Tag: Big-data

16 de novembro de 2017

O mundo tem 1,87 bilhão de hectares em lavouras


o mundo tem

Segundo o USGS (Serviço Geológico dos Estados Unidos) o mundo tem mais terra do que o previsto anteriormente.

O USGS revelou novos dados sobre a agricultura mundial. Através de uma coleta de dados baseada em imagens de satélite, muito big-data e uma ajudinha da NASA, o órgão do governo americano descobriu que o mundo tem 1,87 bilhão de hectares de lavouras, algo entre 15 e 20% acima do previsto anteriormente.

Brasil e seus vizinhos: em verde, as lavouras. Você pode brincar com o mapa neste link.

Foram corrigidos erros em levantamentos e a alta qualidade das imagens disponíveis hoje em dia revelaram áreas que nunca foram mapeadas. As maiores lavouras estão na Índia (179,8 milhões de hectares), EUA (167,8), China (165,2) e Rússia (155.8).

O Brasil aparece com 64,9 milhões de hectares. Um mapa interativo com a quantidade de área ocupada por lavouras e porcentagens em relação ao total mundial pode ser visto aqui.

Comunicado oficial da pesquisa, aqui.


1 de abril de 2016

Startup gaúcha desenvolve sistema de monitoramento para vacas


Startup Gaúcha

A empresa de Santa Maria, no RS, desenvolveu um “Plano de Saúde” para bovinos

 

Aqui no Blog já abordamos cases de empresas que criaram produtos para monitoramento de bovinos, como a irlandesa Moocall e a israelense Cattle-Watch. Agora chegou a vez de mostrar a iniciativa da Chip Inside, uma startup incubada na Universidade de Santa Maria, no Rio Grande do Sul que já conta com vários clientes.

Diferente da forma de trabalho de algumas empresas que só vendem os equipamentos para os produtores, a Chip Inside presta um serviço completo: fornece pequenas coleiras que são fixadas nos animais ao custo inicial de cerca de R$20,00 por unidade (aluguel mensal) e analisam os dados por elas gerados, retornando para os clientes a evolução deste animal ao longo do tempo, bem como gerando alarmes em possíveis anomalias. A entrada da vaca no cio, por exemplo, é alertada por conta da mudança de comportamento característica do evento. Até mesmo o WhatsApp é usado como meio de comunicação com os produtores.

Nos planos da empresa ainda estão o mercado de gado de corte e a ampliação da biblioteca de doenças que podem ser identificadas pelo comportamento monitorado.

O mercado é promissor

A análise de grandes quantidades de dados gerados por sensores na agricultura e pecuária está criando uma nova indústria, capaz de prever tendências de mercado, com a precisão destas análises crescendo na medida que mais e mais sensores são adicionados à rede. As aplicações para estas análises podem, no futuro, encontrar espaço na definição de preços e até mesmo na criação de políticas públicas.

Quando novas tecnologias de acesso à internet chegarem no campo, veremos uma expansão enorme destas empresas em um espaço de tempo muito curto. é bom saber que o Brasil está bem servido de investidores na área.

Página da empresa no Facebook.
Site oficial: chipinside.com.br/
Telefone: +55 (55) 3226-4825 (Santa Maria, RS).

Saiba mais sobre big data na agricultura neste link (em inglês).



Publicidade