intolerância e golden shower (com um personagem que lembra o Deputado Federal do DEM-SP, Kim Kataguiri).

A cada interação, o Capitão Talkei dá um conselho para melhorar o desempenho de alguém. Para quem derruba uma árvore com um machado, ele oferece uma “serra elétrica” para fazer o serviço mais rápido.

Para uma família sendo assaltada, várias armas são oferecidas e “que se virem”.

O vídeo pode ser visto neste endereço, diretamente no site da Rede Globo.

O episódio é mais um dos frequentes ataques da emissora ao Agro, setor que responde por grande parte do faturamento da empresa como já destacamos aqui no blog.

No início de agosto de 2019, uma paródia do Sítio do Picapau Amarelo também colocou o agronegócio como vilão do meio ambiente. Relembre aqui.

A emissora não esconde sua agenda, espalhada pelo jornalismo, novelas e programas de humor, atrações quase sempre recheadas com blocos comerciais que vendem produtos alimentícios, camionetes para “o homem do campo” e volta e meia um quadro chamado “Agro é POP”, com louvores ao setor. Uma hipocrisia sem limites.

Tá na hora de acordar.


15 de agosto de 2019

Twitter do Globo Rural chama eleitorado do Bolsonaro de “Gado”


twitter do globo rural

Indireta fez parte da divulgação de um link de reportagem com Blairo Maggi

A conta do Globo Rural no Twitter mantém um estilo descolado e vive postando piadinhas e trocadilhos agrícolas. Desta vez, resolveu enveredar para as lavouras políticas.

Em um tweet que divulgava um link de uma reportagem com o ex-ministro da agricultura Blairo Maggi, colocou como suporte a seguinte mensagem:

Gente, se até o ex-ministro da agricultura, que é um dos maiores produtores rurais do Brasil, tá falando isso, vocês não acham que tá na hora do gado acordar?

O link do tweet, enquanto viver, é este aqui. Já a reportagem com Blairo Maggi você acessa neste endereço.


19 de fevereiro de 2019

Quer vender alimentos para o Exército brasileiro? Saiba como


Exército

Presidente Jair Bolsonaro anunciou novas compras via Programa de Aquisição de Alimentos no Rio Grande do Sul

O presidente Jair Bolsonaro anunciou, por meio do facebook, que o Exército está comprando alimentos via PAA no Rio Grande do Sul, na cidade de Santa Maria.

https://www.facebook.com/jairmessias.bolsonaro/photos/a.213527478796246/1378841718931477/?type=3&theater

Segundo o anúncio da Secretaria Especial do Desenvolvimento Social, segue a nota:

Brasília – A 3ª Divisão de Exército da cidade de Santa Maria (RS), Divisão Encouraçada, está com chamada pública aberta para a aquisição de alimentos produzidos por agricultores familiares. Por meio da Modalidade Compra Institucional do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), serão investidos mais de R$ 2,6 milhões na compra de frutas, legumes, bebidas lácteas, temperos, farinhas, doce de frutas, leite em pó e integral. O PAA permite que órgãos da administração pública federal, estadual e municipal possam comprar, com recursos próprios, produtos da agricultura familiar.

A coordenadora geral de Aquisição e Distribuição de Alimentos da Secretaria Especial do Desenvolvimento Social do Ministério da Cidadania, Hetel Santos, destaca que a modalidade traz vantagens tanto para os agricultores quanto para quem compra. “Ao adquirirem produtos da agricultura familiar, os compradores têm acesso a alimentos mais saudáveis e de melhor qualidade, além de contribuírem para a segurança alimentar e nutricional. Para os produtores, é garantia de renda e de que receberão um preço justo pelo contrato.”

A unidade do Exército de Santa Maria vai adquirir 32 itens de alimentos para as refeições dos militares, explica o ordenador de despesas, capitão Reis. “A agricultura familiar trouxe produtos melhores. Conversando com os responsáveis pelos refeitórios, eles informam que os itens entregues são bastante diferenciados e têm melhorado a qualidade das refeições“, exemplifica.

Valorização – O agricultor Laércio Dalross, que está se preparando para esta chamada pública, reforça que participar do processo é boa oportunidade. “Para nós e as nossas cooperativas é muito importante, principalmente as chamadas que têm um volume expressivo.“

Interessados em participar das chamadas públicas devem acessar o Portal de compras da Agricultura Familiar, clicar na aba “chamadas abertas PAA_CI” e buscar os editais abertos por Estado. O prazo para envio das propostas termina no próximo dia 26.

Saiba Mais:
Na Modalidade Compra Institucional, cada agricultor poderá vender até o limite de R$ 20 mil, por ano, para cada órgão comprador. Já para as cooperativas ou associações, o teto é de R$ 6 milhões, por ano, por órgão comprador, respeitando o limite individual por agricultor. E a legislação determina que pelo menos 30% dos alimentos adquiridos para abastecer órgãos federais venham da agricultura familiar.


9 de fevereiro de 2019

Bolsonaro coloca General na presidência do INCRA


INCRA

Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (INCRA) ficará nas mãos de general do Exército

O presidente Jair Bolsonaro anunciou através do Twitter que o INCRA será comandado pelo general do Exército.

Segundo o site JD1 notícias, o general foi indicação do secretário especial de Assuntos Fundiários do Ministério da Agricultura, Luiz Antônio Nabhan Garcia.


3 de fevereiro de 2019

Bolsonaro é nazista em desfile do carnaval paulistano


Bolsonaro é nazista

Personagem desfila com fantasia que mistura características do presidente Jair Bolsonaro e de Adolf Hitler, como suposto protesto.

O carnaval está chegando e, com ele, a montagem de narrativas pelos carnavalescos das escolas de samba. Em 2017, o agronegócio foi vítima de uma verdadeira campanha difamatória pela escola carioca Imperatriz Leopoldinense com a ala “fazendeiros e seus agrotóxicos”, devidamente denunciada em nosso texto Carnaval 2017 – Escola de Samba do Rio Terá ala Contra “Agricultores e seus Venenos”.

Agora, segundo o site Carnavalesco, a escola de samba Águia de Ouro levará para a avenida um personagem fantasiado de Hitler, usando faixa presidencial brasileira, armado com cassetete e fazendo o símbolo de “arminha” com as mãos, uma clara e óbvia referência ao presidente Jair Bolsonaro.

Na sinopse do samba Brasil, eu quero falar de você!!! Que país é esse!!! , consta o seguinte:

A Águia de Ouro, no carnaval de 2019, vai retratar a ganância humana, causa direta da exploração das riquezas da Nossa Pátria. Desde a chegada dos descobridores até os dias atuais. Um país abundante, mas que sofre com a falta de cuidado na vida social, mudaram os ventos. Resultado Direto da retirada descabida dos nossos maiores bens. Massacraram os índios, enganaram, devastaram nossa floresta, abusaram e tentaram escravizar os nativos. Esse retrato, é espelho de nossa própria história.

O documento pode ser baixado neste link.


18 de janeiro de 2019

CNH Industrial está no listão dos tomadores de empréstimos do BNDES


bndes

Multinacional italiana é dona da New Holland, Case IH e Iveco, entre outras marcas e aparece como tomadora de 5,8 bilhões de reais na lista divulgada pelo banco

O BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) divulgou um “listão” com os 50 maiores tomadores de empréstimos de todos os tempos. No topo, aparecem somatórios de empréstimos bilionários para a Petrobrás (R$ 62 bilhões), EMBRAER (R$ 49 bilhões) e Norte Energia (R$ 25 bilhões). A lista completa você pode tentar acessar neste link.

O site está extremamente congestionado por conta da divulgação dos dados, parte das promessas de campanha do presidente Jair Bolsonaro.

Na vigésima oitava posição da lista aparece a CNH Industrial. Conhecida no mercado agrícola especialmente pelas marcas New Holland e Case IH. O montante das operações com o banco chega a R$ 5,8 bilhões.

Parcial do “Listão do BNDES” mostrando a posição da CNH Industrial.

No detalhamento das operações, aparecem registros em “Operações diretas e indiretas não automáticas (Financiamentos analisados pelo BNDES)”, “Operações indiretas automáticas (Financiamentos analisados pelas instituições financeiras credenciadas)”, “Operações de Exportação Pré-embarque (Financiamento à produção para exportação)” e “Operações de Exportação Pós-embarque (Financiamento à comercialização de bens e serviços no exterior)”.

As operações diretas e indiretas não automáticas exibem mais detalhes sobre a natureza do objeto financiado e mostram diversos projetos na construção e ampliação de fábricas e capital de giro:

Já nos empréstimos, alguns financiamentos aparecem com custo financeiro mais juros entre 1,8 e 4% ao ano, carência de 18 meses e prazo de até 54 meses para pagar, como na operação descrita como “REATIVACAO DA PLANTA INDUSTRIAL LOCALIZADA NO MUNICIPIO DESOROCABA (SP), PARA A FABRICACAO DE MAQUINAS AGRICOLAS E DE CONSTRUCAO, E O DESENVOLVIMENTO DE NOVOS PRODUTOS”, contratada em 2010 no valor total de R$ 106 milhões e já quitada.

Todas as operações divulgadas no site foram firmadas entre os anos de 2002 e 2018. Na realidade, estas informações sempre estiveram disponíveis no sistema de transparência do BNDES, mas agora o banco resolveu exibir os valores ordenados por tomador, com o objetivo de mostrar para a população as empresas que mais contrataram empréstimos com o banco.

É importante ressaltar que, ao contrário do que está sendo divulgado em alguns canais, esta não é uma lista de devedores do BNDES e sim das operações contratadas com as empresas, já quitadas ou em aberto, ainda dentro do prazo de financiamento.


14 de janeiro de 2019

Gisele Bundchen tinha sete lareiras em casa e militava contra o uso de fogão a lenha


Gisele Bundchen

A Uber Model Gisele Bundchen é conhecida pelo ativismo ambiental e foi lembrada negativamente pela Ministra da Agricultura Tereza Cristina

Durante uma entrevista para a rádio Jovem Pan, no programa Jornal da Manhã, nesta segunda-feira, 14/1, a ministra da Agricultura Tereza Cristina fez críticas quase irônicas para as declarações negativas da modelo Gisele Bundchen sobre o agronegócio brasileiro. O programa também contou com a presença do especialista José Luiz Tejon.

O que rolou na entrevista, você pode conferir no site da Jovem Pan ou no vídeo abaixo.

Não é de hoje que Gisele Bundchen atua no ativismo ambiental e fala coisas estranhas sobre o campo e o agronegócio em geral. Seja dando apoio para questões da ONU ou meditando com a então futura candidata a vice-presidente pelo PSOL nas eleições de 2018, a índia Sônia Guajajara, ela sempre aproveita para dar pitacos.

Amigona da vice do PSOL, a modelo também já apoiou Marina Silva.

Mas em 2012, a coisa foi longe demais: quando ainda era Embaixadora da Boa Vontade do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (Pnuma), a modelo fez um vídeo contra o uso de fogão a lenha. Do alto de sua hipocrisia ambiental, na época Gisele estava construindo uma mansão em Los Angeles que tinha nada mais nada menos do que sete lareiras. Posteriormente, a casa foi vendida para o rapper Dr. Dre.

Uma das sete lareiras da mansão de Gisele Bundchen em Los Angeles, EUA.

A hipocrisia das celebridades: frases prontas, desconhecimento de causa e proibições “unilaterais”. Típico.


8 de janeiro de 2019

Bolsonaro quer perdoar dívidas do Funrural, segundo ministra


Funrural

Declaração favorável a anistia foi dada em entrevista de rádio para emissora gaúcha

A ministra da agricultura Tereza Cristina deu entrevista para o programa Gaúcha Atualidade, da Rádio Gaúcha de Porto Alegre, RS, declarando que o governo Jair Bolsonaro está estudando o perdão das dívidas dos agricultores com o Funrural. Este perdão implicaria em um impacto de 17 bilhões de reais nas contas públicas.

Quando indagada sobre o Funrural, a ministra respondeu:

Estávamos falando sobre a urgência que estava para ser aprovada no Congresso, e foi, e depois se trabalhou na prorrogação dos prazos, que terminaram em 31 de dezembro. O governo anterior não fez (a prorrogação), teve impedimentos legais para isso, porque entrava no mandato do novo presidente e não pode ser prorrogado até 30 de março, o que era pedido. Hoje, o Bolsonaro tem se posicionado a favor de fazer o perdão da dívida. Existe um grupo estudando porque tem que estar no orçamento. Tem que ter alguma coisa no orçamento para que o Funrural possa fazer essa redução.

Sobre a expansão para outros setores, complementou:

Com certeza. Isso aí a AGU deve estar estudando para passar para o presidente. Inicialmente se faria uma nova prorrogação para que desse tempo deste estudo. Não é uma decisão do Executivo sozinho, porque isso é orçamento. Precisa saber como deve ser feito, se vai ser uma medida provisória e encaminhar ao Congresso. Aí é o Congresso que precisa entender que é uma pauta importante do agronegócio brasileiro e votar a favor. E o presidente com certeza não vetará. Se ele mandar a medida provisória é porque ele tem certeza que não esbarrará na Lei de Responsabilidade Fiscal. A gente ainda precisa saber detalhes, estamos acompanhando.

A entrevista completa está disponível no site Gaúcha ZH.


13 de dezembro de 2018

Globo Rural debocha da fé de futura ministra de Bolsonaro


globo rural

Conta do Globo Rural no Twitter tentou lacrar fazendo referência a goiabas e Jesus. Será que está fazendo piada para o público certo?

Faz tempo que a conta do Globo Rural (que dispensa apresentações) no Twitter mescla piadinhas com notícias do mundo rural, estas seguindo a linha do famoso programa de TV da Rede Globo. Desta vez, cruzaram uma linha.

Em um tweet que já foi apagado os responsáveis pelo canal fizeram uma piadinha com um relato recente na futura ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos do governo Jair Bolsonaro, Damares Alves. 

A mensagem, do dia 12 de dezembro, dizia “Subir na goiabeira para tentar ver Jesus pode ser perigoso! Prefira atividades mais calmas, como cultivar a fruta”, acompanhando um link para instruções sobre como plantar a fruta. A mensagem já foi apagada, mas consta nos registros do Google:

O perfil do atento Bruno Carpes no Facebook foi rápido para destacar este e outros casos envolvendo a mídia e a futura ministra, em texto que reproduzimos aqui:

A licença de setores da imprensa e de grupos políticos para injuriar, escarnecer da religião alheia e debochar da pedofilia. Presto a minha solidariedade à Damares, num grande exemplo de superação aos demais. Infelizmente teve de sofrer uma grave revitimização. REPUGNANTE!

A futura titular do Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos do governo Jair Bolsonaro, Damares Alves tornou-se alvo de memes nas redes sociais nos últimos dias por causa de um vídeo em que ela afirma ter visto, quando tinha 10 anos, Jesus em um pé de goiabeira.

Em entrevista ao programa Timeline, da Rádio Gaúcha, nesta quinta-feira (13), a advogada de 54 anos contou que a gravação traz apenas uma parte do relato original. Segundo ela, a história narrada no vídeo aconteceu em um momento dramático: a menina Damares estava prestes a tirar a própria vida, cansada dos abusos sexuais que sofreu, cometidos por um tio, dos seis aos oito anos de idade.

— Ele me convenceu de que eu era a culpada, eu achava que Deus estava bravo comigo e, por ser uma menina cristã, era uma dor muito grande pela qual eu achava que não conseguiria passar. Eu queria morrer — disse Damares.

Durante a entrevista aos apresentadores David Coimbra, Luciano Potter e Kelly Mattos, Damares falou que subiu no pé de goiabeira decidida a se envenenar. Foi quando ela disse ter visto a figura de Jesus, que a aconselhou a não tomar aquela atitude.

— É comum as crianças falarem que têm amigos imaginários, mas quando uma menina cristã fala que esse amigo é Jesus, ela vira piada. De ontem para hoje, virei alvo de piadas porque tive coragem de contar que uma menina de 10 anos, machucada, tinha como amigo imaginário o ser superior da vida dela, que é Jesus. Eu o vi, e foi ele que me impediu de me matar — afirmou. — Desci daquele pé de goiabeira diferente, me tornei pastora, advogada e agora ministra. Eu venci a pedofilia — completou.

Damares também afirmou que pretende trabalhar em defesa da vida de mulheres e crianças, para que nenhuma sofra os mesmos abusos que sofreu durante a infância.

— Essa é uma nação que abusa de mulheres. Venho para esse ministério como uma menina sobrevivente, querendo que nenhuma outra precise do pé de goiaba — disse Damares.

Será que o Globo Rural tem a noção exata sobre as visões de seu público sobre Religião, Bolsonaro e a futura ministra? Apagar a mensagem foi um sinal de “correção de rota”, mas fica o registro.


27 de novembro de 2018

Bolsonaro concorre ao prêmio Pessoa do Ano da revista Time. Saiba como votar


bolsonaro pessoa do ano

O presidente eleito do Brasil Jair Bolsonaro concorre no prêmio Person of the Year da revista americana e você pode votar na enquete oficial

 

O prêmio Pessoa do Ano (Person of the Year) da Revista Time é um dos mais famosos do mundo e escolhe a pessoa que mais se destacou no ano da premiação. A escolha é realizada pelos editores, mas a empresa libera uma enquete para os leitores e todos podem votar. Claro que não tem valor direto na eleição, mas é algo simbólico.

Como votar

 

 

Acesse o site da revista através do computador ou do celular NESTE ENDEREÇO. Role a página até aparecer um quadro com as palavras Vote Now, então clique ou toque no lado direito, no símbolo “>” até aparecer a imagem e o nome de Bolsonaro. Clique ou toque em YES. Imediatamente, aparece a porcentagem de votos do candidato.

Acompanhe o resultado neste link.

 


27 de outubro de 2018

Orvalho de Deus, inspiração de Israel nos planos de Bolsonaro


Orvalho de Deus

Empresa israelense desenvolve produto simples que capta a água do orvalho, inspirada nas técnicas milenares da região

 

Veja também: Tikad, o drone que atira.

 

Os antigos habitantes da região onde hoje fica Israel já eram mestres na arte de coletar água do orvalho, utilizando pedras. Uma empresa do país resolveu modernizar esta técnica e desde 2009 produz um equipamento simples e barato: uma bandeja de plástico com ranhuras que coleta o orvalho e leva até o centro da planta.

A mãe da ideia moderna é a empresa Tal-Ya Water Technologies, produtora da bandeja que custa menos de um dólar e traz inúmeros benefícios além da irrigação simplificada, como a eliminação de ervas daninhas no entorno da planta onde a bandeja é instalada. Para sobreviver ao sol, a bandeja de plástico recebe aditivos (entre eles o alumínio) e proteção UV, resistindo ao sol e variação extrema de temperatura.

 

Orvalho de Deus em vídeo

 

 

O nome da empresa, Tal-Ya, significa Orvalho de Deus em hebraico. O projeto pode ser uma das inspirações do discurso do candidato Jair Bolsonaro em seus planos para a recuperação do nordeste e autonomia para o homem do campo naquela região.

Segundo o site da empresa, as soluções para captação de orvalho na irrigação já são usadas nos Estados Unidos, Chile, China, Georgia, Sri Lanka e, obviamente, Israel. Não existe representante no Brasil.

 

Saiba mais

Os planos de Bolsonaro para a agricultura.

Os planos de Haddad para a agricultura.

 


13 de outubro de 2018

Ministro da Agricultura de Bolsonaro será indicação do próprio setor


Ministro da Agricultura

Não é de hoje que o candidato diz que ministro da agricultura será indicado pelas entidades do setor, mas uma coletiva reforçou a mensagem na última quinta, 11 de outubro

Faz muito tempo que o candidato Jair Bolsonaro fala duas coisas sobre a pasta da agricultura em um eventual governo: que vai fundir Agricultura com Meio Ambiente e que a indicação para o titular do ministério virá das próprias entidades representativas do setor. O reforço para estas afirmações veio em uma coletiva de imprensa com candidatos eleitos no primeiro turno pelo PSL.

 

https://youtu.be/ayQ34KvOJqw?t=3262

No vídeo acima, fala do candidato sobre o Ministério da Agricultura (o vídeo está no ponto).

 

Em um país com tantas entidades e interesses (mesmo dentro do universo da agricultura) será curioso ver a indicação final e o martelo batido sobre o nome que cuidará do ministério da agricultura (três nomes estão em avaliação no momento). Vale lembrar que desde muito cedo da candidatura Bolsonaro mantém contato com a FPA (Frente Parlamentar da Agropecuária), apoiadora de primeira hora.

 

 

 

 

 

 

 


2 de outubro de 2018

Frente Parlamentar da Agropecuária fecha com Bolsonaro e Mourão


Frente Parlamentar da Agropecuária

A FPA – Frente Parlamentar da Agropecuária emitiu nota de apoio ao candidato do PSL, Jair Bolsonaro

A nota da Frente Parlamentar da Agropecuária, na íntegra:

A Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA), que reúne 261 deputados federais e senadores, anuncia apoio oficial ao candidato do PSL Jair Messias Bolsonaro, atendendo ao clamor do setor produtivo nacional, de empreendedores individuais aos pequenos agricultores e representantes dos grandes negócios.

Como signatária do apoio irrestrito às ações do Judiciário e do Congresso Nacional durante o processo de impeachment, a FPA reafirma seu compromisso com o desenvolvimento sustentável da nossa agricultura e do Brasil.

Entendemos que a geração de empregos e renda é a melhor forma de garantir estabilidade econômica e social, alcançando toda a população.

Alavancar nosso desenvolvimento econômico é a grande oportunidade de resgate da dignidade do povo brasileiro, a partir da construção de um Estado que proporcione educação, saúde e segurança pública de qualidade.

As recentes pesquisas eleitorais trazem o retrato da polarização na disputa nacional, o que causa grande preocupação com o futuro do Brasil.

Portanto, certos de nosso compromisso com os próximos anos de uma governabilidade responsável e transparente, uniremos esforços para evitar que candidatos ligados à esquemas de corrupção e ao aprofundamento da crise econômica brasileira retornem ao comando do nosso País.

 

TEREZA CRISTINA
Presidente da FPA

 

 


1 de outubro de 2018

Bolsonaro ultrapassa Amoêdo nas pesquisas do Blog do Farmfor


Bolsonaro ultrapassa Amoêdo

Bolsonaro levou mais pessoas através do Google para o site, nas pesquisas sobre os candidatos e seus planos para a agricultura no Brasil.

 

No dia 16 de agosto, publicamos aqui no Blog do Farmfor uma sequência de textos que destacavam os planos dos candidatos para a área agrícola, com uma regra simples: faríamos a publicação apenas com os dados publicados no site oficial para divulgação de candidaturas e contas eleitorais do TSE. O candidato do Partido Novo, João Amoêdo, teve seu plano de governo divulgado apenas no dia 20 pois o pdf com o documento ainda não constava no TSE durante a primeira publicação.

Mesmo com atraso na disponibilidade, João Amoêdo liderou por vários dias no ranking dos textos mais acessados entre as postagens dos planos de governo, conforme dados da ferramenta Search Console, do Google.

 

Bolsonaro (acima) versus Amoêdo nas consultas ao Google que exibiram links (nem sempre na primeira página) ou levaram usuários para o Blog do Farmfor, desde 16 de agosto de 2018. Os números são uma amostragem.

 

Bolsonaro ultrapassa Amoêdo após o dia 7 de setembro e mantém o bom desempenho nas consultas, em pesquisas como “bolsonaro agricultura”, “proposta bolsonaro agricultura”, “bolsonaro e agricultura” e outras 126 combinações. João Amoêdo teve 98 combinações de palavras digitadas no Google que levaram os usuários até o Blog, na mesma linha. Uma curiosidade: a quase totalidade das pesquisas despreza o acento no nome do candidato durante a digitação.

Nem todos os acessos ao conteúdo dos candidatos são originados através do Google no Blog

Os usuários acessaram os links também pelo facebook na página do Farmfor e através do compartilhamento de amigos. Nossos envios para as listas de WhatsApp também levaram muitas pessoas para o site. No dia 23 de setembro, foi feito um único disparo pelo aplicativo, com a seguinte mensagem:

 

📣 REPASSE 🇧🇷 Se você é agricultor ou trabalha dentro do agro, preste atenção: A página Farmfor fez uma lista com os destaques sobre agricultura nos planos de governo dos candidatos a presidência. Veja abaixo os links para o que cada um pensa sobre as políticas agrícolas. É hora de analisar com cuidado o futuro do nosso país e do setor que mantém nossa nação de pé.

Álvaro Dias
https://www.farmfor.com.br/posts/os-planos-de-alvaro-dias-para-a-agricultura/

Cabo Daciolo
https://www.farmfor.com.br/posts/os-planos-de-cabo-daciolo-para-a-agricultura/

Ciro Gomes
https://www.farmfor.com.br/posts/os-planos-de-ciro-gomes-para-a-agricultura/

Eymael
https://www.farmfor.com.br/posts/os-planos-de-eymael-para-a-agricultura/

Fernando Haddad
https://www.farmfor.com.br/posts/os-planos-de-lula-para-a-agricultura/

Geraldo Alckmin
https://www.farmfor.com.br/posts/os-planos-de-geraldo-alckmin-para-a-agricultura/

Guilherme Boulos
https://www.farmfor.com.br/posts/os-planos-de-guilherme-boulos-para-a-agricultura/

Henrique Meirelles
https://www.farmfor.com.br/posts/os-planos-de-henrique-meirelles-para-a-agricultura/

Jair Bolsonaro
https://www.farmfor.com.br/posts/os-planos-de-bolsonaro-para-a-agricultura/

João Amoêdo
https://www.farmfor.com.br/posts/os-planos-de-joao-amoedo-para-a-agricultura/

João Goulart Filho
https://www.farmfor.com.br/posts/os-planos-de-joao-goulart-filho-para-a-agricultura/

Marina Silva
https://www.farmfor.com.br/posts/os-planos-de-marina-silva-para-a-agricultura/

Vera
https://www.farmfor.com.br/posts/os-planos-de-vera-salgado-para-a-agricultura/

👉 Encaminhe esta mensagem para TODOS os seus amigos agricultores, trabalhadores de empresas agrícolas, vendedores, cooperativas e qualquer um que dependa da agricultura.

 

Os números no período

 

Entre 16 de agosto e 30 de setembro, entre todas as páginas do blog, o conteúdo dos planos de governo apresentou a seguinte porcentagem do total de acessos, por candidato:

 

  • Jair Bolsonaro: 9,08%
  • João Amoêdo: 4,46%
  • Ciro Gomes: 1,91%
  • Marina Silva: 1,36%
  • Álvaro Dias: 1,33%
  • Lula (Haddad): 0,89%
  • Geraldo Alckmin: 0,72%
  • Guilherme Boulos: 0,63%
  • Cabo Daciolo: 0,59%
  • Henrique Meirelles: 0,51%
  • João Goulart Filho: 0,32%
  • Vera: 0,27%
  • Eymael: 0,19%

 

Importante:

Atenção: esta não é uma pesquisa ou enquete eleitoral e não tem valor científico, apenas divaga sobre o interesse dos usuários da internet durante o período eleitoral.

 

 


7 de setembro de 2018

Desenho em lavoura de 40 hectares é exibido nos EUA


desenho em lavoura

A palavra foi literalmente plantada por uma equipe da Ohio State University usando GPS e técnicas de plantio inteligente

 

O pessoal do departamento de engenharia agronômica, alimentos e biologia da Universidade de Ohio, nos Estados Unidos, vem “brincando” com desenhos em lavouras nos últimos anos e nesta safra resolveram ir além, usando uma plantadeira com duas variedades de soja de diferentes maturações para desenhar um enorme Script Ohio em uma área de 40 hectares.

 

 

O Script Ohio é uma tradição em eventos esportivos da universidade, sendo a palavra formada nos gramados por sua banda marcial na abertura dos jogos. O vídeo abaixo mostra bem como é feito o sincronismo dos músicos, com vista ao nível do gramado e também superior:

 

 

A equipe usa plantadeira CASE IH para a realização dos experimentos artísticos:

 

 

O desenho, planejado no GPS e plantado na área, ficou com curvas precisas e um bom contraste entre as duas variedades escolhidas. A ação já ganhou o título de “Maior Script Ohio do Mundo”.

 

desenho em lavoura

 

Desenho em lavoura é maior que o feito no Brasil para Bolsonaro

Para se ter uma ideia, o desenho brasileiro com a frase “Bolsonaro 2018” que causou furor na imprensa (com direito a comentários sem pé nem cabeça na Revista Época) tinha apenas 3 hectares e foi feito de maneira diferente, sem o plantio no espaço das letras.

 

Visite o site do Department of Food, Agricultural and Biological Engineering da Universidade de Ohio.

 

Mais sobre novidades no mundo da agricultura, lá fora.

 

 


15 de janeiro de 2018

Bolsonaro, bananas e sapatos


Deputado sai em defesa dos produtores de bananas do Brasil, contra a importação do produto equatoriano.

O Deputado Federal e pré-candidato à Presidência da República Jair Bolsonaro tem falado sobre a importação de bananas do Equador desde 2014, quando alertou na tribuna sobre os perigos sanitários da entrada do produto no Brasil.

O assunto voltou à tona nesta semana, com a liberação (de fato) da importação de bananas equatorianas e a revelação de arranjos que demonstram a vontade do governo federal neste caso, que é a liberação total (e supostamente fiscalizada) das compras.

Bolsonaro participará de uma reunião com os produtores do Vale do Ribeira nesta segunda, na ABAVAR (Associação dos Bananicultores do Vale do Ribeira) na cidade de Registro, em SP, para discutir novamente a questão com os enfurecidos produtores.

Mercados bem diferentes

O brasil tem 475 mil hectares plantados com banana, com uma produção de 6,8 milhões de toneladas. Já o Equador possui 162 mil hectares plantados, mas é um dos maiores exportadores do mundo.

E o sapato?

No toma-lá-dá-cá do comércio internacional fala-se que a liberação da importação vem para facilitar a exportação de calçados brasileiros para o Equador, sobretaxados nos últimos meses em represália ao bloqueio das bananas.

Saiba mais sobre o mercado mundial de bananas:

Banana Market Review – FAO (pdf).

Dados sobre banana na Embrapa.

Relatório do governo do Equador sobre o setor de bananas, em inglês, aqui.



Publicidade

  • 1
  • 2