Luz emitida por lâmpada de LED é prejudicial ao leite - Blog do Farmfor Blog do Farmfor

Lâmpada de Led

Luz emitida por lâmpada de LED é prejudicial ao leite

As luzes fluorescentes também prejudicam o produto, mas o LED é ainda mais danoso ao leite exposto. É o que diz uma pesquisa da Universidade de Cornell, nos EUA

 

As lâmpadas de LED estão mais baratas e populares, substituindo, pouco a pouco, não só as velhas incandescentes (de bulbo) mas também as até então “econômicas” fluorescentes. Uma versão de LED em tubo ou em fita, está tomando conta dos pontos de venda nos supermercados. O resultado é ótimo para a estética e destaque do produto, mas ruim para a qualidade.

Acontece que um componente do leite, a riboflavina, é afetado pela luz direta, prejudicando o sabor após poucas horas de exposição. O LED trabalha com uma faixa de luz ainda mais “fatal”, acelerando este processo para cerca de 4 horas. Em testes sensoriais, o leite “iluminado” por LEDs perdeu para outros que ficaram isolados por duas semanas em refrigeração.

Claro que os leites embalados em sachês ou garrafas plásticas protegidas, caixas de papelão ou qualquer outra tecnologia que exerça um bloqueio contra a luz, estão fora do problema. Mas os antigos saquinhos e plásticos translúcidos são afetados.

A pesquisa da Cornell University fala só do ponto de venda, mas precisamos pensar também no leite na ordenha, com injetores de ar, mangueiras e medidores mecânicos, todos transparentes. Será que um galpão iluminado com lâmpadas de LED, poderá prejudicar a qualidade do leite? Mesmo que o tempo fique abaixo do mínimo para dano, o resíduo iluminado pode contaminar o resto?

Lâmpadas LED são ótimas. Iluminam bem e custam pouco na conta de luz e exigem pouco do gerador. Mas que tal tirar esta dúvida sobre a exposição à luz, aqui mesmo no Brasil? Aí está uma boa oportunidade de estudo para universidades.


Receba nosso conteúdo no e-mail!

Nosso canal no Telegram é gratuito. Participe!

Telegram do Farmfor

Publicidade