Eleitores da Suíça rejeitam pacotes de subsídios para agricultores em referendo

Subsídios para agricultores

Posted by on 23 de setembro de 2018

Subsídios para agricultores e políticas tarifárias foram colocadas em um referendo proposto por grupo que coletou 100 mil assinaturas no país

 

A Suíça rejeitou nas urnas neste domingo, 23 de setembro, dois projetos que previam modificações nas políticas de importação de produtos agrícolas e o aumento dos subsídios para os agricultores. Ambos foram derrotados por uma margem de 63 a 37 e 70 a 30, respectivamente.

 

O primeiro projeto determinava que todos os alimentos no país fossem comprados apenas de fontes sustentáveis e com níveis precisos de rastreabilidade, banindo importações de grandes propriedades para melhorar o bem estar animal. A segunda, pedia por reajustes e mais dinheiro do governo para os agricultores, congelados desde 1985. A campanha para a realização do referendo (com coleta de assinaturas de 100 mil pessoas para a sua realização) foi uma iniciativa do Partido Verde local e dos sociais-democratas da Suíça, além de grupos de ambientalistas.

 

Especialistas e o próprio ministro da economia da Suíça, Johann Schneider-Ammann, consideravam os projetos danosos para a economia, causando aumento dos preços e problemas com parceiros comerciais em todo o mundo.

 

Os agricultores da Suíça já são uns dos mais subsidiados do mundo, com mais de 4 bilhões de dólares ao ano em ajuda estatal, para um país do tamanho do estado do Espírito Santo.

 

Seca na Suíça

Helicóptero transportando água para o gado na Suíça.

 

Recentemente, a Suíça sofreu com um período de seca intensa e o governo simplesmente mandou helicópteros com água para os agricultores tratarem os animais. É neste nível a ajuda.

 

 

Saiba mais sobre o referendo (em inglês) nos sites Investing e na Reuters.

 

 

 

 

 

 

Facebook Comments

Simple Business by Nimbus Themes
Powered by WordPress