Categoria: Aviação Agrícola

23 de fevereiro de 2018

É verdade: avião agrícola atingiu veículo em rasante


O vídeo ganhou as redes sociais e muita gente pensava ser boato.

 

A página do Farmfor no facebook recebeu por WhatsApp e publicou um vídeo onde pessoas mostravam danos em um veículo, supostamente causados pelo rasante de um avião agrícola. A postagem rendeu espanto, algum descrédito e até piadas.

Acontece que o caso é verdadeiro e deu BO. A TV TEM (afiliada Rede Globo na região de Marília e Bauru) deu detalhes do ocorrido em sua página no G1. O fato realmente aconteceu na zona rural da cidade de Assis, no interior de São Paulo.

 

https://www.facebook.com/farmfor/videos/1557608354338374/

 

Foi registrado boletim de ocorrência e a empresa já afastou o piloto. As autoridades da aeronáutica também estão investigando o caso.


16 de janeiro de 2018

T-500, o trator voador da Rússia


Avião agrícola quer ser o primeiro modelo fabricado na “Rússia Moderna”.

 

Está em testes e deve entrar no mercado em um futuro próximo o T-500, um avião agrícola desenvolvido pela Rostec Corporation.

 

 

Todo desenvolvido com materiais compostos, o modelo irá atuar em lavouras, controle climático, mercado florestal e combate ao vazamento de óleo. A Rostec mira o mercado interno e externo.

O T-500 tem 12,4 metros de envergadura, 2,3 metros de altura e 7,7 metros de comprimento. O tanque é de 500 litros e ele pulveriza até 150 hectares por hora. Uma curiosidade: ele é menor que o nosso Embraer Ipanema 203, em todas as medidas.


21 de fevereiro de 2016

PZL M-15 Belphegor, o avião agrícola mais esquisito do mundo


Belphegor

O Belphegor foi desenvolvido na antiga União Soviética, para pulverizar as fazendas coletivas do regime comunista.

 

Um jato com dois pares de asas, dois tanques de 1500 litros cada entre elas e cauda dupla. Três rodas no trem de pouso e espaço para tripulação composta por três pessoas. Assim era o PZL M-15, apelidado pelos desenvolvedores de “Belphegor”, nome de um demônio mitológico que enganava as pessoas com falsos inventos. Belo batismo.

Desenvolvido na Polônia, o projeto foi encomendado para substituir o avião em uso naquela época, o An-2 “Annushka”, um biplano monomotor que foi considerado obsoleto nos anos 60 e incapaz de atender a quantidade de fazendas do governo e a crescente demanda por alimentos que deveriam ser, de preferência, todos produzidos dentro das fronteiras da União Soviética. O Belphegor deveria ser o destaque tecnológico da aviação agrícola e da agricultura comunista.

 

 

O primeiro avião em produção saiu da fábrica em 1976 e provou ser um fracasso operacional, além de caro demais para produzir e incapaz de substituir a frota de milhares de AN-2s em uso no campo. 175 unidades do PZL M-15 foram produzidas até o final do projeto, em 1981, fechando uma história com alguns recordes, como o jato mais lento produzido, o único jato para aviação agrícola e também o único biplano.

Alguns números do jato: velocidade de estol de 67mph, velocidade máxima de 124mph e alcance de 250 milhas. Em comparação, o NEIVA EMB-202A (Ipanema) tem estol de 55mph, velocidade de cruzeiro de 138mph e alcance de 379 milhas.

Curiosamente, o AN-2, motivo do nascimento do Belphegor, é produzido até hoje, provou ser um avião com engenharia invejável e tem mais de 18000 unidades fabricadas.



Publicidade