Tag: Axial-flow

24 de novembro de 2019

XBR2 Bi-Rotor e a invenção da colheitadeira Axial Flow


XBR2 Bi-Rotor

Dupla de agricultores desenvolveu e patenteou a máquina em 1986, no estado do Kansas, nos Estados Unidos

Diz a lenda que a motivação para criar uma nova máquina foi o alto custo de manutenção das colheitadeiras convencionais. Com este problema em mente, os agricultores (e primos) Ralph Lagergren e Mark Underwood começaram a desenvolver “no galpão” nos anos 70 a XBR2 Bi-Rotor, um design muito diferente para a época.

Depois de alguns testes estacionários, a dupla depenou uma Case IH 1480 e inseriu a novidade na colheitadeira: o sistema “bi-rotor”, com um cilindro dentro do outro, girando em velocidades diferentes. Diversos testes foram realizados em parceria com a Universidade do Kansas; em um deles, o sistema atingiu 96% de separação contra 72% dos até então tradicionais estacionários da época.

O modelo original foi vendido em 2018 em um leilão como uma relíquia, juntamente com outras máquinas e a propriedade onde morava e trabalhava Mark Underwood, morto no ano anterior. Só o protótipo da XBR2 Bi-Rotor foi arrematado por US$ 22.000,00.

A carreira dos primos rendeu avanços para a agricultura americana e mundial. Para termos uma dimensão dos trabalhos dos inventores, no ano de 1995 foram vendidas 17 patentes de seus projetos para a John Deere.

O vencedor do leilão também é da área de máquinas agrícolas. David Hockemeyer, dono da empresa Peridot, afirmou para o site Successful Farming que deseja melhorar o desenho consagrado e até lançar um novo modelo.

Veja também: TRIBINE – A colheitadeira articulada feita em casa.


18 de fevereiro de 2016

As maiores colheitadeiras do mundo em 2016


Veja aqui o top de linha nas principais marcas do mercado mundial.

Este não é um post que pretende esgotar o assunto, muito menos favorecer esta ou aquela marca de máquinas agrícolas. A curiosidade sobre os maiores tratores, colheitadeiras, pulverizadores, plantadeiras e demais máquinas é grande no mercado e pelo menos uma vez por ano voltaremos ao tema aqui no Blog do Farmfor.

O rendimento de uma colheitadeira depende de muitos fatores e o que pode ser indispensável para um produtor talvez seja apenas gasto desnecessário para outro. Regiões com menor tempo disponível para colheita precisam de máquinas maiores, assim como empresas que trabalham com a terceirização de colheitas não medem esforços para ter o melhor equipamento que o dinheiro pode comprar.

No mundo real, produtores podem (e devem) levar na ponta do lápis o cálculo para a compra da colheitadeira correta. Tempo de propriedade, custo total, depreciação, manutenção e área de trabalho. Estas e outras variáveis devem revelar um custo por hectare colhido adequado ao plano de negócio da propriedade. Por último, nem sempre o melhor está disponível na região e sem assistência técnica o trabalho fica inviável. Vamos aos modelos:

S690, da John Deere

Motor de 550cv e tanque graneleiro de 14100 litros. Descarga de 135 litros por segundo. Site oficial

 

Lexion 780, da Claas

 

Motor Mercedes Benz de 540cv, tanque graneleiro de 12600 litros (opcional de 13500 litros). Site oficial, aqui.

 

CR10.90, da New Holland

 

 

Motor de 653cv max, tanque graneleiro de 14448 litros. Site oficial.

A CR10.90 é detentora do recorde mundial de “colheita de trigo em 8 horas”, com a marca de 797656 kg colhidos neste período. Confira no site do Guinness World Records

 

Axial-Flow® 9240, da Case IH

 

 

Motor de 625cv e tanque graneleiro de 14448 litros. Site oficial.

Não é preciso dizer que estes modelos trazem como itens de série ou opcionais o que existe de mais moderno em agricultura de precisão e até rádio por satélite. Cada marca tem sua especialidade e tradição em determinados pontos importantes em uma colheitadeira. Estas informações estão nos links oficiais. Deixamos de lado as plataformas (que merecem um post dedicado em outra ocasião).



Publicidade