Tag: DJI

25 de março de 2022

Ucranianos dizem que sistema da DJI está repassando dados de drones para os russos


AeroScope

Um oficial do governo ucraniano reclamou que o sistema Aeroscope, da DJI, está sendo usado para rastrear pilotos de drones domésticos, causando a morte de civis

AeroScope

O sistema AeroScope da DJI consiste na transmissão de um sinal criptografado diretamente dos drones, captado por receptores especiais que a empresa chinesa vende apenas para agências de governo. O sistema é útil para identificar a posição dos equipamentos (e de quem está pilotando) em caso de sobrevoo em áreas proibidas como aeroportos, por exemplo.

Acontece que o governo da Ucrânia está colocando em dúvida o sistema, insinuando que a a DJI (empresa chinesa fabricante dos drones) teria aguma cumplicidade com a Rússia no repasse dessas informações. Um receptor do AeroScope pode detectar um drone, em certas condições, em distâncias de até 50 km.

Acima: o post publicado no Twitter pelo oficial do governo ucraniano Mykhailo Fedorov: “Em 21 dias de guerra, tropas russas já mataram 100 crianças ucranianas. Eles estão usando produtos da DJI para orientar seus mísseis. @DJIGlobal, você tem certeza que quer ser cúmplice nestes assassinatos? Bloqueie seus produtos que estão ajudando a Rússia a matar os ucranianos!”

aeroscope

AeroScope, a mala dedo-duro da DJI que é vendida apenas para governos: é só abrir e descobrir a posição de todos os drones da vizinhança (e seus pilotos)…

aeroscope aeroporto

… e a sua versão mais “parruda”, para grandes áreas de interesse como aeroportos. O funcionamento é o mesmo, só muda o alcance.

A DJI respondeu sobre o AeroScope

Também pelo Twitter, a fabricante de drones mais popular do mundo disse que os drones são para uso civil e não militar e que o AeroScope presente nestes sistemas são mais um motivo para que não sejam usados em aplicações militares e que a funcionalidade não pode ser desligada. A nota (em inglês) completa pode ser lida aqui.

Uma boa reportagem sobre o caso está no site The Verge, em DJI DRONES, UKRAINE, AND RUSSIA — WHAT WE KNOW ABOUT AEROSCOPE Why DJI’s drones are a hot-button issue in the Ukraine-Russia war, de Sean Hollister.

Veja também

Exército americano manda retirar todos os drones da DJI de suas operações oficiais (Farmfor, 2017).


27 de fevereiro de 2020

China usa drones para combater coronavírus


china usa drones

Equipamentos são usados para pulverizar desinfetantes. Estuda-se ainda a adoção para monitoramento de temperatura e dispersão de grupos

A China está usando drones para combater a proliferação do coronavírus nas principais províncias afetadas. Os já conhecidos drones agrícolas usados na pulverização de defensivos ganharam uma nova (e nobre) função: espalhar desinfetante nas áreas urbanas.

Os tanques dos drones são preenchidos com uma solução desinfetante à base de cloro ou álcool e realizam voos nas áreas urbanas, pulverizando edificações e equipamentos.

China usa drones DJI

A DJI (tradicional fabricante de drones), em parceria com as autoridades de saúde pública da China já pulverizaram mais de três milhões de metros quadrados de área urbana em Shenzhen, além de colaborar com 1000 municípios do país com boas práticas para a desinfecção de fábricas, áreas residenciais, hospitais e usinas de tratamento de resíduos.

Destaque da CGTN para o uso de drones no combate ao coronavírus.

Drones: além da pulverização

Outros usos estão no planejamento das autoridades: câmeras térmicas instaladas em drones poderão monitorar a temperatura corporal das pessoas em tempo real durante os voos, além de emitir comunicados com sistemas de som ou cartazes para dispersar e orientar pequenos grupos.

Saiba mais como a China está usando drones para combater a infecção pelo coronavírus (COVID-19)

Drones used to disinfect Chinese villages from coronavirus.

IN-DEPTH: DJI drones join worldwide fight against Coronavirus.

Drones. Disinfecting robots. Supercomputers. The coronavirus outbreak is a test for China’s tech industry.

DJI Helps Fight Coronavirus With Drones.


26 de setembro de 2019

DJI lança novo drone especial para agricultura


novo drone

Com 6 câmeras, novo P4 Multispectral dispensa o uso de sensores de terceiros nos mapeamentos NDVI e ainda vem com RTK

O novo Phantom da DJI (chamado agora só de P4) é muito parecido fisicamente com o modelo RTK lançado recentemente, mas com uma grande diferença técnica: vem com 6 câmeras. Conforme especificações do fabricante, são uma câmera RGB e uma sistema multiespectral com um arranjo de 5 câmeras, incluindo as faixas de cores azul, verde, vermelho, borda vermelha e infravermelho próximo, através de imagens em 2 MP obtidas por um obturador global em um estabilizador triaxial.

As câmeras do P4 Multispectral: dois iPhones XI Pro voando na lavoura 🙂

O drone é capaz de exibir na tela de controle a análise NDVI em tempo real durante o voo na lavoura, com um tempo máximo de 27 minutos e até 7km de alcance (o que pode variar muito, na prática).

Imagem RGB normal e NDVI, lado a lado.

O preço não foi divulgado e a DJI apenas disponibilizou alguns dados técnicos e um formulário de contato para os interessados, ao final deste link.

Novo drone não bate o Phantom RTK em qualidade de imagem

O P4 Multispectral não enterra de vez o Phantom 4 RTK, os dois são posicionados em mercados diferentes, já que a câmera RGB do novo drone tem sensor CMOS de 1/2.9” (com pixels efetivos de 2,08 MP). O Phantom RTK tem sensor de 1 polegada e 20MB de pixels efetivos (entre outras features superiores na câmera), dando um banho em qualidade de imagem.


6 de agosto de 2017

Exército americano manda retirar todos os drones da DJI de suas operações oficiais


drones da DJI

Vazamento de informações e outros problemas de segurança estão entre as irregularidades alegadas. A fabricante nega

 

O exército americano proibiu o uso de drones da DJI em suas operações, através de um memorando distribuído para as suas unidades no último dia 2 de agosto. As ordens são para imediatamente encaixotar os equipamentos, desconectar baterias e desinstalar aplicações, até segunda ordem.

Vulnerabilidades (leia-se medo que que os drones enviem mensagens para a fabricante chinesa, incluindo vídeos e fotos pela internet) provocaram o banimento. A DJI alega que não faz nada que viole a privacidade dos clientes, mas no seu termo de uso consta que poderá, abaixo de uma intimação judicial, copiar dados dos clientes.

Para a agricultura, não existe tanto perigo. É muito mais fácil “espionar” o rendimento de nossas lavouras através da compra de imagens de satélite.

Resta saber se a empresa resistirá a este golpe na reputação e se outros usuários poderão abandonar o barco, junto com o exército.

Saiba mais (em inglês), aqui.


21 de março de 2016

DJI Agras Mg-1, um drone para uso na agricultura


Os drones estão ficando populares na agricultura. Conheça o modelo lançado pela fabricante mais popular do mercado.

 

Se você já viu um drone na TV, em imagens na internet ou mesmo ao vivo, existem grandes chances deste equipamento ser fabricado pela DJI. A empresa popularizou o uso recreativo dos drones (sim, era um brinquedo caro) que no início tinham câmeras como opcionais, em um casamento perfeito com as Gopros, também famosas câmeras miniatura para cenas de ação. Os modelos foram evoluindo em capacidade e preço e hoje a DJI também está no mercado de drones para pulverização agrícola.

 

 

 

DJI Agras MG-1 é um equipamento robusto, com materiais diferenciados e desenvolvido para a pulverização agrícola, com tanque que pode levar 10 litros de produto. A solução, combinada com dados gerados por outros drones e tudo mais que estiver disponível em matéria de agricultura de precisão na propriedade, pode pulverizar pontos específicos na lavoura ou pomar, com os pontos e rotas determinados previamente no programa de computador que controla o drone.

Não basta só voar levando um tanquinho

DJI Agras MG-1 tem 8 motores, o dobro dos drones comuns e construído com materiais à prova d’água. Também tem um sistema diferenciado para o resfriamento dos motores com filtros e canalização de ar. Conta ainda com sistema de radar por microondas, capaz de manter uma distância uniforme entre os bicos de pulverização e as plantas. Com todos estes diferenciais, o preço inicial no mercado americano fica em US$ 15,000.00.

Calma, não abandone seu pulverizador!

Vai demorar muito para os drones trocarem de lugar com os nossos pulverizadores. Além do preço, da baixíssima capacidade de carga, autonomia das baterias e falta de espaço para colocar uma dançarina nas campanhas de marketing (ok, esta parte é brincadeira), novos materiais e tecnologias devem melhorar muito nossos equipamentos tradicionais em um futuro próximo, dando um bom fôlego para os nossos velhos conhecidos.



Publicidade