Multinacional anuncia saída do país e ditador diz que agora a fábrica é “dos trabalhadores”.   Sem matéria-prima em um país com altos índices de inflação e caos social, a Kellogg joga a toalha com sua operação na Venezuela. Após a saída, o ditador Nícolas Maduro tratou logo de expropriar a fábrica e detonar discursos contra a empresa, chamando a saída de ilegal. Em um discurso inflamado típico, disse que agora a fábrica é “dos trabalhadores” e que a Kellogg’s é imperialista e oligarca, em…Continue a ler “Venezuela expropria fábrica do Sucrilhos”