Peak Pegasus, o navio que navegou em círculos um mês inteiro carregado de soja

Categorias Logística, Sem categoria
Peak Pegasus

O navio com 70 mil toneladas de soja chegou no destino bem no início da vigência das novas tarifas resultantes da guerra comercial entre Estados Unidos e China e ficou girando no oceano até os responsáveis decidirem o destino

 

As novas políticas comerciais entre Estados Unidos e China pegaram alguns negociadores “no meio do caminho” entre os dois países. O Peak Pegasus, navio com bandeira da Libéria de propriedade do JP Morgan Asset Management e carregado com 70 toneladas da Louis Dreyfus, precisou navegar em círculos por várias semanas até conseguir atracar no porto de Dalian, na China. A carga saiu de Seattle, nos EUA, em 8 de junho.

Rastreio do Peak Pegasus durante a indefinição de rota: navegação em círculo durante várias semanas.

Cada dia a mais de navegação inesperada custou US$ 12500,00 para a empresa. No total, a “espera” em círculos deixou o frete quase meio milhão de dólares mais caro.

O caso foi destaque na TV Chinesa.

A indefinição era alimentada por diversas variáveis: um navio com uma carga de soja avaliada em US$ 20 milhões prestes a descarregar, tomar outro destino ou atracar pagando uma sobretaxa de US$ 6 milhões para entrar no país, por conta da guerra comercial. No final, o destino foi irônico: em 13 de agosto, a empresa compradora da carga, a estatal chinesa Sinograin assumiu o pagamento da sobretaxa ou seja, o governo chinês sobretaxou a si mesmo.

 

 

 

 

 

Facebook Comments