Em diversas partes do país, pessoas foram presas por colocar fogo por conta própria em matagais, iniciando incêndios incontroláveis

Desde o início da temporada de incêndios na Austrália, 183 pessoas foram presas por colocar fogo de forma criminosa em matagais.

Os dados foram compilados em reportagem do The Australian e replicados por diversos sites de notícia do mundo inteiro.

Como já era de se esperar, a turma do “Aquecimento Global” vem tentando ganhar espaço no debate desde o início da crise que assola o país, tendo como certo que as mudanças climáticas são as causas dos incêndios. Agora, com as incontáveis prisões e indiciamentos de pessoas que iniciaram queimadas, caem por terra certas teorias.

Aquecimento Global não causa incêndio criminoso

O Membro do Parlamento da Austrália, Craig Kelly, “foi para o pau” com o apresentador de TV Piers Morgan em um programa ao vivo da TV Britânica ITV onde a questão ambiental era o ponto central nas causas dos incêndios australianos. O político xingou ao vivo uma meteorologista que participava no estúdio de “menina do tempo ignorante”.

Maconheiro incendiário

Um dos incêndios no mês de novembro teve uma causa peculiar: foi iniciado por um homem de 51 anos que pretendia proteger a sua plantação de maconha dos incêndios vizinhos na região de Northern Tablelands, New South Wales. A façanha destruiu 5400 hectares de matas.

Veja também

Gado queimado é sacrificado na Austrália.

Facebook Comments