Tag: Gado de Leite

3 de maio de 2022

Venda de leite cru liberada em mais um estado nos EUA


leite crú

Cada estado decide sobre a comercialização do leite cru, mas a venda entre eles continua proibida nos Estados Unidos

 

leite crú

O leite cru (não pasteurizado) sempre foi tema de debates em nossa “era moderna”. Muitos que já passaram dos 40 e moraram nos bairros das nossas cidades viram seus pais comprando leite direto da carroça do leiteiro, enquanto a turma da zona rural dispensa comentários e possui acesso fácil ao produto, de forma informal ou da própria propriedade, até hoje.

Pra falar a verdade, a venda de leite cru é proibida no Brasil desde 1969, através do Decreto 923/1969. Mas aí é outra história.

Nos Estados Unidos, mais um estado liberou a venda de leite cru, com uma nova legislação que entrará em vigor já em 2023. Os produtores de leite do estado da Geórgia poderão comercializar o leite para consumo humano, melhorando a renda das famílias. Até então, o leite poderia ser vendido apenas para consumo animal.

raw milk georgia farmfor

O senador republicano Jeff Mullis bebendo leite cru direto na garrafa durante a apresentação da Lei. 

Com a Geórgia, serão 31 estados com leis que permitem a comercialização do leite não pasteurizado nos Estados Unidos. Há uma onda em defesa do leite por conta do valor nutritivo e os benefícios para a saúde. Da mesma forma, há grande oposição que sempre alerta sobre os perigos do consumo e a possível presença de bactérias perigosas.

Mas o negócio por lá não é fácil. Não dá pra sair vendendo leite em garrafa PET na feira. Os produtores precisam obter uma licença, instalar equipamentos para envase e deixar bem claro no rótulo da garrafa que se trata de leite cru.

Para quem tem curiosidade em saber mais sobre a legislação, o texto do Projeto de Lei está neste documento, em inglês.

Um produtor de leite na Geórgia recebe do laticínio cerca de US$ 1,60 por galão (3,78 litros), enquanto o leite cru para consumo animal (pet milk) é vendido na propriedade por valores entre US$ 8,00 e US$ 10,00. O leite para consumo humano deverá ficar no mesmo patamar.

 

 

 


30 de setembro de 2019

Produtora faz sucesso com venda de protetores de orelha para bovinos


protetores de orelha

Ideia veio depois da perda de um galpão da propriedade em um incêndio. Proteger os animais é essencial no inverno rigoroso do estado de Wisconsin, nos EUA

A pecuarista Holly Poad, da fazenda Triple P na cidade de Lone Rock, no frio Wisconsin (EUA), acabou ficando sem o principal galpão da propriedade após um incêncio.

Preocupada com a proteção dos bezerros, criou uma gambiarra para não permitir que o frio queime as orelhas dos animais: uma espécie de protetor de orelha misturado com touca que ganhou o nome de Moo Muffs. O inverno por lá chega fácil nos 10C negativos.

Os protetores de orelha não são novidade: pecuaristas de regiões mais frias no hemisfério norte adotam a prática. Foto: Cans Moleman, da Irlanda.

O primeiro protótipo não passava de um pedaço de pano com alguns botões, mas evolui para uma peça com corte melhorado e tecido à prova d’água. O Moo Muffs ficou conhecido na internet e as pessoas começaram a encomendar peças. Hoje já existe parceria com uma confecção americana para a produção em série do invento.

https://www.facebook.com/moomuffs/videos/623706161386999/
Moo Muffs: o acessório não atrapalha o bezerro na hora da mamada.

Protetores de Orelha na Internet

O Moo Muff custa US$ 20,00 e é vendido diretamente pelo Facebook, em uma página dedicada ao produto.

Saiba mais: A farmer invented ‘calf earmuffs’ to keep newborn calves warm and the photos are adorable.

Leia também:

Pecuarista faz campanha para participar do programa Ellen DeGeneres.

Anuland FieldSense, o monitor de pasto com inteligência artificial.



Publicidade