Tag: Caminhões

7 de fevereiro de 2022

Tratores e caminhões tomam as ruas do Canadá contra o governo


tratores e caminhões

Agricultores foram dar apoio aos caminhoneiros nos protestos contra o Governo Canadense

 

Os caminhoneiros canadenses estão realizando uma série de protestos contra o governo, por conta de determinadas políticas de saúde implementadas no país após “aquele grande evento mundial que não vamos mencionar aqui para não apanhar (muito) do algoritmo do Facebook”.

Nos últimos dias, o comboio da liberdade ganhou apoio também dos agricultores. Vários tratores acompanharam os motoristas até o centro das grandes cidades como Toronto e Winnipeg.

 

John Deere Canada

 

tratores no canadá

 

trator

 

trator

 

 

tratores e caminhões

 

trator

Fotos acima: tratores e caminhões tomam as ruas das cidades canadenses. Fonte: perfil no Facebook da usuária Carrie Sonnenburg.

Paralelamente, uma guerra entre os movimentos organizados e governos locais está sendo travada. Fundos de vaquinhas online para sustento dos participantes foram congelados, a polícia está apreendendo combustíveis (o protesto é realizado abaixo de neve e frio) e um processo contra os caminhoneiros vai pedir quase 10 milhões de dólares por danos emocionais, entre outras reclamações.

Entre os protestos, um lema chama a atenção: algumas pessoas adotaram o discurso “Os fazendeiros plantam, os caminhoneiros entregam” para selar a parceria entre tratores e caminhões nas manifestações.

Relembre – Veja também

Mais de 1700 agricultores protestam contra o governo na Alemanha


25 de outubro de 2021

Tá faltando motorista de caminhão nos Estados Unidos


motorista de caminhão

motorista de caminhão

A associação dos caminhoneiros da América estima que em 2021 o país chegará na marca histórica de 80 mil vagas não preenchidas

Tá faltando motorista de caminhão nos Estados Unidos e todos os setores produtivos estão com problemas, incluindo aí o agronegócio. A American Trucking Association emitiu recentemente um relatório alertando sobre a falta histórica de 80 mil profissionais neste ano. E este número poderá dobrar até 2030. Os profissionais que fazem longas viagens entre os estados são os que mais faltam no mercado.

Entre as causas para a falta de caminhoneiros estão a média alta de idade (muitas aposentadorias), baixo interesse das mulheres (apenas 7% da força de trabalho), falta de motoristas “limpos” ou capazes de passar em um teste toxicológico, idade mínima de 21 anos (questão legal) para os novos motoristas e até mesmo a falta de estrutura de “beira de estrada” para atender os profissionais.

Segundo o site Talent.com, o salário médio de um motorista de caminhão nos Estados Unidos é de US$ 62 mil anuais ou US$ 32 por hora. Montana é o estado com o melhor valor (US$ 75 mil). Já o site especializado em vagas de emprego, o Indeed, aponta o valor médio nos EUA de US$ 70 mil.


16 de julho de 2021

Rainha Máxima da Holanda dirige caminhão em visita a empresa


Rainha Máxima

Rainha Máxima da Holanda

A Rainha Máxima da Holanda demonstrou habilidade ao “pilotar” caminhão durante visita a uma empresa de treinamento na cidade de Nieuwegein, na Holanda

A Rainha Máxima Zorreguieta Cerruti, ou Rainha Máxima da Holanda, nasceu na Argentina em 1971 e é filha de pai fazendeiro naquele país. Depois de se formar em Economia pela PUC da Argentina, trabalhou em diversas empresas multinacionais nos Estados Unidos e na Europa.

Lá pelo final dos anos 90, conheceu o príncipe Guilherme Alexandre e acabou casando em 2002. A história completa pode ser lida aqui.

No dia 14 de julho, em uma visita de cortesia na empresa holandesa Education and Training company, E&R Opleidingen, depois das apresentações e conversas formais com dirigentes e motoristas, subiu em um dos caminhões e deu uma voltinha no pátio.

Uma rainha pilotando um caminhão não é todo dia que se vê. O gesto, acompanhado de uma motorista da empresa, foi visto como positivo no setor, valorizando o pessoal que pega a estrada todo dia. Tomara que na próxima vez ela visite uma fábrica de tratores e faça o mesmo.

rainha maxima

Veja também

Queen Máxima visited the education and training company E & R Nieuwegein


21 de março de 2021

Angelica Larsson, a caminhoneira mais famosa da Suécia


Angelica Larsson é sueca, tem 31 anos e dirige caminhões desde os 19, além de dominar escavadeiras e praticar esportes radicais. A loira compartilha sua rotina através das redes sociais desde 2012.

Como não poderia deixar de ser, Angelica Larsson dirige Volvo e Scanias pelas estradas da Europa desde a década passada. Isso quando não está na Suécia, operando – do alto dos seus 1,5 metro de altura – escavadeiras e outros equipamentos pesados, qualidade “herdada” do pai, que também trabalha no ramo. Famosa também nas redes sociais, compartilha no Youtube, Instagram e Facebook um pouco das suas aventuras para milhares de seguidores.

Angelica Larsson

 

Angelica Larsson

 

Angelica Larsson

 

Angelica Larsson

 

 

Angelica no Youtube

 

Hoje, Angelica conta com mais de 950 mil seguidores no Facebook, 300 mil no Instagram e 34 milhões de visualizações no Youtube. Aparecer nas redes sociais virou um negócio e a moça toca em paralelo seu pequeno empreendimento de marketing digital, além de serviços como modelo e participações em eventos da área também nos Estados Unidos. Definitivamente, é a caminhoneira mais famosa da Suécia, talvez até da Europa.


2 de março de 2021

Gruzovikus, o caminhão russo elétrico e totalmente autônomo


Gruzovikus

Gruzovikus

Quem vai bater pneu?

O Gruzovikus é o conceito de um caminhão totalmente elétrico e autônomo criado pelo estúdio de design art lebedev, da Rússia. A empresa foi fundada em 1995 e tem escritórios nos EUA, Reino Unido e Ucrânia, com mais de 300 funcionários e 4482 projetos no portfolio.

Gruzovikus em imagens

Gruzovikus

Gruzovikus

caminhão elétrico russo

O caminhão, sem uma cabine para motorista, é equipado com uma enorme tela OLED na parte frontal e um desenho que desvia o fluxo de ar das laterais da carga. Por dentro, computadores , tecnologia de visão computadorizada, lasers, radar e diversos sensores fazem toda a leitura da estrada para tocar o bruto sozinho no trecho. A promessa? Redução de custos com mais tempo de viagem sem paradas, controle central e livre de emissões.

Por outro lado, não faltam estudos na internet sobre o impacto dos caminhões elétricos e autônomos nas cidades do interior e toda a economia que gira em torno da prestação de serviços para a indústria, do posto de combustíveis com restaurante até hotéis de beira de estrada. No mínimo, desviará a força de trabalho para outras funções e locais, em um futuro próximo.

Veja também

City planners eye self-driving vehicles to correct mistakes of the 20th-century auto 

Caminhão elétrico da Tesla Motors é lançado


20 de fevereiro de 2020

Deputado quer liberar a importação de veículos usados


importação de veículos usados

Marcel van Hattem (NOVO/RS) quer quebrar o monopólio dos grandes importadores e dar liberdade para que o cidadão realize a importação de veículos usados

O Deputado Federal Marcel van Hattem é autor do Projeto de Lei 237/2020 que visa liberar a importação de veículos automotores por qualquer pessoa, sem passar pelas grandes empresas importadoras.

O que diz o projeto de lei que libera a importação de veículos usados

Art. 1º Qualquer pessoa física ou jurídica poderá realizar a importação de
veículos automotores para fins terrestres, novos ou usados, independentemente de autorização prévia e do ano de fabricação.


Art. 2º O veículo de que trata o art. 1º deverá atender aos limites legais de emissões veiculares vigentes no país, relativamente ao seu ano de fabricação e categoria.

Parágrafo único. São meios de comprovação do atendimento aos limites de emissões os índices dispostos na especificação ou no manual do veículo, elaborado por seu fabricante, assim como, entre outras formas, os limites de emissões constantes da norma do país de sua fabricação.

Art. 3º O montante dos tributos federais incidentes sobre a importação do veículo de que trata o art. 1º não poderá ser superior ao montante incidente sobre os veículos similares fabricados no país.

Parágrafo único. Define-se como veículo similar aquele que seja equivalente em termos de peso bruto total e potência, admitidas variações de até 15%.

Art. 4º Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação.

Na justificativa, o fim da reserva de mercado que proíbe a importação de veículos usados e dificulta a importação de veículos novos, um protecionismo que prejudica o país, diminui a competitividade e, principalmente, prejudicial ao direito de liberdade de escolha do cidadão.

Um caminhão americano Peterbilt ano 1999 custa por volta de US$ 32000,00 nos EUA, só para você abrir a imaginação.


10 de janeiro de 2018

Os caminhões elétricos gigantes da ETF


Empresa da Eslovênia tem projetos para caminhões com capacidades de até 774 toneladas.

A ETF é uma empresa da Eslovênia, especializada em veículos elétricos de grande porte para o mercado de mineração. Entre eles, caminhões que podem trabalhar em uma configuração de trem e levar até incríveis 6000 toneladas.

Os modelos contam com um motor em cada roda, sendo todas articuláveis. Durante a descida na estrada, o sistema é capaz de gerar energia para as baterias, aumentando a autonomia.

Um dia, modelos similares poderão trabalhar na coleta de leite ou em mercados exigentes como o da avicultura, no transporte de ovos. É o futuro.

 

 

Acesse o site da empresa (em inglês) e saiba mais sobre os modelos e outros equipamentos da ETF.


17 de novembro de 2017

Caminhão elétrico da Tesla Motors é lançado


Tesla Motors

Modelo vem para revolucionar o transporte de cargas nos EUA

 

Com grande expectativa e contagem regressiva no site da empresa, foi lançado nesta madrugada o primeiro caminhão elétrico da Tesla Motors, direto de Hawthorne, na Califórnia.

 

 

Com atraso, o evento começou a ser transmitido às 2h26 da madrugada. Entre falhas e cortes na transmissão, foi possível apurar que o modelo tem autonomia de 800 km e acelera de 0 a 96 km/h em míseros 5 segundos. A velocidade máxima é de 104 km/h.

Carga máxima: 36 toneladas.

Aceleração de 0 a 96 km/h com carga máxima: 20 segundos.



Publicidade