Última atualização:

Guilherme Boulos odeia o agronegócio

Categorias Política
Guilherme Boulos

Guilherme Boulos, candidato do PSOL a presidente da República, não tem muito apreço pelo agronegócio, isso é fato. Mas suas declarações durante o debate com os candidatos na Rede Globo, na noite do dia 4 de outubro, colocaram ainda mais em evidência as suas considerações sobre o setor.

Em um “bate-bola” com a candidata Marina Silva, disparou vários impropérios.

Nas palavras do candidato Guilherme Boulos:

Olha Marina, de fato, esta questão dos impostos é fundamental. E você sabe que um dos setores da economia que mais leva a farra das desonerações é o agronegócio. O ITR, que é o imposto territorial rural, tem uma arrecadação minúscula no país. É menor do que a arrecadação de 3 meses do IPTU da cidade de São Paulo. Dizem que o agronegócio carrega o Brasil nas costas. A gente já ouviu aqui defesa do agronegócio neste debate. É o contrário: é o Brasil que carrega o agronegócio nas costas, com desonerações e isenções abusivas. 70% de tudo o que a gente come, vem da agricultura familiar. Nós vamos fazer uma reforma agrária agroecológica, pra tê comida sem transgênico, sem agrotóxico, com desmatamento zero. Eu tenho muito orgulho de ter como vice a Sônia Guajajara, liderança indígena. Pra dizer o seguinte: que prá nós, ao contrário do que se diz aqui na Globo, o Agro não é pop, o agro é tóxico. O Agro mata.

O plano de governo de Guilherme Boulos com seus destaques para a agricultura pode ser visto neste link aqui no Blog do Farmfor.

O candidato tem por volta de zero por cento nas pesquisas, mas é bom monitorar o que outros pensam sobre o agro e os que até compartilham da mesma opinião, mas não falam abertamente. Fiquem de olho.

 

O debate da Globo pode ser assistido na íntegra neste link. A fala do candidato fica aproximadamente em 02:16:00.

 

Facebook Comments