Tag: Suíça

19 de agosto de 2020

Tá chovendo chocolate em uma cidade no interior da Suíça


chovendo chocolate

Fábrica da Lindt teve um problema com o sistema de ventilação que acabou jogando no ar uma carga de pedaços de chocolate

Tá chovendo chocolate na Suíça. A fábrica da Lindt na cidade de Olten (perto de Zurique) apresentou um problema com o sistema de ventilação em uma linha de torrefação de nibs de cacau. O pó foi liberado no ar da cidade e acabou caindo em forma de “chuva” em diversos bairros perto das instalações.

Carro coberto de chocolate.
Carro em detalhe.

O caso aconteceu na manhã da última sexta, 14 de agosto. A empresa se comprometeu a pagar qualquer processo de limpeza para as vítimas da imprevista chuva de chocolate.

Tá chovendo chocolate – veja também

Chocolate Snows Down on Swiss Town Due to Factory Defect: ‘Finally 2020 Delivers!’

Plebiscito na Suíça decidiu o destino dos chifres em bovinos – Os suíços costumam usar a democracia direta para vários assuntos. Desta vez, a pauta foi a retirada ou permanência dos chifres nas vacas mais famosas do mundo.

Eleitores da Suíça rejeitam pacotes de subsídios para agricultores em referendo – Subsídios para agricultores e políticas tarifárias foram colocadas em um referendo proposto por grupo que coletou 100 mil assinaturas no país.

Seca na Suíça faz governo transportar água em helicópteros para as vacas nos alpes – Presas nos topos dos alpes nesta época do ano, as vacas estão sem acesso a água e a pastagem já é escassa.


28 de julho de 2020

Hege 125, uma colheitadeira de parcelas com motor de fusca


hege 125

A Hege 125 é um clássico no setor e este modelo tem um motor bem conhecido dos brasileiros

A colheitadeira de parcelas Hege 125 é cria do senhor Hans-Ulrich Hege, uma lenda na história da mecanização agrícola e considerado por muitos como o inventor deste tipo de máquina. O primeiro modelo foi lançado pela empresa que leva o nome do dono em 1963.

Só esta parte da história já mereceria um texto, mas para encurtar: depois da reunificação da Alemanha (resumindo muito) a marca passou para os suíços da Zürn Harvesting.

“Festa de Aniversário” do Dr. Hans-Ulrich Hege na fábrica da Zürn, em 2018. Saiba mais, aqui.

Hege nos EUA

Ainda é possível encontrar colheitadeiras de parcelas Hege 125 em propriedades dos Estados Unidos, restauradas e funcionando. Nas imagens abaixo, máquina e destaque do motor, em unidade que pertence ao centro de pesquisas agrícolas Snyder Research & Extension Farm, de Nova Jersey.

PS. Algumas unidades de 125 (modelo C) usavam motor diesel.

Hege 125
Hege 125
Hege em operação. Vídeo de Anders Borgen.

Se você está achando estranha a foto de capa deste artigo com uma lavoura e a cidade de Nova York ao fundo, saiba que não é montagem e já falamos sobre o assunto neste link aqui no blog. Outra história interessante com a participação de uma Hege.

Não existem na internet muitos dados técnicos disponíveis em detalhes sobre a Hege mas, enfim, é uma colheitadeira de parcelas e as imagens já mostram bastante coisa.


27 de julho de 2020

Plusbremse, o freio elétrico para tratores da Urs Schmid


plusbremse

O Plusbremse é um freio eletromagnético instalado na tomada de força frontal do trator, controlado remotamente por rádio

Os suíços da empresa Urs Schmid AG lançaram o Plusbremse, um sistema de freio elétrico (por corrente parasita, também chamada de corrente de Foucault, corrente de fuga ou no inglês eddy current) para auxiliar a frenagem do trator, especialmente nas descidas.

O sistema em demonstração no canal especializado Schweizer Landtechnik.

O sistema aplica uma corrente elétrica no freio diretamente acoplado na tomada de força, reduzindo a velocidade do trator, sem desgastes.

O equipamento tem fonte de alimentação própria e é controlado por rádio, dispensando alterações e ajustes. É compatível com tratores de 80 a 150 hp (uma versão para tratores mais fortes está em desenvolvimento).

O sistema ainda vai instalado em um suporte com espaço para pesos e espelhos no topo.

Freio similar em um trem.

Freios deste tipo não são novidade no mundo da mecânica, com aplicação típica em alguns tipos de trens.

O preço não foi informado e o produto não é vendido no Brasil, mas você pode tentar a sorte entrando em contato com o fabricante neste link.

Veja também

O estranho trator elétrico sem bateria da John Deere.


16 de janeiro de 2019

SKE 50, o trator elétrico da suíça Rigitrac


Rigitrac

O trator tem potência de 84 hp e trabalha em média até 5 horas com uma única carga

A Rigitrac é uma empresa da Suíça, fundada por um agricultor. Sepp Knusel saiu da propriedade dos pais para ser aprendiz em uma indústria de máquinas agrícolas durante quatro anos, até fundar a própria empresa quando tinha apenas 20 anos. O primeiro trator da empreitada saiu em 2003.

Rigitrac
Modelo de trator convencional da Rigitrac

A Rigitrac agora lançou um modelo de trator totalmente elétrico. O SKE 50 tem 84 hp e possui 5 motores (um para cada PTO, outros dois nos eixos e mais um no hidráulico). A bateria de 80KWh aguenta a lida (em média) durante 5 horas com uma única carga.

O conector do carregador no Rigitrac SKE 50.

SKE 50 em vídeo

No site da Rigitrac, prospectos deste e de outros produtos da empresa. O SKE 50 entrará em testes em 2019 e o preço não foi divulgado.


26 de outubro de 2018

Swiss Future Farm e as tecnologias agrícolas do amanhã


Swiss Future Farm

A Swiss Future Farm é uma propriedade experimental na Suíça que recebe máquinas e implementos para teste e divulga novas tecnologias

 

Dá pra chamar a Swiss Future Farm de uma espécie de Disneylândia da agricultura, onde programas de computador, drones, máquinas autônomas e sistemas de comunicação são testados e exibidos ao público. A área de 80 hectares fica na região de Thurgau, na Suíça e ainda mantém 65 vacas leiteiras e 55 suínos.

 

De acordo com o site oficial, a Swiss Future Farm (SFF) é um projeto do Centro de Educação e Aconselhamento (BBZ) Arenenberg, GVS Agrar AG e AGCO Corporation. Os parceiros do projeto usam as sinergias comuns para abordar as oportunidades para a agricultura criadas pela transformação digital e para criar soluções práticas para os agricultores. Máquinas e software de última geração são usados ​​em condições reais nas instalações de teste da SFF em Tänikon. Agricultores, profissionais e visitantes obtêm informações sobre a coleta de dados que são continuamente avaliados e incorporados ao desenvolvimento de novas tecnologias e práticas de gerenciamento. A iniciativa é uma PPP (Parceria Público Privada).

 

A Swiss Future Farm em vídeo

 

Vídeo (em inglês) que mostra a estrutura da Swiss Future Farm e produtos como estações meteorológicas, A Colheitadeira Ideal, robótica de Fendt, o trator elétrico e100 e muitas outras tecnologias.

Como visitar

Entre em contato pelos canais abaixo:

Swiss Future Farm
Tänikon 1
CH-8356 Ettenhausen

Telefone +41 76 434 87 73
info@swissfuturefarm.ch

 

 

 


7 de outubro de 2018

Colheitadeira Fendt Ideal 8T em testes na França


Colheitadeira Fendt Ideal

As demonstrações da linha IDEAL, em suas diversas versões, continuam pelo mundo. Desta vez, uma colheitadeira Fendt Ideal 8T mostra o que pode fazer em uma propriedade na Alsácia.

Neste vídeo do canal Agri 68 no Youtube, podemos conferir a colheitadeira Fendt Ideal 8T em uma lavoura de milho. A propriedade fica na Alsácia, uma região da França perto da Suíça e da Alemanha.

 

Fendt Ideal 8T

 

O vídeo conta com belas imagens geradas com drones. Confira mais posts sobre colheitadeiras no Blog do Farmfor, neste link.


23 de setembro de 2018

Eleitores da Suíça rejeitam pacotes de subsídios para agricultores em referendo


Subsídios para agricultores

Subsídios para agricultores e políticas tarifárias foram colocadas em um referendo proposto por grupo que coletou 100 mil assinaturas no país

 

A Suíça rejeitou nas urnas neste domingo, 23 de setembro, dois projetos que previam modificações nas políticas de importação de produtos agrícolas e o aumento dos subsídios para os agricultores. Ambos foram derrotados por uma margem de 63 a 37 e 70 a 30, respectivamente.

 

O primeiro projeto determinava que todos os alimentos no país fossem comprados apenas de fontes sustentáveis e com níveis precisos de rastreabilidade, banindo importações de grandes propriedades para melhorar o bem estar animal. A segunda, pedia por reajustes e mais dinheiro do governo para os agricultores, congelados desde 1985. A campanha para a realização do referendo (com coleta de assinaturas de 100 mil pessoas para a sua realização) foi uma iniciativa do Partido Verde local e dos sociais-democratas da Suíça, além de grupos de ambientalistas.

 

Especialistas e o próprio ministro da economia da Suíça, Johann Schneider-Ammann, consideravam os projetos danosos para a economia, causando aumento dos preços e problemas com parceiros comerciais em todo o mundo.

 

Os agricultores da Suíça já são uns dos mais subsidiados do mundo, com mais de 4 bilhões de dólares ao ano em ajuda estatal, para um país do tamanho do estado do Espírito Santo.

 

Seca na Suíça

Helicóptero transportando água para o gado na Suíça.

 

Recentemente, a Suíça sofreu com um período de seca intensa e o governo simplesmente mandou helicópteros com água para os agricultores tratarem os animais. É neste nível a ajuda.

 

 

Saiba mais sobre o referendo (em inglês) nos sites Investing e na Reuters.

 

 

 

 

 

 


8 de agosto de 2018

Seca na Suíça faz governo transportar água em helicópteros para as vacas nos alpes


Seca na Suíça

Presas nos topos dos alpes nesta época do ano, as vacas estão sem acesso a água e a pastagem já é escassa.

 

A Suíça está sofrendo com a seca neste verão e o fenômeno já é considerado pelos especialistas como o mais severo dos últimos 100 anos. De 1864 para cá (início da manutenção de registros do clima na Suíça), apenas em 3 ocasiões o índice de chuvas registrou valores abaixo dos percebidos nesta estação.

Seca na Suíça é outro nível

Diante do problema, as autoridades resolveram ajudar os produtores de leite da região do Cantão de Vaud de uma maneira nada comum: helicópteros do Exército estão levando água para o topo dos Alpes e garantindo a sobrevida dos animais. Cerca de 100 litros por cada cabeça de gado são erguidos durante os voos, diariamente.

Além da ajuda imediata pelos ares, o governo tratou de cortar tarifas de importação para produtos e insumos da bovinocultura. Tudo rápido e fácil, para proteger o produtor.

 

Saiba mais sobre bovinocultura aqui no Blog do Farmfor.

 

Via Xinhuanet.

 

 

 

 



Publicidade