Avião teria causado enchentes na Itália, segundo teoria da conspiração

enchentes na itália

Italianos criaram uma história que envolve americanos e semeadura de nuvens para explicar as enchentes na Itália

O nordeste da Itália está sofrendo com muita chuva e alagamentos que já deixaram 14 mortos e milhares de pessoas desabrigadas. A região afetada é a da Emilia Romagna, especialmente nas cidades de Bolonha, Budrio, Molinella, Medicina, Castel San Pietro, Imola, Mordano, Conselice, Lugo, Massalombarda, Sant’Agata sul Santerno, Cotignola, Solarolo, Faenza, Castel Bolognese, Riolo Terme, Bagnacavallo, Forlì, Cesena, Cesenatico, Gatteo Mare, Gambettola, Savignano sul Rubicone e Riccione.

Mais de 5000 propriedades rurais foram afetadas, com grandes prejuízos para a produção. Foram 36 meses de chuva (quase 500mm) em apenas 6 horas na noite de 16 de maio.

A teoria do avião

 

E no meio da catástrofe, alguns italianos tiveram tempo para criar teorias da conspiração sobre as enchentes, misturando fatos que aconteceram de verdade com outros tirados da imaginação. Tudo começou quando uma aeronave foi vista nos sites de monitoramento  – especialmente  Flightradar24 – dando múltiplas voltas nas regiões afetadas, horas antes das chuvas intensas. Com o tempo virando e a constatação do voo intensivo em círculos por uma grande região, logo disseram que a chuva foi causada por semeadura, aquele procedimento de bombardear nuvens com um composto baseado em sal na esperança de reverter grandes secas. Se fosse fácil assim, prejuízo por estiagem seria coisa do passado.

Segundo o Il Giornale d’Italia, o boato ganhou força baseado em outro bem similar, sobre uma enchente que ocorreu em 2022 que teria sido causada por um “avião da OTAN”. Diz o jornal:

Poucas horas antes do início da inundação na Emilia Romagna, um avião, cujo modelo estava ao serviço da Força Aérea dos Estados Unidos, sobrevoou durante várias horas as áreas posteriormente afetadas pelo desastre, e com uma rota circular que é dificil de explicar. Muitos na web gritam geoengenharia , mas os motivos desse voo podem ser outros.

A dramática inundação que atinge a Emilia Romagna nestas horas pode ter sido causada por intervenções de “geoengenharia” . Muita gente pensa assim depois de ver um vídeo que está circulando em diversas redes sociais desde ontem . Nas imagens em causa, a rota de uma aeronave, o ASR153, no domingo 14 de maio pouco antes do início da emergência. A aeronave pode ser vista voando de forma circular sobre as áreas da Emilia Romagna que foram duramente atingidas pelo mau tempo nos dias seguintes . Muitos relacionam o evento ao que aconteceu em setembro de 2022, quando um avião da OTAN sobrevoou várias vezes o Marche pouco antes da enchente que atingiu a região.

Inicialmente, o modelo do avião em questão deu voz à teoria da conspiração. Na verdade, o ASR153 é um Beechcraft Super King Air, uma aeronave de transporte executivo que entrou em serviço pela primeira vez em 1972, inicialmente como uma aeronave militar para a Força Aérea dos EUA . A coisa não escapou a muitos observadores, que encontraram nesta descoberta a prova de que havia uma razão oculta por trás do voo, talvez mais uma vez considerado liderado pela OTAN .

A verdade

 

Que o avião fez voos incomuns na região isso é verdade e está gravado no FlightRadar24, mas o motivo foi bem simples. Era uma aeronave que estava realizando serviços para a Giro d’Italia 2023, famosa competição de ciclismo realizada no país entre os dias 6 e 28 de maio. A comprovação dos fatos e o apontamento dos principais culpados pode ser lido no site Open Online (em italiano, usem o Google Tradutor).

Saiba mais

Sobe para 14 o número de mortos nas piores enchentes na Itália em um século (Jovem Pan)

Veja também

Boato do “pior inverno dos últimos 100 anos” coincide com o lançamento da previsão de verão do Farmers’ Almanac

 

Posts relacionados