Tag: Diesel

17 de junho de 2022

Diesel sobe 100% em 6 meses na Europa e apavora agricultores


diesel sobe

O preço do diesel provocou um efeito cascata no custo de diversos serviços terceirizados na área agrícola

 

O preço do óleo diesel agrícola subiu 100% de janeiro até agora na Europa. Na Irlanda, a Association of Farm & Forestry Contractors of Ireland (FCI), entidade que agrega prestadores de serviços para o agronegócio monitora o preço do combustível e hoje alerta para o recorde, com uma média de 1,5 euro o litro.

A crise do combustível está elevando os preços dos serviços  na área agrícola e florestal. Para a silagem, por exemplo, no início da época de corte da silagem, em abril, o litro do diesel custava 1,25. Para encher um tanque de 30o litros em um trator, o agricultor gastava 225 euros em janeiro. Hoje, 450. E isso que é o diesel agrícola, com diferenciais nos impostos.

Krone BIG

Para encher o tanque (ou melhor, os tanques) do Krone Big X 1180, o feliz proprietário gasta 1650 euros, ou R$ 8914,00 na cotação de hoje (só para ter uma ideia).

Com estes preços, a associação recomenda que o preço mínimo para entrar na lavoura e enfardar silagem, por exemplo, seja de 420 euros por hectare para cobrir os custos.

Em Portugal

gasóleo agrícola

Os agricultores portugueses também estão sofrendo com as altas no preço dos combustíveis. O usuário João Paulo Nunes postou um lamento dia 11 de junho no grupo “Agricultura em Portugal” no Facebook, com duas imagens, uma do tanque sendo carregado em sua camionete e outra da nota fiscal: 1670 euros por 1004 litros de “gasóleo agrícola”.

Saiba mais

Espanhóis marcam protesto por pagarem gasóleo agrícola a 1,37€/l. Portugueses pagam 1,743€/l

Combustíveis. CNA diz que situação é insustentável


12 de março de 2022

Caminhoneiros fazem “marcha lenta” contra aumento do diesel na Europa


aumento do diesel

Caminhoneiros de vários países estão protestando contra o aumento do diesel na Europa, realizando manifestações nas estradas

Como em vários países do mundo, o preço dos combustíveis vem sofrendo grandes altas por conta da crise provocada pela guerra na Ucrânia. Quando somado a fatores econômicos locais e a situação da moeda, a situação fica ainda pior.

Caminhoneiros de diversos países da Europa estão revoltados com os aumentos do diesel. O preço médio na França hoje é de 2,20 euros o litro. Você pode acompanhar os preços por região e médio no país através do site Fuelo.

Segundo a página portuguesa Motoristas do Asfalto, especializada em transportes, neste sábado, 12 de março, caminhoneiros estão a caminho de Lille em protesto contra os autos aumentos do combustível. Na voz de um um dos transportadores que têm 70 carros o aumento vai ser de 1500 euros a mais por mês em cada caminhão. Anuncia que se isto se manter assim como está a empresa irá fechar portas nos próximos 3 meses.

Alemanha

Na região de Colônia, na Alemanha (vídeo acima) os caminhoneiros protestam nas estradas. O diesel subiu 21% em dez dias neste início de março, chegando a 2,32 euros de média no país. O barril de petróleo Brent chegou a US$ 130 no dia 9 de março, por conta do conflito na Ucrânia e as sanções impostas a Rússia, sendo o vilão de toda a crise (ou o principal).

preço do diesel na europa

Acima: card lamentando o preço do diesel na Europa ainda no início de março (o pior ainda estaria por vir) comparando o preço do barril de petróleo com gasollina e diesel em 2008 e 2022. Vale lembrar que o euro em 2008 valia cerca de US$ 1,5. Em 2022, é cotado a US$ 1,10 (10 de março). Fonte: Facebook Motoristas do Asfalto.

Com o conflito na Ucrânia sem data para acabar, ainda veremos muitos protestos por aí, de caminhoneiros até agricultores, obviamente grandes usuários de diesel e na linha de frente da crise.

 


7 de fevereiro de 2020

Economia com diesel seria reinvestida na lavoura, dizem agricultores


Economia com diesel

Em um hipotético corte de impostos nos combustíveis, produtores disseram ao Farmfor que investiriam o valor de volta no plantio, em sua maioria

O debate sobre a cobrança de impostos no Brasil pegou fogo (sem trocadilho) nesta semana, quando o presidente Jair Bolsonaro lançou um desafio aos estados brasileiros: se eles cortarem os impostos estaduais, ele corta o federal.

Questões técnicas à parte (alguns estados como o Rio Grande do Sul tiram quase 20% da sua receita do altíssimo imposto sobre os combustíveis) resolvemos indagar os seguidores sobre o que fariam com o dinheiro se esta medida entrasse em vigor. Algumas estimativas apontam uma economia de aproximadamente 90 centavos por litro.

A maioria disse que reinvestiria na lavoura, mais combustível, maquinário mais moderno, adubos, correção e assistência técnica. Em resumo: reinvestir tudo de volta na lavoura e aumentar a produção.

Economia com diesel

Claro que este não é um trabalho científico, não passa de um simples bate-papo com os nossos seguidores no Farmfor (via comentários e mensagens), mas fica uma possibilidade: menos impostos nos combustíveis poderiam representar mais produção e muito mais dinheiro na mão dos agricultores.


13 de março de 2018

Um novo tipo de diesel para os tratores da Valtra


Diesel renovável virá com o abastecimento de fábrica nos tratores da marca.

 

A Valtra anunciou uma parceria com a empresa finlandesa Neste para adotar em seus tratores um novo tipo de diesel, feito de restos de óleos vegetais e gordura animal, mas compatível com o diesel tradicional. O acordo prevê a compra de 700 mil litros por ano do Neste MY Renewable Diesel.

A empresa pretende mandar todos os tratores novos já abastecidos de fábrica com o combustível alternativo, para revendas em mais de 75 países, além de usar a novidade nos seus próprios equipamentos, nas unidades industriais.

 

O vídeo acima mostra a diferença entre o diesel convencional de petróleo e o desenvolvido pela Neste, durante a queima.

A economia em emissões equivale ao gasto anual de 560 ônibus ou 46 mil horas de trator. O “combustível de resíduos” tem ainda um maior prazo de validade em relação ao convencional e pode trabalhar em temperaturas de até 34 graus negativos.

O site Wake Up Call to All Farmers é o canal oficial desta promoção.

Saiba tudo sobre o Diesel Renovável, neste site (em inglês).

 

 


28 de agosto de 2017

Isenção de PIS/PASEP e COFINS no óleo diesel para agricultores está no caminho


Isenção de PIS/PASEP

Prestadores de serviço de transportes de passageiros e de cargas também serão beneficiados

 

A informação é do site do deputado federal Luiz Carlos Heinze, do PP:

A Comissão de Viação e Transportes aprovou proposta que reduz a zero as alíquotas de PIS/Pasep e da Cofins incidentes sobre a venda de óleo diesel para produtores rurais e prestadores de serviço de transportes de passageiros e de cargas.

O texto aprovado é o substitutivo da Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural para o Projeto de Lei 409/15, do deputado Luis Carlos Heinze (PP-RS). O substitutivo retira a isenção da Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico (Cide) para o óleo diesel prevista no texto original.

Relator na Comissão de Viação e Transportes, o deputado Ezequiel Fonseca (PP-MT) lembrou que a Medida Provisória 670/15 já previa a isenção, que foi incluída no texto por meio de emenda dos deputados Valdir Colatto (PMDB-SC), Alceu Moreira (PMDB-RS) e o deputado licenciado Osmar Terra (PMDB-RS). A emenda, no entanto, acabou vetada pela Presidência da República e o veto acabou mantido pelo Parlamento.

“Uma vez que a iniciativa anterior de baixar o preço do diesel não logrou êxito, a presente proposição desponta como uma nova e bem-vinda oportunidade”, disse Fonseca. “Embora o aumento do diesel interfira indiretamente em toda a cadeia produtiva, o impacto na produção rural, no transporte de pessoas e no frete é direto”, completou.

Tramitação: O texto aprovado ainda será analisado de maneira conclusiva pelas comissões de Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Via Deputado Heinze.



Publicidade