Ditador africano do Zimbábue está expulsando brancos de suas terras e torturando negros no processo

Posted by on 3 de julho de 2017

Proprietários de terras e funcionários das fazendas são expulsos de suas casas em uma violenta reforma agrária.

O Zimbábue é um país localizado no sul da África e é comandado desde 1980 pelo ditador Robert Gabriel Mugabe. São quase 40 anos de um governo que transformou o país em um dos mais miseráveis do mundo. Seu plano de reforma agrária tira terras de agricultores e entrega para membros do próprio partido, sem qualquer conhecimento agrícola. Resultado: fome e produção mínima.
A última “eleição” ocorreu em 2013, com vitória esmagadora do ditador Mugabe. Na anterior, em 2008, seu concorrente Morgan Tsvangirai desistiu após ter apoiadores assassinados. O Brasil foi um parceirão do regime ditatorial do Zimbábue, com empréstimos de quase 100 milhões de dólares através do BNDES.

Um exemplo recente, a propriedade de Robert Smart

No mês de junho, a fazenda do “colono branco” Robert Smart foi expropriada pelo governo. O próprio Mugabe aqueceu a militância com um discurso incentivando a invasão de propriedades pela “juventude que ainda não tem terra”, dias antes da ação de desapropriação.

Zimbábue
As forças do governo entraram na propriedade, produtora de milho e tabaco, expulsando moradores e funcionários. 150 pessoas – nativas da região – tiveram a maioria dos seus bens pilhados e distribuídos entre os soldados, obrigadas a fugir para as matas da região e deixando para trás até mesmo medicamentos de uso contínuo. Entre as vítimas, infectados com o vírus HIV que ficarão sem tratamento.

Para saber mais

Brasil libera crédito a ditador do Zimbábue – Folha de São Paulo, 2013.

“Homens armados ocuparam minha fazenda” (em inglês) – News 24, 2017.

7 ditaduras financiadas pelo governo brasileiro nos últimos anos – Spotniks, 2016.

Governo brasileiro libera quase US$100 milhões para Mugabe. Gazeta do Povo, 2013.

Facebook Comments

Simple Business by Nimbus Themes
Powered by WordPress