Tag: Estradas

23 de agosto de 2020

Agricultor faz obra em estrada por conta própria para salvar vidas no RS


Cruz Alta

Cansado de ver acidentes no asfalto da chamada “Curva da Morte”, o agricultor tomou a iniciativa de melhorar o acostamento por conta própria

Um agricultor da cidade de Cruz Alta, no RS, resolveu reformar por conta própria o acostamento do trecho da estrada conhecido como “Curva da Morte”. O apelido foi dado ao entroncamento da BR-377 com a ERS-223.

Segundo Fábio Marangon, o “Repórter das Estradas”, o agricultor Ivandro Bertolini retirou árvores e aterrou a área com recursos próprios:

https://www.facebook.com/fabio.marangon.982/videos/1188230864864339/

Essa é a visão do Agricultor Ivandro Bertolini sobre a Curva da morte uma vez que nesse trecho várias vidas se perderam.
Ha muitos anos vem acontecendo inúmeros tombamentos de caminhões e capotamento de carros neste lugar que era para se ter pelo menos um trevo uma vez que começa uma rodovia e a outra tem seguimento, portanto, um entroncamento. Sendo assim não havendo a obra foi simplesmente feito a ligação asfáltica criando uma curva perigosa que vem por anos e anos ceifando vidas.
Pela atitude de Ivandro Bertolini agora pelo menos se houver saida de pista os condutores não bateriam mais em árvores. Com recurso próprio fez a retirada das mesmas e também aterrou o local.
A visibilidade também é outro fator que melhorou.

Como era o trecho antes

Cruz Alta
Antes
Cruz Alta
Depois, ainda em obras.

É possivel ver o pedaço da estrada onde foi feita a obra no Google Street View neste link. A quantidade de arranhões no asfalto, marcas de freiadas e antigos acidentes fica bem evidente nas imagens.

Deixamos aqui o duplo parabéns para o agricultor de Cruz Alta que realizou a boa ação e para o radialista que contou a história para o mundo.


15 de agosto de 2020

Caterpillar 621B vira monumento em cidade do Pará


Caterpillar 621B

 

Scraper Caterpillar 621B foi instalada na rotatória de um trevo da cidade de Novo Repartimento, conhecida como a “Princesinha da Amazônia”.

Uma máquina virou monumento de destaque no Pará: a cidade de Novo Repartimento reformou o acesso a um bairro com uma rotatória ajardinada no meio do trevo, local que será o repouso final de uma Caterpillar 621B.

Vista aérea do trevo: foto da Prefeitura de Novo Repartimento.

A máquina dos anos 70, totalmente restaurada, simboliza os trabalhos na região para a abertura da famosa Transamazônica.

A inauguração teve festa, declarações apaixonadas dos políticos locais e até live pelo Facebook, na página oficial da Prefeitura no último dia 14 de agosto. Deusivaldo Silva Pimentel é o Prefeito Municipal.

https://www.facebook.com/prefeituranr/videos/931575664001607/

No vídeo abaixo (não relacionado), um pouco do trabalho de abertura de estradas nos anos 70, com muitas máquinas, em Minas Gerais. Dá para entender um pouco do espírito da época.

https://www.youtube.com/watch?v=AHFOe9dRj1Y

Veja também

Caterpillar no Lexicar Brasil.

Sobre a cidade

A história de Novo Repartimento é recente, porém uma história em que pesa o pouco tempo riquíssimo em fatos de muita luta. O município de Novo Repartimento pertence à microrregião de Tucuruí localizado na mesorregião do sudeste paraense, e nasceu de um lugarejo que deve seu nome ao Rio Repartimento, que banhava aquele povoado. Os registros datam como sendo o seu 1º morador, o Sr. Evaristo, que se instalou no povoado no início dos anos 70, devido a chegada da empresa Construtora Mendes Júnior, que veio ao Pará para construir a BR – 230, com o objetivo de ligar a Rodovia Transamazônica à Hidrelétrica de Tucuruí, e instalou-se a altura do Km 154. Surgia aí, o povoado Repartimento.

A Vila de Novo Repartimento, foi formada a partir dos estudos topográficos realizados pela Eletronorte, em 1980, onde esses estudos apontaram para a inundação do povoado Repartimento, que a partir daí, passa a ser chamado de Repartimento Velho e os moradores do então Repartimento, passaram a ser chamados de expropriados.

A Eletronorte construiu em 1980, a Vila a altura do Km 177 da Rodovia Transamazônica, fazendo entroncamento com a BR – 422, que ligava o povoado ao município de Tucuruí.

Via Site da Prefeitura de Novo Repartimento, PA.



Publicidade