Blog do Farmfor

O blog da rede social dos agricultores

Okja: a marca John Deere em um filme contra a suinocultura

Com mensagem vegana, filme mostra o sofrimento de um animal especial desenvolvido para abate na indústria.

 

No cinema americano, as marcas aparecem em destaque e nem sempre com a permissão dos proprietários. São parte da cultura, da história do país e complementam a narrativa, o cenário ou viram até mesmo personagens da obra.

 

Okja

 

Okja é um filme sul-coreano que está em destaque na Netflix. Sem risco de spoiler, podemos dizer que a história mostra as desventuras de uma menina que cria um animal desenvolvido por engenharia genética, uma espécie de “chester suíno”. Da sua bucólica casinha no topo de uma montanha coreana, a ação se transfere para Nova York.

 

Em uma das cenas nos Estados Unidos, uma parada organizada pelos vilões do filme exibe dois veículos Gator XUV 690i. Os dois carrinhos estão lá, com destaque para a marca e o tradicional e patenteado verde John Deere.

 

Claro que a empresa não é culpada de qualquer coisa, mas a presença da marca em um filme que demoniza a indústria e agricultores através da narrativa dos defensores dos animais mais extremistas, gera questões. Será que o uso foi permitido, existem questões legais o o caso entrou como fair use? Foi um recado calculado pelos produtores? É curioso.

Para os agricultores e envolvidos na indústria com acesso ao Netflix, recomendamos o filme. Com um estilo que envolve humor negro e uma extrema atenção aos detalhes (um dos motivos para a existência deste post aqui no Farmfor), todos os elementos da guerra entre ativistas dos animais e indústria da carne estão presentes, de forma caricata, ou não.

 

Facebook Comments

Marketing