Tag: Onda de Calor

20 de julho de 2022

Governo português limita horário das colheitas e irrita agricultores


horário das colheitas

Situação de Alerta por conta da onda de calor e incêndios florestais coloca em risco a colheita de grãos e demais atividades agrícolas do país

horário das colheitas

Portugal e outros países da Europa passam por problemas climáticos, com uma onda de calor provocando mortes e incêndios florestais. Em Portugal, para diminuir os perigos, o governo decidiu limitar o horário de colheita das lavouras, impossibilitando o trabalho de grande parte dos produtores, já que é impossível colher nas primeiras horas da manhã por conta da umidade. As medidas irritaram os agricultores e a insatisfação está bem colocada em artigos da Confederação de Agricultores de Portugal.

O Despacho n.º 8513-A/2022 do governo português proibiu ou limitou diversas atividades durante a situação de emergência causada pelo calor e risco de incêndios. Entre avanços e recuos nas exigências, sobrou a determinação de uma “janela” para a colheita, entre 6h e 10h da manhã e 7h e 10h da noite. Depois, a janela matinal foi deslocada para o perído das 7h às 11h e a noturna das 18h às 23h.

A insatisfação com o horário das colheitas

Corre na internet rural a insatisfação dos produtores. Em um grupo agrícola do Facebook, um usuário desabafou:

Só um político é que acha que se consegue debulhar cereais nas primeiras horas da manhã. Recordo-me de muitos anos de seca e as debulhadoras sempre trabalharam e quem sabe as horas em que melhor se faz a debulha são os agricultores. Claro que sempre houve uma ou outra que se incendiou, mas foi pelo estado de degradação e não por andar a trabalhar em dias de calor. Vejam os inúteis em que andam a votar.

Saiba mais

Portugal em situação de alerta até quinta-feira, mas colheitas são entre as 7h e as 11h

Via Farmfor.



Publicidade