Tag: TEAGASC

9 de abril de 2018

Qual é o tamanho do seu rebanho?


Técnicos da Irlanda definem o número máximo de animais por pessoa em uma propriedade sustentável.

 

Existe um número máximo de animais em uma propriedade leiteira gerenciáveis por uma única pessoa. A TEAGASC – Agriculture and Food Development Authority (uma espécie de EMATER da Irlanda) disse que, pelo menos na realidade daquele país, este número fica em 60.

Acima deste número, a propriedade não fica sustentável e a operação corre riscos, o proprietário trabalha demais e também gasta muito tempo nas atividades administrativas. O diagnóstico é baseado em um índice de horas/animais/ano de trabalho.

O número de 60 vacas por pessoa considera 50 horas por semana, durante um ano inteiro, em média. Acima de tudo, os técnicos apontam que propriedades tocadas por uma única pessoa nem deveriam existir, para o bom desenvolvimento da agricultura e pela garantia da qualidade de vida do homem do campo.

Veja mais no site do The Independent, na seção FARM Ireland (em inglês).


25 de maio de 2017

Tratores maiores causam mais acidentes e mortes


Acidentes com tomada de força estão diminuindo, enquanto atropelamentos e mortes estão aumentando. O alerta é de uma entidade agrícola irlandesa.

 

TEAGASC é uma entidade irlandesa que realiza pesquisas em agricultura, uma espécie de EMBRAPA misturada com EMATER naquele país.

Segundo alerta divulgado pela entidade, com o aumento do tamanho dos tratores nas propriedades, os pontos cegos destas máquinas estão provocando igualmente um aumento nos acidentes com morte por atropelamento ou esmagamento das vítimas, especialmente em pessoas mais velhas e crianças. Por outro lado, a melhora no desenho das tomadas de força proporcionou um significativo decréscimo dos acidentes com PTO.

Entre 2007 e 2016, 54 pessoas morreram em acidente com máquinas agrícolas na Irlanda, sendo 30 delas atropeladas os esmagadas. Com crianças, os atropelamentos por tratores estão no topo da causa de morte, mas os idosos ainda compartilham o perigo nas propriedades em acidentes com animais.

Os tratores estão mais seguros para os operadores, mas um perigo para os demais residentes das propriedades rurais. Falta de estrutura e cuidados contribuem para esta estatística. A entidade reforçou o pedido por cuidado nas manobras, uso de baixa velocidade em locais mais movimentados e a conferência constante sobre a localização das crianças. Todo cuidado é pouco.

Fabricantes de tratores deveriam copiar a Land Rover

 

https://youtu.be/L7j1daOk72c

 

A Land Rover tem um projeto de “capô transparente” para seus carros, para aumento de segurança. Uma câmera frontal na camionete gera imagens que são projetadas no vidro, permitindo ao motorista a visualização sem obstáculos da parte frontal do veículo. No mercado também já estão disponíveis kits para câmeras de ré avançadas. Enquanto nos sistemas tradicionais apenas uma câmera é instalada na traseira do veículo, no sistema novo 6 ou mais capturam imagens de todo o perímetro, gerando uma única cena com todos os obstáculos.

Enquanto isso, olho vivo e prudência no trator.



Publicidade