O equipamento usa energia solar e dura quinze anos

 

Lançada na plataforma Indiegogo, a Watly é capaz de oferecer internet em um raio de 800 metros de onde está instalada, bem como filtrar com grafeno, ferver e destilar água potável, para produzir até 5000 litros por dia. Projetada para durar 15 anos, promete reduzir o gasto de 5000 barris de petróleo durante toda a sua vida útil.

 

 

A empresa já tem um protótipo em funcionamento em Gana, é apoiada por grandes empresas (ainda em segredo) e já ganhou um aporte de 1,4 milhões de euros do fundo European Union’s Horizon 2020. Em 8 anos, os responsáveis pretendem instalar 10000 máquinas no continente africano e gerar 50000 empregos.

Onde estão os “startupeiros” do nordeste brasileiro? Aí está uma ótima ideia.

Facebook Comments