Ação quer melhorar vários setores para aumentar a segurança no campo, do armamento ao produtor até a melhora da cobertura de telefonia celular.


Segundo o facebook oficial da Frente Parlamentar, a iniciativa tem como objetivos propor medidas de repressão ao crime rural organizado, responsável por furtos, roubos e carneadas de animais, além de máquinas agrícolas, contrabando e falsificação de sementes e insumos, estelionato de produtores rurais, bem como apoiar a efetivação da Delegacia Especializada na Repressão aos Crimes Rurais e Abigeato, recentemente anunciada pela Governo do Estado.

O foco da FPCCA é integrar os diversos atores envolvidos pela segurança no campo, além de incentivar a investigação e repressão policial e o uso da inteligência no combate ao crime. Algumas como a telefonia rural e o direito à autodefesa (revogação do Estatuto do Desarmamento) serão pauta.

O roteiro da Frente Parlamentar de Combate aos Crimes Agropecuários terá uma agenda de reuniões de trabalho que deve percorrer diferentes regiões do Estado. Queremos a participação de produtores, entidades, dos diversos setores do Estado e Assembleia Legislativa na discussão deste tema.

A primeira reunião da Frente está marcada para o dia 28 de setembro e você pode acompanhar as notícias pelo evento oficial no facebook.