potássio

Importamos quase todo o potássio usado no país, enquanto o nosso próprio mineral segue sem exploração adequada. O Brasil importa 92% de todo o potássio necessário para a nossa produção agrícola. Estes “heróicos” 8% saem de minas no estado do Amazonas e Sergipe (complexo Taquari-Vassouras, de propriedade da Petrobrás e arrendado para a Vale). Em 2014, foram consumidos 5,7 milhões de toneladas de potássio no Brasil. Maiores produtores de potássio em 2016 (MT) Canadá, Rússia, Bielorrússia, China, Alemanha, Jordânia, Israel, Chile, Espanha e Reino Unido,…Continue a ler “Os maiores produtores mundiais de potássio”

fosfato

Composição tem 150 vagões e atravessa o país com 15 mil toneladas do produto, da mina ao porto.   Nem só de petróleo vive a Arábia Saudita: a mineração também vem ganhando importância no país. Inaugurada em 2011, a linha férrea desenvolvida especialmente para o transporte de fosfato da mina Al-Jalamid, localizada no norte, até a usina de processamento no Golfo da Arábia, tem cerca de 1500 km e desloca 5 milhões de toneladas por ano do produto.   O trem que transporta o fosfato…Continue a ler “O fantástico trem do fosfato na Arábia Saudita”

O sistema é móvel e retira até 98% do fósforo em esterco bovino.   O fósforo no dejeto animal já é um problema ambiental sério nos Estados Unidos, responsável por 66% dos danos em rios e costas americanas. Pensando neste cenário, um time de cientistas da Universidade da Pensilvânia e do USDA desenvolveu o MAPHEX ( MAnure PHosphorus EXtraction), uma máquina capaz de remover o fósforo do esterco, principalmente bovino mas em testes para outros tipos de dejetos.     O sistema é móvel e…Continue a ler “Máquina que retira fósforo do esterco é patenteada nos EUA”

agricultores norte-coreanos

Uma nova onda de crimes rurais na ditadura norte-coreana expõe a calamidade do país   Não estamos falando sobre o bom e velho esterco. Fezes humanas viraram um produto valioso nas áreas rurais da Coréia do Norte e o roubo entre vizinhos já é uma prática comum. Por uma ordem expressa do próprio governo Kim Jong Un em 2014, os agricultores foram obrigados a adotar o “adubo de origem humana” nas lavouras, com o intuito de aumentar a produção e ser menos dependente de esterco…Continue a ler “Agricultores norte-coreanos estão roubando fezes para fertilizar as lavouras”

Cientistas do mundo todo querem usar o NPK que você joga fora, todo dia, como adubo.   A urina humana é composta por 95% de água e 2 % de uréia. Nos 3% restantes, estão fosfato, sulfato, amônia, magnésio, cálcio, ácido úrico, creatina, sódio, potássio e outros elementos. Cada pessoa joga fora cerca de 1 a 2 litros deste líquido turbinado por nutrientes, todo santo dia. São 500 litros por ano. Parece exótico demais, mas não são poucas as iniciativas científicas mundo afora tentando tornar…Continue a ler “Tem gente tentando usar urina humana como fertilizante. Seria viável?”