Categoria: Mundo

17 de julho de 2021

Conheça a Dodge Powerwagon, a maior picape do mundo


maior picape do mundo

A maior picape do mundo é um monstro 8 vezes maior que uma picape normal, uma réplica da Dodge Power wagon de 1950 feita sob encomenda para um sheik árabe

É de um sheik árabe a maior picape do mundo. Hamad Bin Hamdan Al Nahyan, também conhecido pelo apelido de “Sheik Arco-íris”, coleciona carros exóticos e únicos no mundo. Todas estas preciosidades ficam guardadas em um galpão construído no formato de pirâmide, no meio do deserto de Abu Dhabi.

Tudo está disponível para visitação no museu, totalmente de graça.

Mas o nosso interesse aqui é em uma peça específica da coleção: uma réplica gigante da picape Dodge modelo 1950, grande o bastante para ter várias picapes de tamanho normal estacionadas entre os seus eixos no galpão.

A picape “anda” de verdade e tem registro para rodar nas ruas da cidade. A escolha do modelo tem lá sua razão: camionetes como esta nasceram durante o boom do petróleo dos anos 50, enriquecendo os árabes que estavam sentados em enormes reservas. É uma grande homenagem (e agradecimento).

Para entrar na picape, é preciso subir uma escada retrátil instalada no meio do assoalho do veículo. Lá dentro, o visitante encontra até quartos, sala e banheiro.

Maior Picape do Mundo

picape gigante

 

 

O motor que toca a réplica é um Detroit Diesel de 300 hp e o peso total (nunca aferido) é de cerca de 50 toneladas. O motorista fica escondido em um pequeno compartimento perto do eixo.

Por fim, a “maior picape do mundo” é só mais um item em uma incrível coleção de carros exóticos em um museu especializado. Para saber como visitar o local, acesse o site oficial.

 

 

 


16 de julho de 2021

Rainha Máxima da Holanda dirige caminhão em visita a empresa


Rainha Máxima

Rainha Máxima da Holanda

A Rainha Máxima da Holanda demonstrou habilidade ao “pilotar” caminhão durante visita a uma empresa de treinamento na cidade de Nieuwegein, na Holanda

A Rainha Máxima Zorreguieta Cerruti, ou Rainha Máxima da Holanda, nasceu na Argentina em 1971 e é filha de pai fazendeiro naquele país. Depois de se formar em Economia pela PUC da Argentina, trabalhou em diversas empresas multinacionais nos Estados Unidos e na Europa.

Lá pelo final dos anos 90, conheceu o príncipe Guilherme Alexandre e acabou casando em 2002. A história completa pode ser lida aqui.

No dia 14 de julho, em uma visita de cortesia na empresa holandesa Education and Training company, E&R Opleidingen, depois das apresentações e conversas formais com dirigentes e motoristas, subiu em um dos caminhões e deu uma voltinha no pátio.

Uma rainha pilotando um caminhão não é todo dia que se vê. O gesto, acompanhado de uma motorista da empresa, foi visto como positivo no setor, valorizando o pessoal que pega a estrada todo dia. Tomara que na próxima vez ela visite uma fábrica de tratores e faça o mesmo.

rainha maxima

Veja também

Queen Máxima visited the education and training company E & R Nieuwegein


13 de julho de 2021

Tanque de água explode e mata soldador nos EUA


tanque de água

tanque de água

Você sabia que um tanque de água pode explodir? O caso aconteceu no final de junho na cidade de Lemoore, no estado da Califórnia

Um tanque de armazenamento de água explodiu na cidade americana de Lemoore, no estado da Califórnia, matando um soldador e ferindo outro funcionário. Os dois faziam reparos e instalações no sistema de armazenamento de água da cidade.

A explosão do tanque de água que tinha capacidade para quase 6 milhões de litros provocou uma onda que destruiu boa parte da estrutura do local e tombou um caminhão. Vídeos de segurança dos prédios vizinhos captaram o momento do sinistro:

 

Não existe ainda versão oficial da causa da explosão, mas as suspeitas estão no acúmulo de gás metano ou sulfeto de hidrogênio dentro do tanque, ambos presentes no lençol freático da região que tem o seu abastecimento dependente de poços artesianos. O trabalho de solda teria provocado a queima do gás, provocando a explosão. O tanque “voou” a uma altura de 20 metros do solo.

Com a falta do tanque, a cidade precisou entrar em racionamento de água, o que já prejudicou até mesmo o trabalho dos bombeiros.

O sinistro tirou a vida do soldador Dian Jones, de 41 anos. O trabalhador deixou esposa e três filhos.

Veja também

Water tank explosion could take months to investigate


5 de julho de 2021

Hanomag SS100, o trator que rebocou o foguete V2 (e outras coisas)


Hanomag SS100

A versão militar do trator Hanomag SS-100 participou ativamente na Segunda Guerra Mundial e sobreviveu ao conflito, equipando diversos países

Hanomag SS100

A Hanomag (Hannoversche Maschinenbau AG) foi fundada na Alemanha em 1835 por Georg Egestorff, com o nome Eisen-Giesserei und Maschinenfabrik Hannover, atuando no ramo de máquinas a vapor, depois máquinas agrícolas e locomotivas. O nome Hanomag só seria adotado em 1871.

O negócio expandiu para veículos leves, mas a empresa também foi uma das pioneiras em tratores com motores diesel na Alemanha. Com o início da Segunda Guerra, a linha de produção de automóveis foi adaptada para a fabricação de veículos militares e daí nasceu um dos modelos mais famosos da empresa, o Hanomag SS100. O trator militar tinha tração 4X2, motor diesel de 6 cilindros com 100 hp e capacidade para rebocar até 20 toneladas.

A cabine deixava o SS100 com cara de veículo urbano normal, com versões de 2 e 4 portas e cabine simples ou dupla. Em uma das lidas mais notáveis do trator, está a movimentação dos mortais foguetes V2, como mostra o vídeo abaixo:

O trator foi fabricado entre os anos de 1933 e 1944, mas versões modificadas no pós-guerra – modelos ST100 e ST100W – foram vendidas para outros países, incluindo a França, para equipar o seu exército.

A Hanomag teve parcerias comerciais na Espanha e na Argentina (nos anos 60 com o nome Rheinstahl Hanomag Cura SA, primeiro importando tratores e depois fabricando os próprios, depois foi vendida para a Massey Ferguson). Após uma história de idas e vindas (e algumas falências no caminho) a Hanomag foi absorvida pela Komatsu em 2002.

Um Hanomag SS100 restaurado

 

hanomag

Nos anos 90, uma família da Alemanha encontrou um SS100 em um ferro-velho da Áustria, durante uma viagem de férias. A sucata foi comprada e rebocada até a Alemanha, em uma viagem de 1100 km que durou 6 dias. A aventura e a restauração foram contadas neste blog.

Veja mais fotos no Germany – Hanomag SS-100 Schewer Radschlepper.

Mais sobre a Hanomag no Tractors Fandom.


29 de junho de 2021

Na Fazenda com Clarkson terá segunda temporada na Amazon


Na Fazenda com Clarkson terá

A série Na Fazenda com Clarkson terá uma segunda temporada na Amazon, devido ao grande sucesso na plataforma de Streaming

O mundo rural pela visão de um apresentador de TV que não entende nada de agricultura e resolveu virar fazendeiro é o tema da série Na Fazenda com Clarkson, produção britânica em exibição na Amazon. Se você nunca ouviu falar, não deixe de ler nosso texto sobre o assunto em Na Fazenda com Clarkson é divertimento agrícola altamente recomendável e Marcas de tratores que aparecem na série Na Fazenda com Clarkson.

Na Fazenda com Clarkson

Pelo menos duas fontes (aqui e aqui) confirmam a renovação para uma segunda temporada e adicionam: Clarkson’s Farm (nome original da série) foi a produção com a melhor avaliação de todos os tempos na Amazon Prime Video. A nota também é boa no IMDb (site especializado em cinema) com 9,3/10 e 5 estrelas no Google.

Não há informação sobre a data de estréia da segunda temporada.

 


19 de junho de 2021

Na Fazenda com Clarkson é divertimento agrícola altamente recomendável


Na Fazenda com Clarkson

Na Fazenda com Clarkson

Série original da Amazon mostra o lado agricultor do apresentador de televisão Jeremy Clarkson. Vale a pena assistir

Quem costuma acompanhar programas de automobilismo, já ouviu falar do britânico Jeremy Clarkson, apresentador do Top Gear – atração que ficou no ar pela BBC por mais de uma década – que mostrava todo tipo de veículo sobre rodas de forma técnica e ao mesmo tempo divertida.

Ultimamente, Clarkson tem se dedicado a produções em parceria com a Amazon Prime, serviço concorrente da Netflix que está crescendo no Brasil. Depois de uma série sobre o Japão, o apresentador resolveu fazer uma espécie de reality show rural mostrando suas desventuras na própria fazenda, comprada 8 anos atrás e agora, após a aposentadoria do gerente, teve que ser tocada por ele mesmo. E aí está o ponto central da série de oito episódios: ele não entende absolutamente nada sobre preparo da terra, plantio e colheita.

massey ferguson restaurado

O homem até experimentou a compra de um Massey restaurado em uma revenda local mas…

Em Clarkson’s Farm (Na Fazenda com Clarkson no Brasil) a propriedade de 400 hectares na belíssima região de Cotswolds, no centro da Inglaterra, é o palco para as tiradas de humor negro entre uma dificuldade e outra. Logo no primeiro episódio, Clarkson recebe orientações de agrônomo, descobre a fortuna que precisa em maquinário e insumos para plantar, compra equipamentos e escolhe um trator com base apenas na sua experiência anterior com carros exóticos: um belo Lamborghini (que logo vira motivo de piada entre todos os participantes).

Trator Lamborghini

… acabou ficando com o Lamborghini (motivo de piada e fonte de alguns problemas logo de cara).

Não vamos dar spoilers sobre a série (além das informações já postadas). O que podemos dizer é que Na Fazenda com Clarkson é uma ótima opção para diversão agrícola. Quem é da área, precisa pegar leve com algumas barbeiragens do roteiro. Afinal, a atração é feita para o público em geral. É uma boa fonte de conhecimento para entender um pouco do mundo rural britânico, seus regulamentos e costumes. Acima de tudo, Jeremy Clarkson lava a alma de muita gente ao mandar o politicamente correto para o inferno, várias vezes.

Como Assistir

É preciso ter boa internet e assinar o serviço da Amazon (dá para fazer um teste grátis por 30 dias). Para assistir, é preciso uma TV compatível com o aplicativo da Amazon ou celular, computador ou tablet. É simples como qualquer serviço de streaming. O link para a série direto no site está aqui.

Veja também

Apresentador de TV britânico chama Greta Thunberg de idiota

 


18 de junho de 2021

Conta do Instagram faz coleção de b***das de agricultoras e agricultores. É sério.


conta no instagram

conta no instagramCom todo o respeito, conta do Instagram faz homenagem permanente para esta parte da anatomia humana daqueles que trabalham na agricultura

A conta FarmBooty é reconhecida como uma espécie de homenagem para milhares de traseiros (escrevemos assim para não levar ban do Facebook ou do Google) de agricultoras e agricultores.

Para contextualizar melhor, um dos apelidos nos EUA desta parte do corpo é “peach”, ou pêssego, pelo formato. Na internet, o emoji da fruta é tradicionalmente usado para significar, voces sabem bem o que. Sendo assim, acima de tudo a brincadeira tem um pouco de conotação agrícola natural.

 


Segundo o site especializado Modern Farmer, os responsáveis pela conta também são da área agrícola e trabalham nas redes sociais em anonimato. As imagens postadas são enviadas e autorizadas pelos próprios usuários, que exibem seus pêssegos de forma cotidiana, sem qualquer apelo, ou com algum toque artístico.

Farmbooty

A conta entrou em atividade em fevereiro deste ano, tem 1607 seguidores e já recebeu fotos de agricultores e agricultoras de diversos países. Se você mandar a foto para a Farmbooty, pelo menos lembre de marcar a nossa conta no Instagram para agradecer pela dica.

 


18 de junho de 2021

Agricultor encontra pedra dos tempos dos faraós na lavoura


pedra de 2600 anos

Agricultor egípcio encontrou a pedra de 2600 anos durante a lida em sua propriedade na cidade de Ismailia, distante 100km do Cairo

 

Um agricultor do Egito (sério?) encontrou uma pedra de 2600 anos enquanto preparava a terra para o plantio na cidade de Ismailia.

Como é de praxe nestas situações, o agricultor chamou imediatamente a “Polícia do Ministério do Turismo e Antiguidades” para a coleta do artefato.

Segundo o órgão, a pedra com inscrições é do tempo do faraó Apriés, que reinou por lá entre 589 e 570 antes de Cristo.

pedra de 2600 anos

 

A pedra tem cerca de 230 cm por 103 cm e 45 cm de espessura, contendo 15 linhas de escritos com hieroglifos com o cabeçalho contendo um disco alado. Era uma espécie de “painel de fronteira” avisando quem mandava na região.

agricultor

Foto do agricultor com o grupo de camponeses que encontrou a pedra durante a lida: 2600 anos depois, as terras do faraó são ocupadas por pequenos agricultores que lutam para ter acesso a água e infraestrutura mínima. Não mudou muito. Imagem: El Watan News.

Veja também

Agricultor turco encontra vaso de 1500 anos no meio da lavoura


13 de junho de 2021

Para honrar os pais, estudante faz fotos de formatura na lavoura


formatura na lavoura

Fotos do álbum de formatura na lavoura em homenagem aos pais foram destaque na mídia americana. O fato aconteceu na Califórnia

Jennifer Rocha, uma estudante de sociologia da cidade de Coachella, na Califórnia, trabalhou junto aos pais na colheita de frutas e hortaliças desde a adolescência. Nas fotos de formatura do ensino superior, fez questão de deixar registrado esta parte de sua história.

 

formatura na lavoura

 

formatura na lavoura

 

formatura na lavoura

Formatura na Lavoura – partes do álbum de Jennifer Rocha.

Jennifer foi a primeira da família a conseguir um diploma de ensino superior e disse para a ABC News que a homenagem visa agradecer aos pais pela defesa da importância do estudo, para que ela e os irmãos não tenham a necessidade de trabalhar duro no futuro. A estudante e a família trabalhavam no plantio e colheita de morangos e outras culturas. A iniciativa quer ainda incentivar outras famílias de imigrantes para que trabalhem duro, pois vale a pena.

Jennifer Rocha está se formando em Sociologia com ênfase em direito e sociedade, na Universidade da Califórnia em San Diego.

As imagens da estudante se espalharam pelas redes sociais nos Estados Unidos, com manifestações de felicidade pelo feito até a ampliações para questões políticas, com debate centrado na questão da imigração.

Veja também

Hero Pay – o auxílio emergencial imposto por uma cidade americana


28 de maio de 2021

Fungo Negro: doença tem casos confirmados no Uruguai e no Paraguai


Fungo Negro

A doença rara é causada por fungos comuns no ambiente, geralmente encontrados no solo, plantas, esterco e vegetais em decomposição.

fungo negro hongo

O Fungo Negro é uma doença rara, mas está aparecendo com mais frequência por conta do COVID. Na Índia, 9000 casos já foram identificados e os nossos vizinhos Uruguai e Paraguai já possuem registros da enfermidade.

Fungo Negro, o que é?

A doença na realidade chama-se mucormicose (antigamente zigomicose), causada por um grupo de fungos da ordem Mucorales. Ataca as vias respiratórias, pele, cérebro e intestinos. Casos mais severos podem exigir a retirada de ossos e até mesmo dos olhos para evitar o avanço da infecção.

Doença típica de pacientes com imunidade baixa provocada por outras doenças, começou a aparecer também em pessoas que passaram pelo COVID-19.

Segundo o CDC, o Centro de Controle de Doenças dos EUA, os fungos que causam a mucormicose vivem no meio ambiente.

Os mucormicetos, grupo de fungos causadores da mucormicose, estão presentes em todo o meio ambiente, principalmente no solo e em associação com matéria orgânica em decomposição, como folhas, pilhas de composto e esterco animal. São mais comuns no solo do que no ar e no verão e outono do que no inverno ou na primavera.  A maioria das pessoas entra em contato com esporos microscópicos de fungos todos os dias, então provavelmente é impossível evitar completamente o contato com mucormicetos. Esses fungos não são prejudiciais para a maioria das pessoas. No entanto, para pessoas com sistema imunológico enfraquecido, respirar esporos de mucormycete pode causar uma infecção nos pulmões ou seios da face, que pode se espalhar para outras partes do corpo.

Tipos de fungos que causam mucormicose

Vários tipos diferentes de fungos podem causar mucormicose. Esses fungos são chamados de mucormicetes e pertencem à ordem científica Mucorales. Os tipos mais comuns que causam mucormicose são espécies de Rhizopus e espécies de Mucor . 5 Outros exemplos incluem Rhizomucor espécies, Syncephalastrum espécie, Cunninghamella bertholletiae , Apophysomyces, Lichtheimia (anteriormente Absidia ) , Saksenaea, e Rhizomucor .

Fungo Negro (Hongo Negro) no Paraguai e no Uruguai

Dois casos da doença foram confirmados pela Sociedade Paraguaia de Microbiologia no último dia 27: uma mulher em Coronel Oviedo e um homem em Assunção. Os dois são pacientes “pós-COVID” e diabéticos. A mulher veio a óbito e o homem está em recuperação, mediante tratamento.

No Uruguai, um homem de 50 anos também recuperado de COVID e diabético apresentou a doença, inclusive com neecrose na zona das mucosas bucais.

As autoridades dos dois países reforçam que a doença não é nova, mas ataca pessoas com o corpo debilitado por outras enfermidades. Diabéticos devem redobrar os cuidados nesta época de COVID, além de não abandonar os tratamentos prescritos normalmente. Na realidade, pessoas sem qualquer problema de saúde convivem com o fungo sem qualquer problema, todos os dias.

Nas pessoas com deficiência imunológica, o Fungo Negro é grave e a mortalidade chega a 50%. Os  sobreviventes muitas vezes ficam com deformações terríveis ou perda dos olhos.

Em geral, é bom redobrar os cuidados com a saúde neste período, em especial para agricultores envolvidos em atividades que gerem pó em ambientes fechados, limpeza e varredura de silos, armazéns, galpões e no trato com os animais. Todo cuidado é pouco.

Veja também

Why Deadly ‘Black Fungus’ Is Ravaging COVID Patients in India


22 de maio de 2021

Agricultor é condenado após contrabandear fumo para o Canadá


Agricultor é condenado

Agricultor é condenado

O fumo era contrabandeado pelo agricultor americano em um incrível esquema que envolvia reserva indígena, gangue de motoqueiros e snowmobiles

Se esta história não virar filme, é sinal que Hollywood já não é mais a mesma. Phil Caprice Howard, um agricultor da cidadezinha de Pink Hill, no estado americano da Carolina do Norte, montou um esquema milionário de contrabando de fumo dos Estados Unidos para o Canadá.

O homem já era um agricultor estabelecido, com faturamento de US$ 100 mil por ano e que recebia até mesmo subsídio do governo para plantar algodão, soja, milho e trigo quando começou a receber uma “renda extra” no mundo do crime, já em 2010. Tudo começou quando ele fechou uma parceria com contrabandistas da reserva indígena Akwesasne Mohawk, distante 1400 km da sua cidade e bem na fronteira com o Canadá.

Como a atividade do fumo é forte na sua região, ficou fácil montar uma rede de fornecedores de quatro cidades diferentes. O fumo já era entregue cortado (cut rag) para o agricultor que despachava a mercadoria para a reserva.

Já na reserva, os índios passavam o fumo para o lado canadense através de um rio, usando botes ou snowmobiles (motos de neve). Um segundo grupo de motoqueiros dos Hell’s Angels também levava o produto para outra reserva no país vizinho, a nação Mohawk.

No Canadá, o fumo era processado e transformado em cigarros. Tudo, é claro, sem pagar impostos para o governo canadense. O homem ainda mantinha contato com os “funcionários” usando telefones pré-pagos e falsificava uma série de documentos

O esquema durou nove anos, contrabandeou cerca de 2800 toneladas de fumo em 221 viagens e fez o agricultor lucrar US$ 2,5 milhões.

Agricultor é condenado

Phil Howard foi indiciado em 2018, preso em 2019 e na última quinta, 20 de maio, sentenciado a mais 6 anos de prisão e condenado a pagar mais US$ 1 milhão em restituição para o governo americano. No outro lado da fronteira, a bronca ainda é pior: calcula-se que o prejuízo em impostos para o governo é de 790 milhões de dólares canadenses.

Veja também

North Carolina Man Sentenced to 78 Months for Money Laundering and Filing False Tax Return in Tobacco Smuggling Scheme


22 de maio de 2021

Bezerro de três olhos é encontrado no Reino Unido


bezerro de três olhos

bezerro de três olhos

A veterinária que fez a descoberta do bezerro de três olhos disse que nunca viu nada igual

A veterinária Malan Hughes estava realizando uma inspeção de rotina na região de North Wales, no Reino Unido, fazendo exames de tuberculose em bovinos quando encontrou um bezerro saudável com três olhos. O terceiro, bem no meio da testa.

A foto foi postada no Twitter no dia 10 de maio e chamou a atenção de um grande número de pessoas, de protetores de animais pedindo mais informações para que o bezerro seja transferido para um abrigo de animais “especiais” até habitantes da Índia que ficaram bem “tocados” pelo animal. E não é por nada: um bezerro que nasceu assim por lá sete anos atrás – batizado de Lord Shiva –  virou uma espécie de divindade, adorada pelos locais que fazem peregrinações para visitá-lo. O tereceiro olho representa (para os hindus) sabedoria.

O bezerro da raça British Blue tem quatro meses de idade e não há informação se o “terceiro olho” é funcional.

Veja também

Calf with three eyes is unlike any animal vet has ever seen

Bizarre three-eyed calf one of strangest things ever seen by Gwynedd vet


19 de maio de 2021

Casal da Inglaterra batiza o filho com as iniciais formando a palavra FARM


baby farm

Casal inglês batizou o filho com o nome Frederick Arthur Reuben Martins, com as iniciais formando a palavra FARM (Fazenda, em inglês)

Um casal da cidade de Melton Mowbray, Leicestershire, na Inglaterra, gosta de misturar aspectos do agro na sua vida íntima. Na cerimônia de casamento, em 2016, Carl e Natalie usaram os préstimos de um bezerro para carregar as alianças até o altar. Agora, mais uma façanha: batizaram o filho com o nome Frederick Arthur Reuben Martins, com as iniciais formando a palavra FARM (fazenda, em inglês). Melhor seria Farmfor, mas faltou criatividade (ignorem esta última parte).

casal inglês batiza

O casal é produtor de leite. O bebê também foi uma bênção especial: o casal lutava com problemas de fertilidade após 14 anos de tratamento contra um câncer testicular. Que a família do agro inglês tenha toda a felicidade que merece.

Visto no Deadline News.


15 de maio de 2021

Dia do Trator é tradição em escola nos Estados Unidos


Dia do Trator

Dia do Trator

Em algumas escolas de “ensino médio” dos Estados Unidos, cultua-se a tradição do “Tractor Day”, ou Dia do Trator. O único dia do ano onde adolescentes podem ir para a escola pilotando o trator da família.

A data varia de região para região, sendo o dia celebrado – obviamente – em localidades rurais do país.

No último dia 14 de maio, a WKBN (New Middletown, Ohio) noticiou o Dia do Trator na Springfield High School. O evento paralisa a cidade (no bom sentido, com dezenas de tratores nas ruas) e os jovens não perdem a oportunidade para exibir as máquinas, novas ou restauradas, no estacionamento da escola. Muitas praticamente parte da família que passaram de geração para geração.

Tratores em escola na cidade  de St. Louis. Foto: NPR / Ryan Delaney/St. Louis Public Radio.

dia do trator

Foley Tractor Day. Foto: Minnesota’s New Country.

Algumas regiões realizam o Tractor Day ao final da National Future Farmers of America Week que ocorre em fevereiro.

Aí está uma tradição que poderia ser cultivada também no Brasil, com tratores nas ruas não apenas em dias de protesto mas também em datas comemorativas, integrando os jovens rurais e as comunidades. Sabemos que aqui e ali algumas cidades promovem desfiles, mas seria ótimo em uma data nacional do agro, com grande movimentação.

 


6 de maio de 2021

Agricultor branco processa o governo Biden por racismo


agricultor branco

agricultor branco

Agricultor branco teve um perdão de empréstimo negado em um programa governamental de suporte financeiro durante a pandemia, por conta da cor da sua pele

Adam Faust, um agricultor da cidade de Calumet, no estado de Wisconsin, está processando a administração Biden, juntamente com outros 4 produtores, por racismo. Tudo por conta de um programa governamental para auxílio financeiro onde só pode aplicar quem for negro.

O programa fornece perdão para empréstimo tomado por agricultores. No processo, os autores revelam indignação com a perda de seus direitos constitucionais e declaram que com o perdão da dívida teriam a oportunidade de realizar novos investimentos, comprar equipamentos e dar suporte às famílias e para a comunidade.

Adam

Adam Faust na propriedade. Foto: Facebook da Faust Farms.

O programa federal em questão é chamado de American Rescue Plan e direcionará 4 bilhões de dólares para perdoar dívidas de agricultores com desvantagens sociais, mas só para negros, nativos americanos, hispânicos, nativos do Alaska, asiáticos ou habitantes das ilhas do Pacífico.

Os agricultores que processaram o governo são dos estados de Wisconsin, Minnesota, DAkota do Sul e Ohio. Segundo os principais sites de notícias dos EUA, o governo ainda não se pronunciou oficialmente.

 

Veja também

 

Calumet County farmer sues over racial requirements in loan forgiveness program 

Disabled white farmer sues Biden admin over ‘racist’ COVID relief plan


5 de maio de 2021

Foguete chinês do tamanho de três colheitadeiras vai cair na Terra.


foguete chinês

foguete chinês

Núcleo do foguete chinês Long March (Chang Zheng) CZ-5B que levou para o espaço um módulo da estação espacial Tianhe está caindo de forma descontrolada e deverá resistir em parte ao processo de reentrada

Um pedaço do foguete chinês Long March (Chang Zheng) CZ-5B vai cair em algum lugar da terra nos próximos dias. Com entrada na atmosfera prevista para o dia 8 de maio, partes do trambolho que pesa 20 toneladas e 5 metros de largura por 33 de comprimento poderão sobreviver ao aquecimento e cair no solo.

O monstro é do tamanho de três colheitadeiras empilhadas.

Isso já aconteceu no passado também com um foguete da China. Em maio de 2020, pedaços do sucatão caíram na Costa do Marfim, lá na África. Peças de tamanho significativo chegaram ao solo, como tanques e até um cano de 12 metros.

Para os próximos dias, recomenda-se um olho na lida e o outro no céu. Vai que algo despenca na sua propriedade.

 

Veja mais

Confira a posição estimada do foguete neste site.


4 de maio de 2021

Agricultor invade a França e expande o território da Bélgica


agricultor invade

Conflito internacional acabou sem feridos, mas ganhou as manchetes e gerou muitas piadas para os dois lados da fronteira

agricultor invadeUm agricultor invadiu a França e expandiu o território belga, sem querer. Tudo aconteceu quando o homem (que não foi identificado) resolveu tirar do seu caminho uma pedra de 150 kg que estava atrapalhando a lida com o trator. Mas não era qualquer pedra e sim um marco de fronteira colocado ali no ano de 1819.

A façanha só foi descoberta por um grupo de historiadores que passeava pelo local. Por alguns dias, a Bélgica (na cidadezinha de Erquelinnes) entrou cerca de 3 metros para dentro da França, em Bousignies-sur-Roc.

O prefeito de Erquelinnes, David Lavaux, postou no Facebook: “Com uma equipe de tf1 na fronteira entre Bousignies e Montignies. Movimentamos o limite de 1819, Bélgica e nosso município estão ampliados; os franceses não concordam, obviamente. Vamos ter que colocar as coisas no lugar.

A pedra foi colocada lá depois que Napoleão perdeu a guerra, sendo a fronteira definida pelo Tratado de Kortrijk. Tudo foi resolvido sem sangue, mas o produtor foi notificado para que retorne o marco ao seu lugar original.

 

 

 


14 de abril de 2021

Governo de Cuba autoriza a venda de carne, leite e derivados


cuba carne

governo de cuba

Até então, os pecuaristas só poderiam abater ou vender carne com autorização do governo de Cuba e a pena para quem vendia o alimento era de três a oito anos de cadeia

O governo cubano liberou produtores para a venda direta de carne, leite e derivados. A medida foi anunciada no dia 14 de agril de 2021, dentro de um conjunto de regulamentações para a área agrícola com mais de 6o modificações.

Sobre a venda de carne, diz a nova regra: “A comercialização liberada do leite e seus derivados é autorizada com base no cumprimento dos indicadores estabelecidos pela pecuária, qualidade e segurança, e no plano de entrega contratado; e a comercialização de carne e gado mais baixa, após reunião da comissão estadual e desde que garanta que não haja diminuição no gado“. As informações são do site Cuba Debate.

Os proprietários individuais de gado em Cuba não podem abater ou vender carne sem autorização do Estado. De um passado com cerca de 4 milhões de cabeças em 1959, hoje os dados oficiais do governo indicam um rebanho com 4 milhões.

Yusnaby Pérez

Tweet do representante do Governo de Cuba sobre o assunto. Destaque do jornalista Yusnaby Pérez.

 

Segundo o site Directorio Cubano, Diaz Canel, presidente de Cuba, disse que as medidas fazem parte da estratégia do governo para fazer face ao “aumento do bloqueio económico, comercial e financeiro imposto pelo governo dos Estados Unidos e ao impacto da pandemia provocada no mundo pela COVID-19”.

“Não queremos impor ao produtor o que semear, garantiu, mas temos que ver, no que precisamos produzir como país, de que forma todos participamos”, disse o presidente.

Desde 1999, a pena para quem for pego vendendo carne sem autorização é de 3 a 8 anos. Para quem compra a carne de origem ilegal é de três meses a um ano. Sim, na ilha comunista você pode ir para a cadeia por tentar alimentar a família de forma ilegal aos olhos do regime.

Veja também

Fortschritt, a colheitadeira da Alemanha Oriental


11 de abril de 2021

Um batalhão de robôs chineses prontos para dominar o mundo


robôs chineses

robôs chineses

A empresa chinesa Unitree Robotics publicou nas redes um vídeo com dezenas de robôs em prontidão ao som da Marcha Imperial, da saga Starwars. Seria um aviso? Devemos ter medo dos robôs chineses?

 

A empresa Unitree Robotics fabrica robôs muito parecidos com os modelos da americana Boston Dynamics. Alguns modelos seguem a mesma linha do Spot, um robô de “quatro patas” com movimentos similares aos de um cão e que já está em testes em diversas partes do mundo, até no pastoreio de campo.

Recentemente, a sua equipe de marketing considerou uma boa ideia publicar na internet um vídeo onde dezenas de robôs de quatro patas acertam o passo ao som da Marcha Imperial, o conhecido tema de Guerra nas Estrelas. Chega a ser irônico, mas é verdade:

 

O modelo mostrado no vídeo é o A1. Suas capacidades de caminhada, desvio de obstáculos, reconhecimento de imagens e até de “briga” com outros robôs da mesma espécie são incríveis. Um batalhão destes robôs com os acessórios certos e muita bateria poderiam fazer um estrago danado.

Além do A1, a Unitree ainda fabrica os modelos BenBen, Laikago e Aliengo.

robôs chineses

Alguns dados do robô A1:

No vídeo acima, o robô A1 passeando com o “dono”, se equilibrando após quase cair da calçada e puxando briga com outro robô da mesma família.

É classificado como estável e de performance atlética. Tem câmeras inteligentes para todas as direções e é capaz de traçar os mapas do ambiente por onde anda (nunca mais esquece o caminho). Transmite vídeo em HD em tempo real, leva até 5 kg de equipamentos, duração de bateria entre 1 e 2.5 horas e pode correr na velocidade de 11,88 km/h. Além destes dados, os softwares que acompanham o robô permitem até mesmo a identificação de pessoas. Confira mais fotos, dados e animações no site dedicado ao modelo.

Robôs Chineses na agricultura

Uns 100 robôs destes espalhados na lavoura para identificar e arrancar buva seria uma mão na roda, mas é melhor não experimentar. Vai que pega um vírus.

Piadas à parte, o uso popularizado de drones da chinesa DJI na agricultura era coisa de ficção científica há dez anos, hoje é quase padrão no mapeamento, agricultura de precisão e até pulverização. Não estranhe se estes cachorros robóticos começarem a aparecer nas lavouras, muito em breve. Ou em um camelô na esquina mais próxima.

 

 


8 de abril de 2021

Ruivinho do Harry Potter enfurece vizinhos na zona rural na Inglaterra


ruivinho do harry potter

ruivinho do harry potter

Rupert Grint, ator que interpretou o personagem Ron Weasley na saga de filmes do Harry Potter, virou investidor imobiliário. Um dos seus projetos não foi bem aceito na comunidade rural da cidadezinha de Kimpton.

 

O Ruivinho do Harry Potter, como também é carinhosamente conhecido o personagem Ron Weasley dos filmes da Série, arranjou briga com os vizinhos de uma de suas propriedades na zona rural de Kimpton, Hertfordshire.

O ator Rupert Grint ficou milionário com o dinheiro recebido pelo trabalho – cerca de 40 milhões de libras ou 300 milhões de reais – e investiu grande parte em imóveis. Recentemente, apresentou um plano para as autoridades locais de Kimpton para transformar um celeiro contruído no século 18 em uma de suas aquisições. Além dos vizinhos, foram contra o conselho da cidade (Câmara de Vereadores) e um grupo de proteção da vida selvagem.

No local do celeiro, a ideia seria construir um conjunto de casas “ecológicas”. Entre as objeções dos opositores, a principal está no tráfego de veículos que a modificação traria para o entorno do pequeno vilarejo, mas também a falta de projeto ambiental para a área e a derrubada de vegetação.

Diante dos problemas, o ator tentou revender a propriedade por 6 milhões de libras, sem sucesso.

A invasão urbana é um assunto e briga recorrente na Inglaterra, onde o progresso leva junto profundas alterações na vida dos agricultores, propriedades vizinhas que viram sítios para turismo, acúmulo de lixo e invasão de terras.

Veja também

EXCLUSIVE: Harry Potter star Rupert Grint enrages neighbours of his £5.4m country mansion with plans to turn a barn behind his 18th century residence into THREE residential houses



Publicidade