Ex-funcionário da John Deere reforça: Precision Planting copiou a empresa

Posted by on 5 de julho de 2018

Ex-funcionário da John Deere escreveu um texto para o site Farm Equipment, dando a sua versão da história.

 

Todo o mundo agrícola ficou sabendo no início de junho que a John Deere estava processando a Precision Planting e a AGCO por suposta quebra de patentes em dosadores de sementes e outras partes na área de plantadeiras. Em virtude do acontecido, vários sites noticiaram a briga entre rivais e alguns emitiram conteúdo opinativo, como o americano Farm Equipment (que dava um viés monopolista para a ação em um artigo). Em resposta ao texto The Precision Planting Paradox, Chad Braden – ex-funcionário da John Deere – escreveu uma espécie de réplica que foi respeitosamente publicada pelo editor.

Em Another Perspective on the Deere vs. AGCO Suit, Chad destacou que acompanhou por muitos anos a evolução do desenvolvimento na área de plantadeiras na John Deere e fez importantes considerações sobre a época de algumas invenções e o aparecimento das “versões” concorrentes.

Segundo ele, um conjunto de disco liso e eliminador duplo no dosador a vácuo foi criado já em 1984 na linha 7200/7300 de plantadeiras e o kit só não foi promovido na época pela falta de capacidade dos sistemas hidráulicos dos tratores 4430 e 4630. Com o disco liso, as plantadeiras seriam limitadas a 12 linhas, enquanto a estratégia da empresa era trabalhar com 16 ou 24.

 

John Deere 4630

Trator John Deere 4630, topzão da época. Via PurpleWave.

Chad diz ainda que a equipe de desenvolvimento da John Deere conversou muitas vezes com funcionários da Precision Planting antes de 2002 e que o Eset Meter (produto da Precision Planting) nem mesmo foi registrado pela empresa por ser, na realidade, cria da John Deere (inspirado no sistema patenteado ExactEmerge). Tudo possibilitado pelo fim da limitação de potência dos tratores mais modernos na época da suposta cópia.

 

ExactEmerge em vídeo de 2014.

 

Em suma: todo o trabalho desenvolvido durante anos por pequenas equipes de pesquisa dentro da John Deere (especialmente nas novas tecnologias como sistemas elétricos e sensores) teria sido copiado total ou parcialmente pela Precision Planting. E não seria interesse da empresa processar a Precision Planting quando era propriedade da Monsanto, uma grande cliente da John Deere. Com a Precision Planting nas mãos da AGCO desde 2017, a coisa muda de figura.

 

O processo

O processo número 18-cv-00828-UNA iniciado em primeiro de junho pela John Deere contra a Precision Planting na justiça do estado de Delaware tem 125 páginas e acusa a “PP” de infringir 12 patentes. Você pode conferir o processo em PDF (em inglês) neste link

 

Saiba mais

 

A Precision Planting foi fundada em 1993 na cidade de Tremont, IL e tem uma linha avançada de sistemas para plantio. Acesse a versão brasileira de seu site em www.precisionplanting.com.br.

Entre 2012 e 2013, a empresa foi comprada pela Monsanto e operou através da subsidiária The Climate Corporation.

Em 2015 , uma negociação de venda da Precision Planting para a John Deere foi iniciada e “se arrastou” até 2017, quando o negócio foi impedido pela justiça americana.

No dia 5 de setembro de 2017, a AGCO comprou a Precision Planting.

 

 

 

 

Facebook Comments

Simple Business by Nimbus Themes
Powered by WordPress