Arquivos Inglaterra - Blog do Farmfor Blog do Farmfor

Tag: Inglaterra

7 de julho de 2020

Lixo da cidade na zona rural e o mistério do dragão


Parece nome de filme, mas estátua deixada no lixo é a única pista para encontrar os autores de um crime ambiental na Inglaterra

O lixo da cidade nas propriedades rurais e estradas do interior não é só problema dos brasileiros. Na Inglaterra, a região de Lincolnshire está sofrendo com o problema em uma escala industrial.

Nos últimos dias, vários descarregamentos de cargas inteiras de caminhões foram encontrados, muitos com lixo doméstico mas também com restos de obra, telhas e um item muito especial: a estátua de um dragão laranja, de mais ou menos um metro, no meio de uma das pilhas de lixo.

O agricultor Andrew Ward gravou um vídeo e postou em seu Twitter. A carga de vários caminhões com lixo da cidade bem perto da sua porteira.

Depois que a denúncia dos agricultores nas redes sociais ganhou corpo, outras vítimas começaram a postar e indicar os locais afetados pela máfia do lixo local. Aparentemente, existe um sistema de coleta e descarte “por baixo dos panos” ocorrendo na região, onde donos de obras usam este serviço para não pagar as taxas de coleta para o governo.

lixo da cidade

Com toda a atenção gerada pelas redes sociais e até uma reportagem na TV local, os suspeitos logo serão encontrados. Já o dragão de fibra de vidro, depois das primeiras divulgações, sumiu da pilha de lixo.

Enquanto isso, as dicas sobre a propriedade da estátua (de ornamento de algum Pub em reforma até artesanato de autor conhecido) estão chegando para as vítimas, via Twitter.

Saiba mais

Three foot fibreglass dragon dumped at the side of the A17.


13 de maio de 2020

De colheitadeira, até o último dia


De colheitadeira

Cortejo fúnebre levou corpo de agricultor usando sua própria colheitadeira pelas ruas da cidade, pilotada pelo filho

Guy Stafford, um agricultor da cidade de Corsham, na Inglaterra, faleceu no último dia 29 de abril, com 74 anos. Deixou esposa, três filhos e cinco netos.

Adorador da vida no campo e querido por toda a comunidade, seu funeral virou uma verdadeira homenagem: uma colheitadeira New Holland pilotada por um de seus filhos levou o caixão em cortejo por 15 quilômetros até o local do sepultamento, uma área reservada em sua própria fazenda. O sepultamento ocorreu no último dia 8 de maio.

De colheitadeira até o último dia: obtuário de Guy Stafford, publicado no site da empresa funerária responsável pelo cortejo.

Por conta das circunstâncias atuais da pandemia, a cerimônia de sepultamento foi reservada.

Veja também

Corsham farmer Guy Stafford’s coffin was carried on the front of a massive combine harvester.

Colheitadeira é atração em casamento na República Tcheca.

Foto de capa: Trevor Porter.


8 de maio de 2020

A volta do leiteiro no Reino Unido


volta do leiteiro

Vinte e oito anos depois de entregar a última garrafa, pecuarista volta às origens e inicia serviço de entrega de leite “de porta em porta”

A pandemia do coronavírus prejudicou produtores rurais no mundo todo, com diversos relatos de leite jogado no lixo e colheitas sem ter trabalhadores disponíveis para o trabalho. No meio da desgraça, alguns agricultores conseguiram criar alternativas para manter a propriedade na ativa.

O exemplo aqui vem da região de Worcester, na Inglaterra. A Bennetts Farms é uma propriedade em atividade desde o ano de 1918, hoje tocada por Tristan Bennett, de 34 anos, representante da quinta geração da família. Com a entrega de leite para os laticínios paralisada, ele e a família decidiram colocar em prática um antigo plano: entregar leite de porta em porta, tal como faziam antigamente. A última garrafa de leite saiu da porteira no ano de 1992.

https://www.instagram.com/p/B_4O_Chp2dL/

A ideia da entrega de leite na comunidade foi colocada no facebook da propriedade e logo as encomendas começaram a chegar. Após um bom planejamento e a compra de equipamentos (incluindo um caminhão para a entrega) o serviço entrou em operação. É a volta do leiteiro em grande estilo, com ares de modernidade: pedidos pela internet e entrega de leite pasteurizado integral, não homogenizado.

A volta do leiteiro – são três opções de embalagens plásticas. Com o aumento das vendas, a propriedade pretende migrar para garrafas de vidro retornáveis.

O Tristan declarou para o site britânico The Shuttle que a demanda é bem alta e as pessoas gostam de comprar produtos dos agricultores locais. Além do leite, a Bennetts Farms vende carne e mantém um pequeno local para eventos no ambiente rural.

Uma boa ideia, ainda distante das possibilidades dos pequenos produtores brasileiros, mas poderá ser o futuro em propriedades próximas de centros urbanos. Pequenas marcas, vendendo direto para o consumidor.


10 de abril de 2020

Um milhão de litros de leite descartados por dia no Reino Unido


um milhão de litros

Propriedades leiteiras são orientadas a descartar a produção do dia e já não recebem a visita do caminhão de coleta. O leite já falta nos supermercados

Uma reportagem do site Daily Mail destacou a crise na pecuária leiteira do Reino Unido, causada pela pandemia do coronavírus. Os efeitos em cadeia refletem a falta de venda e escoamento de produtos lácteos nas indústrias. Um milhão de litros de leite são descartados todos os dias pelos produtores britânicos.

Os laticínios estão mandando mensagens para os produtores avisando que o caminhão da coleta não mais passará e que toda a produção deve ser descartada. É a primeira vez em décadas para muitos. Na família destacada pela reportagem, o fato nunca aconteceu em quatro gerações.

Veja também: Veja como é feita a coleta de leite em uma propriedade da Inglaterra.

Os bares, restaurantes e cafés do Reino Unido são responsáveis pelo consumo de metade de todo o leite produzido por lá. Com todos fechados por conta do coronavírus, o mercado sentiu e entrou em colapso.

Ainda que só uma parte dos 10000 produtores britânicos responsáveis por um rebanho de 1,8 milhão de animais esteja descartando o produto neste momento, a tendência é que o número aumente, caso as restrições para a população continuem.

Enquanto isso, nos supermercados, faltam (ou são fornecidos de forma racionada por cliente) leite, manteiga, requeijão e queijos diversos.

Um milhão de litros por dia jogados no lixo: pior que a guerra.

Uma última e irônica consideração: a avó de Robert Mallet, um dos produtores entrevistados pelo Daily Mail, disse que a situação de agora está pior do que na época da segunda guerra mundial. Naquele tempos, os produtos eram entregues pelos próprios produtores tanto para o esforço de guerra quanto para os consumidores locais. Agora, os produtores de leite perderam o controle da situação.


31 de dezembro de 2019

A fazenda que ficou dois meses alagada na Inglaterra


a fazenda

Chuvas torrenciais em novembro fizeram o rio Barlings Eau transbordar, alagando a região. A fazenda ficará inutilizada por um bom tempo

Enquanto muita gente sofre com a seca neste final de ano no sul do Brasil, lá na Inglaterra o pesadelo é outro: chuvas e enchentes.

A propriedade de Henry Ward, um agricultor de 28 anos de idade, está alagada desde meados de novembro, quando as chuvas fortes que atingiram a região de Lincolnshire fizeram transbordar o rio Barlings Eau.

Veja também: Agricultor joga esterco em ativistas anti-caça na Inglaterra.

O vídeo abaixo mostra um dos pontos atingidos nas margens do rio:

https://www.facebook.com/TheDroneMan/videos/2572851909609797/

Logo a propriedade de 400 hectares ficou tomada por água, com uma profundidade média de 5 metros. A sede da fazenda virou uma ilha.

A propriedade, ilhada. Foto do Daily Mail.

A fazenda alagada, em vídeo:

Os prejuízos são calculados em mais de 100 mil libras (cerca de 530 mil reais) e a família vai passar o Ano Novo ainda cercada por água: só agora os órgãos ambientais do governo começaram a drenar as águas. Estima-se que só em outubro de 2020 poderá ser iniciado algum plantio nas terras.

Saiba mais

Farmer faces £100,000 loss as his farm stays under water for New Year two MONTHS after river flooded in torrential downpours.


4 de dezembro de 2019

Agricultor joga esterco em ativistas anti-caça na Inglaterra


anti-caça

Grupo foi perseguido por agricultor em trator e levou uma espirrada de esterco líquido durante monitoramento de caça. Ninguém ficou ferido, só fedido.

Um grupo de ativistas anti-caça conhecido como Hunt Saboteurs estava perseguindo monitorando caçadores na cidade de Ashover, Chesterfield quando foi surpreendido por um agricultor pilotando um trator que rebocava um tanque de esterco líquido.

Depois de algum bate-boca sobre a atuação do grupo nas terras, o homem decidiu tocar dali a turma anti-caça: perseguiu o grupo com o trator e espirrou parte da carga nos “sabotadores”.

O caso aconteceu em 22 de novembro, mas só agora o vídeo da ação foi divulgado.

Saiba mais

Shocking moment farmer drives tractor at hunt saboteurs spraying them with slurry as they run for cover.


30 de novembro de 2019

Campanha quer que McDonald’s imprima as placas dos veículos nas embalagens


Campanha quer que

Lixo das compras em lanchonetes vai parar nas propriedades rurais no interior da Inglaterra, jogado pela janela dos motoristas. A campanha quer identificar os porcalhões

Uma campanha iniciada na Inglaterra quer ajudar a punir os motoristas porcalhões que jogam lixo de fast-food pela janela dos carros nas estradas. O lixo acumulado vai parar nas propriedades rurais e nas matas vizinhas.

A proposta é simples: imprimir as placas dos veículos nos sacos de papel e copos fornecidos nas lanchonetes drive-thru. A tecnologia existe: leitores de placas via câmera e impressoras automáticas podem realizar o serviço sem problemas, interligadas obviamente por um software.

O Farmer Tom, de Cambridgeshire, UK, é um dos pais da ideia no Twitter. As lanchonetes drive-thru não são tão comuns no Brasil, mas fazem sucesso em outros países. Uma parcela deste público que adora fastfood é bem porca e costuma jogar nas estradas o lixo. Assim, com todos os sacos identificados, fica mais fácil de punir o infrator ou desencorajar o ato.

Veja mais:

Should car number plates be printed on fast food bags?

Call for McDonald’s to mark takeaway bags with car registration numbers to tackle litter bugs


17 de novembro de 2019

Trator mais rápido do mundo: o desafio está de volta


trator mais rápido

O piloto de provas e astro de TV Guy Martin quer bater o próprio recorde de 166 km/h obtido recentemente, com versão atualizada do trator JCB

Trator mais rápido

Em junho, Guy Martin bateu o recorde de velocidade com um trator, usando um modelo JCB tunado. A máquina chegou a 166 km/h em uma pista de aeroporto na Inglaterra.

Neste domingo, 17 de novembro, uma nova edição do seu programa Guy Martin: The World’s Fastest Tractor irá ao ar na TV britânica, mostrando uma nova tentativa de quebra do próprio recorde. Desta vez, a JCB e o próprio piloto desenvolveram uma versão do trator usando materiais mais leves e com algumas modificações.

O JCB “de corrida”.

Acesse o link do episódio, aqui.


24 de agosto de 2019

Trator faz 60 anos e ganha festa de aniversário


trator faz 60 anos

O velho Massey Ferguson comemorou a data com o carinho dos familiares, na Inglaterra

O inglês David Keeley, da cidade de Whitchurch Hill, na Inglaterra, resolveu homenagear seu velho trator com uma festa de aniversário, quando este completou 60 anos.

O Massey Ferguson 65 Mk II foi fabricado em 1959. David recebeu a máquina de presente da esposa em 2014, logo após se aposentar. Ex-empregado do ramo de telecomunicações, o interesse em tratores não é agrícola, apenas admiração pelas máquinas.

Parte da animada festinha.

A admiração é tanta que o inglês fundou um clube de proprietários de tratores antigos. Foi através da ajuda dos membros do clube que a data exata da fabricação e registro da máquina foi pesquisada.

A festa contou com paredão de led, bolo em formato de trator e muita cerveja.

E você? Quando vai se coçar e dar uma festa para o trator? Ele merece.


16 de julho de 2019

Feira organiza corrida onde ganha o trator mais lento


trator mais lento

Competição proíbe ficar brincando com o freio, vence quem realmente tocar o trator na marcha mais lenta possível

A feira agrícola Woodfest Country Show, realizada na região de North Wales, no Reino Unido (12-14 de julho), tem uma competição que não promete grandes emoções: a corrida para determinar o trator mais lento.

Não vale roubar no frio ou na embreagem: o trator tem que andar na lenta, do início ao fim.

Vídeo promocional da festa.

O vencedor foi o pecuarista aposentado Harry Williams, com o seu trator International Titan, fabricado nos Estados Unidos em 1919.

O International Titan vencedor é similar ao que está nesta imagem.
Os competidores nervosos (ou não) na largada. Aparentemente, um ousado TO-30 saiu na frente.

Ficou fácil para o Titan. Com apenas uma marcha para a frente e uma para trás, foi só engatar e sair devagar, quase imperceptível.

As 20 libras de prêmio foram doadas para a caridade.

Saiba mais: So slow he barely moves… the slowest tractor driver in North Wales.


22 de junho de 2019

Trator JCB Fastrac bate recorde de velocidade na Inglaterra


Trator JCB

Trator JCB tunado chegou na marca dos 166 km/h em pista de aeroporto e bateu o recorde anterior, de 2018

Um trator JCB levemente “alterado” pela equipe de engenheiros da marca bateu um recorde de velocidade em uma pista de testes na Inglaterra, com a participação de Guy Martin, piloto de motovelocidade e apresentador de TV, uma celebridade por lá.

O JCB Fastrac amarelão atingiu 166,7 km/h no retão da pista do aeroporto de Elvington, perto da cidade de York.

O recorde anterior foi comentado na época aqui no Blog do Farmfor, é do trator Track-Tor, chegando em 140 km/h.

O JCB usado no recorde tem motor JCB 7.2 litros de 6 cilindros DieselMax, com 1000 hp, produzido na fábrica da empresa em Derbyshire.

Saiba mais: Site da JCB.


22 de junho de 2019

Prefeitura planta flores nos canteiros e economiza no corte de grama


Prefeitura planta flores

Cidade da Inglaterra embelezou seus canteiros, economizou uma fortuna com corte de grama e ainda ajudou as abelhas

A cidade de Rotherham, na região de South Yorkshire, lá na Inglaterra, adotou o plantio de flores nos canteiros da cidade. Onde era plantado apenas grama, foi adotado o cultivo de diversas flores nativas e exóticas.

Além do resultado visual, foi observada uma economia de 25 mil libras durante o ano, proporcionada pela dispensa do corte regular da grama nos espaços. O pessoal que lida com abelhas também está comemorando a nova política urbana.

Leia também: Agricultor solta abelhas em oficial de justiça e vai parar na cadeia na França.

Foram plantados cerca de 12 km de canteiros com as flores. A empresa responsável pelo projeto é a Pictorial Meadows, entidade com mais de 20 anos de experiência na área, nascida dentro de uma Universidade e que mantém arquitetos, paisagistas e uma grande equipe técnica para tocar os projetos.

Visto no facebook da BBKA – The British Beekeepers Association.


15 de junho de 2019

Trator New Holland T6 Vermelho aparece em feira na Inglaterra


Trator New Holland T6

Trator New Holland T6.180 Tractor Special Red Edition 2019 apareceu na Cereals The Arable Event

A feira Cereals – The Arable Event acontece em junho no condado de Lincolnshire, no leste da Inglaterra. Na edição de 2019, foi realizada nos dias 12 e 13, recebendo máquinas e implementos de diversas marcas com presença na Europa.

Um modelo diferenciado foi apresentado aos visitantes: um trator New Holland T6.180 denominado “Special Red Edition” com a cor obviamente fugindo do tradicional azul da New Holland.

Modelo vermelho da New Holland e outras máquinas em exibição na Cereals – The Arable Event. Vídeo do canal Incredible Tractors.

Na realidade, estes modelos em edições limitadas foram lançados em comemoração aos 100 anos do trator Fiat. O vermelho é chamado tecnicamente de Terracotta metálico e os tratores são cheios de acessórios exclusivos. No site da New Holland, não consta o modelo T6.180 como uma das versões comemorativas (só alguns T4s e T5s), mas a cor é a mesma.

Nós já falamos aqui no Blog do Farmfor sobre o Fiat Centenario nesta postagem.

Abaixo, a lista de modelos em exibição de campo na feira:

2019 Valtra T214 Unlimited Tractor With LandQuip InTrac 4224 Trailed Sprayer 2019 Valtra T254 Versu Tractor With Lorzova Cultivator 2018 New Holland T7.270 Tractor With Kuhn Oceanis 5602 Trailed Sprayer 2019 New Holland T7.225 Tractor With New Holland PH V 5 Furrow Reversible Plough 2019 New Holland T7.210 Tractor With Lemken Mounted Sprayer 2019 New Holland T6.180 Tractor 2019 New Holland T6.175 Tractor With Shelbourne HD865 VFRT PowerBlade Trimmer 2019 New Holland Revelation CX8.70 Combine Harvester 2018 New Holland T7.315 Tractor With New Holland STX V Tooth Stubble Cultivators 2019 New Holland T7.285 Tractor With Kuhn Sprayer 2019 New Holland T7.270 Tractor With New Holland PX V 5 Furrow Reversible Plough 2018 New Holland T7.270 Tractor With Rytec MA/AG Sicura SSP6C TRC Low Tillage Seed Drill 2018 New Holland T7.225 Tractor With Triton PS 1600 M1 Low Tillage Seed Drill 2019 New Holland T6.180 Tractor Special Red Edition 2018 New Holland T6.175 Tractor With Knight Trailblazer 4200 Trailed Sprayer 2019 New Holland Revelation CX9.90 Combine Harvester Horizon 4000 Self Propelled Sprayer 2019 McConnel Multidrive M380.4 Tractor 2019 McCormick X6.440 Tractor 2019 McCormick X8.680 Tractor 2019 McCormick X8.660 Tractor – In Cab 2019 McCormick X7.670 Tractor 2019 McCormick X7.460 Tractor With Hardi Mega 1500 Mounted Sprayer 2016 Massey Ferguson 7716 Dyna-6 Tractor With Team Sprayer Team Leader 4 4000L Trailed Sprayer 2019 John Deere S780i Semi Tracked Combine Harvester 2019 John Deere 6215R Tractor With McConnel PA6575T EDS PowerArm TwinCut 1200 Trimmer 2012 John Deere 6190R Tractor With Rolland Trailer 2019 John Deere 4066R Tractor 2019 John Deere R4040i Self Propelled Sprayer 2019 John Deere 8400R Tractor 2011 John Deere 8345R Tractor With Clayton Hybrid T6c Low Tillage Seed Drill 2019 John Deere 7310R Tractor – In Cab 2018 John Deere 6215R Tractor With Dale Drills 3 Low Tillage Seed Drill 2018 John Deere 6195R Tractor With John Deere R952i PowrSpray Trailed Sprayer 2018 John Deere 6155R Tractor With John Deere M740i Trailed Sprayer 2018 JCB Fastrac 4220 Tractor With LandQuip 2530 Demount Sprayer 2018 JCB Fastrac 4220 Tractor With Knight Sprayer 2018 JCB Fastrac 4220 Tractor With LandQuip 2524 Demount Sprayer with Vision 1500 Front Mounted Tank 2013 Fendt 818 Vario Tractor With Farmet Triton 450 Cultivator 2019 Fendt 720 Vario Tractor 2019 Fendt 312 Vario Tractor With Fendt 4X75 Loader 2019 Fendt Rogator 645 Self Propelled Sprayer 2019 Fendt Ideal 9T Combine Harvester 2019 Fendt 724 Vario Tractor With Amazone UX 5201 Super Trailed Sprayer 2019 Fendt 720 Vario Tractor With Lemken Vega Trailed Sprayer 2019 Fendt 718 Vario Tractor With Amazone UF 2002 Mounted Sprayer & FT 1001 Front Mounted Tank 2018 Fendt 718 Vario Tractor With Chafer Guardian Trailed Sprayer 2018 Fendt 716 Vario Tractor With Berthoud Dark Advantage 35-37 Trailed Sprayer 2018 Fendt 516 Vario Tractor With Berthoud Elyte 1600 DP Tronic Mounted Sprayer 2019 Claas Tucano 420 Combine Harvester 2018 Case IH Puma 220 Tractor 2019 ArmaTrac 804 FruitGarden Tractor 2019 ArmaTrac 904 CR Tractor ArmaTrac 1104 LuxCR Tractor With ArmaTrac FL3800 Loader .


5 de maio de 2019

Veja como é feita a coleta de leite em uma propriedade da Inglaterra


coleta de leite

O canal The Funky Farmer mantém atualizações no Youtube sobre o dia a dia na propriedade familiar inglesa e contou como o caminhão coleta o produto

O agricultor inglês Rich Cornock é também produtor de leite na localidade de Tytherington, em South Gloucestershire. Olhando o mapa da Inglaterra, fica para o oeste, duas horas distante de Londres e perto de Bristol. Sua propriedade é histórica: está em atividade desde os anos 1600 e já foi ocupada por três famílias diferentes. Já o bisavô de Rich comprou a terra no início do século 20.

O apoio governamental é destacado. A propriedade está em um esquema de apoio que dura dez anos chamado Higher Level Stewardship (HLS), que dá dinheiro para que agricultores exerçam em paralelo atividades ambientais. Eles plantam pastagem, cultivam flores nativas para animais silvestres e dão manutenção em açudes, sendo bem pagos por isso. A média de pagamento total para os agricultores que aderem ao sistema é de 1000 libras por hectare.

A coleta do leite

A propriedade tem contrato com o laticínio Muller, a maior empresa do ramo no Reino Unido. De dois em dois dias, o caminhão compacto (tanque de 13500 litros) da Wincanton, à serviço do laticínio, comparece no local para a coleta do leite.

Logo na chegada, o motorista do caminhão tanque liga o agitador do resfriador da propriedade e conecta a mangueira coletora. Antes de ligar a bomba, pega frascos para tirar amostras do leite e cola etiquetas de papel nos tubos, geradas na propriedade. É a identificação do produtor.

O sistema do caminhão não deixa bombear o leite antes de 2 minutos depois do início da operação. É o tempo necessário para o motorista agitar o leite e tirar as amostras.

Desligado o agitador do tanque, o motorista coleta o leite com uma concha plástica e enche os tubos de amostra. O produtor recebe os resultados do teste do leite no dia seguinte!

Os 2629 litros de leite são sugados em poucos minutos, então o motorista aciona o sistema de lavagem no tanque do produtor. A bomba aponta a temperatura de 2,25 C no leite coletado.

Um recibo com diversos dados sobre a coleta é impresso pelo sistema do caminhão. Tudo acompanhado de coordenadas de GPS do local. O número gerado pelo recibo é anotado no tubo de amostra do leite.

Com o leite coletado, o caminhão deixa a propriedade.

A sequência pode ser vista no vídeo abaixo, direto do canal The Funky Farmer:

A propriedade tem 145 acres (cerca de 58 hectares) e conta com um rebanho de 80 animais da raça holandesa. O produtor inglês recebe 28.94 pence por litro (centavos de libra, cerca de R$ 1,50 ao câmbio de hoje).

Leia mais sobre Leite, no Blog do Farmfor.


13 de março de 2019

Ativistas dos direitos dos animais invadem propriedade e matam leitões


Meat The Victims

Cerca de 200 militantes do movimento Meat The Victims invadiram uma propriedade familiar na Inglaterra, tiraram os leitões das baias para protestar contra maus tratos e acabaram matando pelo menos dois. O grupo nega e diz que os animais já estavam doentes.

O Meat The Victims é um daqueles grupos que organizam excursões até fazendas para protestar contra supostas violações dos direitos dos animais ou, no caso dos veganos, protestar contra o consumo de carne em qualquer condição.

Em uma das investidas destes militantes em uma propriedade familiar na região de Lincolnshire, na Inglaterra, tudo deu errado para os ativistas e o saldo da manifestação foi a morte de alguns leitões.

Os animais foram retirados das baias durante a invasão e pelo menos dois morreram esmagados. Os ativistas negam e dizem que os leitões já estavam doentes. Além das mortes, a rotina da propriedade foi alterada, prejudicando a alimentação na granja e a lida em geral.

Saiba mais:

Farmer claims group of animal-rights activists killed two piglets during protest (Foxnews)

Animal-rights activists storm UK farm, claims protest left piglets dead (News com au).

Textos sobre suinocultura no Blog do Farmfor.


26 de dezembro de 2018

Veganos ameaçam matar produtor após promoção de perus de Natal


perus de natal

O produtor Matt Carter tem uma propriedade na localidade de Exeter, sudoeste da Inglaterra e também mantém um mercadinho onde vende a produção. Nesta época do ano, o destaque fica por conta dos perus recheados que costuma fornecer para a comunidade, todos criados “à pasto”, seguindo a tendência da produção free range.

Pichações na propriedade. Uma das promoções permitia que o cliente batizasse com um nome o peru escolhido, antes do mesmo ir para o abate.

E foi justamente quando o mercadinho começou a lançar as promoções de Natal que grupos organizados de veganos começaram a perturbar o negócio, mas indo longe demais: além dos tradicionais xingamentos na página do estabelecimento no Facebook, invadiram a propriedade e picharam ameaças de de morte aos proprietários, além de danificar produtos que estavam expostos para venda (entre eles, faisões). As ameaças também foram realizadas via ligações telefônicas.

Mas o tiro saiu pela culatra: o produtor declarou ao site do The Telegraph que, apesar da forte campanha ameaçadora dos militantes veganos, suas vendas aumentaram como nunca, tamanho o suporte que recebeu da comunidade. Se antes vendiam de dois a três perus de Natal por dia, passaram a vender 25.

Todas as ameaças foram registradas na polícia local e as investigações estão em andamento. E as vendas, foram de vento em popa.

Saiba mais também no The Sun.


6 de dezembro de 2018

Trator de Natal contra o câncer na Inglaterra


Trator de Natal

Um trator feito com luzes de Natal está percorrendo a Inglaterra em uma campanha de arrecadação de fundos para a luta contra o câncer.

O agricultor Andrew Wilkinson, de 33 anos, montou um trator usando arames e luzes de Natal. O experimento tem quase o tamanho de um trator real e é rebocado por outro (este sim, de verdade) pelas ruas de diversas cidades do país, arrecadando dinheiro para causas contra o câncer. Ele mora na região de East Yorkshire, distante cerca de 320 quilômetros de Londres.

A criação do Trator de Natal foi uma homenagem ao pai de Andrew que morreu de câncer no ano de 2006. A réplica, que usa 3 quilômetros de arame e mais de 11 mil luzes, é inspirada no modelo 6820 da John Deere, o trator da família. Antes de viajar pelas feiras de Natal do país, ficou em exposição no jardim da família durante dois anos.

A exibição da réplica ajuda a arrecadar recursos para o instituto Cancer Research UK.

Visto no Yorkshire Post.


5 de novembro de 2018

Veganos da Inglaterra planejam onda de protestos contra pecuaristas


Veganos da Inglaterra

Veganos da Inglaterra querem convencer as pessoas a comer “carne” vegetal e vão iniciar onda de protestos contra pecuaristas e açougueiros

Para quem ainda confunde os termos (com certa razão), vegetarianos, em um modo geral, não comem carne, leite e ovos, ou variações destes alimentos. Já os veganos, não comem qualquer alimento de origem animal ou usam qualquer coisa que seja feita com animais, como roupas de couro, medicamentos com componentes de origem animal, cera de abelha e por aí vai.

Mas não basta parar por aí: grupos organizados de veganos na Inglaterra querem protestar contra açougueiros e pecuaristas (para alguns, representantes do diabo em pessoa na Terra). Em todo o Reino Unido, estima-se que são mais de 650 mil adeptos do veganismo.

Veganos protestando contra açougueiros na Califórnia (EUA).

Entre as táticas mais destacadas destes grupos, estão invasão de propriedades e ações de “libertação” animal, quando os integrantes abrem aviários, chiqueiros ou qualquer outra instalação e soltam pelas ruas a criação, deixando os proprietários no prejuízo.

Em alguns casos, veganos implicam com açougueiros pelo simples fato de pendurarem carcaças nas vitrines dos açougues.

Convém ficar de olho. Algumas modas costuma ser importadas para o Brasil. Que cada um proteste da forma que quiser, mas quando a ação dos ativistas começa a impedir a liberdade (dentro da lei) de terceiros, a coisa muda de figura.

Textos sobre ativismo no Blog do Farmfor.


23 de outubro de 2018

Trator antigo é vendido por R$ 325 mil na Inglaterra


Trator antigo

Raridade foi arrematada em um leilão por um colecionador, pelo dobro do lance máximo previsto pelos organizadores na Inglaterra

Um trator antigo da marca Crawley Agrimotor atingiu o valor de 67 mil libras em leilão na Inglaterra (R$ 325 mil no câmbio de hoje), vendido para um colecionador da região de Saffron Walden, Essex. Por coincidência, mesmo local onde a máquina foi produzida em dezembro de 1920.

 

 

O trator é cheio de história: é considerado uma das máquinas mais influentes na história da agricultura e foi vendido originalmente para um dono de rede de supermercados, também fazendeiro na época. Durante a Segunda Guerra Mundial, o modelo leiloado chegou a ser requisitado pelas autoridades para servir de barricada na entrada da cidade.

https://www.facebook.com/CheffinsMachinery/videos/308335596648580/?__xts__[0]=68.ARCIGeMnMiviJS1rw9UWWP8iinrL_ycW2C1_e1yh3LlHpOeqFyBgSKuR0I92UFGVVV9n-jY70NCSLa8c8OsfucMqKoRG0nsyebPLbMNFYmjzZ15A3osqnGzEASxFFc0Uo4Z2csURncc9pT5Eu1UqewErYlwwoqk4FuwK6U5QFsptL7fc9QhS7Ibthts9SM94obRnWYQFF-HfaDKrq-UXM3ZA2hH9u1HQrITB&__tn__=-R

O trator em ação. Vídeo postado na página do leiloeiro no Facebook.

 

Comprado e restaurado em 1960, foi vendido novamente em 1993 e mantido até então para exibição em um museu particular. No mundo todo, apenas 6 exemplares resistiram ao tempo.

 

Titan 10-20

International Harvester Titan 10-20, outra raridade vendida no mesmo evento.

O trator antigo foi vendido em um grande evento organizado pela empresa Cheffins, especializada em leilões, juntamente com outros 2000 lotes de diversos veículos e máquinas agrícolas.

 

Mais sobre tratores antigos no Blog do Farmfor, neste link.

 


16 de outubro de 2018

Restos de poda levam bovinos à morte na Inglaterra


Restos de Poda

Galhos e folhas de uma árvore venenosa foram deixados na propriedade por uma vizinha, que não sabia dos efeitos da planta nos animais

 

Restos de poda de jardim causaram um prejuízo enorme para um agricultor da região de Basingstoke, Hampshire, lá na Inglaterra. Quatro vacas e cinco bezerros foram encontrados mortos na pastagem, sendo a causa logo identificada: ingestão de folhas de teixo (Taxus baccata) encontradas no terreno. A responsável também foi identificada, sendo uma vizinha da propriedade que descartou os restos no campo, sem saber do perigo que a atitude causaria aos animais.

Rob Janaway é o nome do pecuarista azarado, que precisou isolar uma grande área do seu pasto pois os animais pisotearam a área e espalharam os resíduos. Basta a ingestão de pedaços pequenos da planta (que contém alcalóides) para o envenenamento causar a morte dos bovinos.

O teixo ocorre na Europa, Ásia e norte da África. Suas propriedades matadoras são conhecidas desde tempos remotos e o veneno da sua seiva já foi muito usado para a confecção de flechas envenenadas. Hoje é matéria-prima até mesmo para remédios contra o câncer.

Folha do Teixo

O caso ainda revela outro problema das áreas rurais da Inglaterra: propriedades que estão virando sítios de lazer e, com elas, aparecem novos vizinhos que não entendem muito da vida do interior e certos perigos para si mesmo e para os agricultores do entorno.

Com informações do site Metro.

Confira nossos textos sobre bovinocultura no Blog.



Publicidade