Ideia veio depois da perda de um galpão da propriedade em um incêndio. Proteger os animais é essencial no inverno rigoroso do estado de Wisconsin, nos EUA

A pecuarista Holly Poad, da fazenda Triple P na cidade de Lone Rock, no frio Wisconsin (EUA), acabou ficando sem o principal galpão da propriedade após um incêncio.

Preocupada com a proteção dos bezerros, criou uma gambiarra para não permitir que o frio queime as orelhas dos animais: uma espécie de protetor de orelha misturado com touca que ganhou o nome de Moo Muffs. O inverno por lá chega fácil nos 10C negativos.

Os protetores de orelha não são novidade: pecuaristas de regiões mais frias no hemisfério norte adotam a prática. Foto: Cans Moleman, da Irlanda.

O primeiro protótipo não passava de um pedaço de pano com alguns botões, mas evolui para uma peça com corte melhorado e tecido à prova d’água. O Moo Muffs ficou conhecido na internet e as pessoas começaram a encomendar peças. Hoje já existe parceria com uma confecção americana para a produção em série do invento.

We have had some people ask if the calves can still eat with the Moo Muffs on… Well folks, here is a video to show that the Moo Muffs definitely don't interfere with the calves ability to eat! #MooMuffs #TriplePFarm

Posted by Moo Muffs on Tuesday, March 19, 2019
Moo Muffs: o acessório não atrapalha o bezerro na hora da mamada.

Protetores de Orelha na Internet

O Moo Muff custa US$ 20,00 e é vendido diretamente pelo Facebook, em uma página dedicada ao produto.

Saiba mais: A farmer invented ‘calf earmuffs’ to keep newborn calves warm and the photos are adorable.

Leia também:

Pecuarista faz campanha para participar do programa Ellen DeGeneres.

Anuland FieldSense, o monitor de pasto com inteligência artificial.

Facebook Comments