Tag: Bloomberg

11 de dezembro de 2018

A cada hora, 16 hectares de áreas rurais viram loteamentos nos EUA


loteamentos

Agricultores que não conseguem permanecer no campo estão vendendo as terras para construtoras e projetos de loteamentos residenciais e comerciais

Brian Barth, do site americano Modern Farmer, deu destaque para uma questão importante nos EUA: a cada dia, mais e mais agricultores estão abandonando a atividade e vendendo as suas terras. Somadas as operações recentes no país, o montante de terra negociada equivale a perda de 16 hectares por hora para empreendimentos em áreas que até então eram exclusivamente rurais.

A área urbana nos EUA cresce cerca de 400 mil hectares por ano, cobrindo 3,6% de todo o território do país. Este valor quadruplicou em relação a 1945.

Uso da terra nos Estados Unidos: em amarelo, pastagens. Verde, florestas. Marrom: lavouras. Azul: uso especial. Cinza: diversos e rosa é a área urbana. Este e outros mapas interessantes estão no site Bloomberg.

Desde os anos 70, fundos privados de proteção ambiental pagam para que agricultores aposentados permaneçam na propriedade, mas com fins apenas de conservação (uma garantia que não vendam para construtoras e mantenham os recursos nativos). Esta ação não mantém a atividade rural, mas 25 milhões de hectares já foram “salvos” desde então. Muitas propriedades saem das mãos de agricultores de verdade e viram sítios de lazer para quem pode pagar por uma segunda casa. Aí entra outro problema (já visto também em países da Europa) quando produtores rurais ficam cercados por casas de gente da cidade e seus carros, festas e até mesmo lixo. Nós já falamos aqui no blog sobre um caso na Inglaterra, onde uma vizinha jogou restos de poda de arbustos na pastagem de um produtor, envenenando a terra e matando animais.

Com ou sem ajuda de fundos, a realidade é que a pequena propriedade está definhando nos EUA, sendo impossível para o agricultor sem sucessão e motivos para continuar na atividade resista à tentação de vender a terra por até US$ 20000,00 o hectare em estados como o de Nova Iorque. Será o fim da pequena propriedade nos EUA? Quem viver, verá.


8 de fevereiro de 2018

A suinocultura está salvando os produtores de trigo na Alemanha


Suinocultura

Em alguns casos, o trigo para ração é negociado com preço acima do usado para farinha

 

Deu no Bloomberg:

O trigo para ração está salvando a vida dos traders de cereais e dos produtores da Alemanha. A demanda está alta e o preço oferecido supera em algumas negociações (168 contra 164 euros a tonelada) o valor pago para o trigo que vai para a indústria de farinha.

O país tem 30 milhões de suínos e abate cerca de 58 milhões de cabeças, todo o ano. Metade do trigo consumido no país (10,5M toneladas) vai para ração animal.

Confira a publicação (em inglês) no site da Bloomberg.



Publicidade