Fazendeiros brancos continuam sofrendo na África do Sul

Categorias Mundo
fazendeiros brancos

Grupos organizados por partidos políticos invadem propriedades de fazendeiros brancos, colocam fogo em pastagens e criam lotes para seus militantes.

 

Imagine sair para ir à missa e na volta encontrar a sua propriedade invadida e sua produção queimada? Esta é a realidade de alguns fazendeiros brancos da África do Sul, vítimas da política chamada expropriation without compensation. Em bom português, expropriação sem compensação, promovida pelo governo. É o roubo de terras de forma oficial.

 

Nós já contamos um pouco desta história no texto Extrema-esquerda Ameaça Agricultores na África do Sul, aqui no Blog do Farmfor em março deste ano. A violência aumentou muito desde então, com mais conflitos entre autoridades e colonos. Não deixe de ler o texto para entender melhor esta questão.

Colonos Africa do Sul

 

O site Low Velder, da África do Sul, deu destaque para o ataque ocorrido na fazenda Montabello, na região de Mbombella (KaBokweni Road), do fazendeiro branco Hennie Mentz. A família encontrou ao voltar da missa a propriedade invadida, parcialmente queimada e já loteada por grupos organizados por partidos políticos de esquerda, tudo isso em horas. Os militantes prometem distribuir a terra aos colegas, construir casas e até um cemitério na invasão.

A polícia tem uma ação limitada, faz algumas prisões mas tem pouco poder de alcance. Enquanto isso, o presidente Cyril Ramaphosa segue emitindo discursos ambíguos e encorajadores dos grupos invasores.

Você já viu este filme.

 

 

 

 

Facebook Comments