54 98122-8944
blogdofarmfor@gmail.com
A Rede Social dos Agricultores

Chineses querem dominar o mundo com marca italiana de máquinas agrícolas

Os chineses compraram a marca Arbos, famosa por suas colheitadeiras, refundaram o negócio e querem ganhar o planeta com uma linha completa de máquinas e implementos, do plantio à colheita

A Arbos foi fundada em 1954 na cidade de Piacenza, na Itália. O nome vem da junção dos nomes dos seus criadores, Araldi e Boselli. Originalmente uma fabricante de bicicletas, foi comprada por outra empresa italiana, a Bubba S. A., esta fabricante de tratores. A parceria Arbos-Bubba seguiu até meados dos anos 60, fabricando tratores e colheitadeiras (mas usando apenas o nome Arbos).

Com uma série de aquisições e parcerias, a Arbos durou até o ano de 1994, fabricando uma extensa linha de colheitadeiras de grãos e até mesmo modelos para beterrabas. Fizeram fama também com as colheitadeiras com sistema auto-nivelante.

Trator Arbos 5130 e plantadeira Matermacc 8130.

Então, em 2011, chegaram na Itália os chineses da Lovol Heavy Industry Ltd (no exterior, seus tratores são vendidos com a marca Foton). Primeiro, abrindo um centro de pesquisas e desenvolvimento. Depois, comprando a empresa Matermacc (fabricante de plantadeiras), a Goldoni S.p.A (tratores de pequeno porte) e, finalmente, o que sobrou da Arbos (especialmente o nome). Em 2015, o primeiro modelo de trator foi apresentado na Agritechnica e hoje a produção divide espaço com a estrutura montada na Itália e as unidades da empresa mãe na China.

Hoje a Arbos foca na produção de tratores, plantadeiras e pulverizadores, com representantes já estabelecidos ou em desenvolvimento no Reino Unido, França, Espanha e Rússia.

No site da Arbos, não há informação sobre representante no Brasil, mas os tratores Foton são distribuídos aqui pela Dinamac, empresa de São José dos Pinhais, no Paraná, importados pela CCM do Brasil.

Facebook Comments

Tags:, , , , , , ,