2 de março de 2021

Gruzovikus, o caminhão russo elétrico e totalmente autônomo


Gruzovikus

Gruzovikus

Quem vai bater pneu?

O Gruzovikus é o conceito de um caminhão totalmente elétrico e autônomo criado pelo estúdio de design art lebedev, da Rússia. A empresa foi fundada em 1995 e tem escritórios nos EUA, Reino Unido e Ucrânia, com mais de 300 funcionários e 4482 projetos no portfolio.

Gruzovikus em imagens

Gruzovikus

Gruzovikus

caminhão elétrico russo

O caminhão, sem uma cabine para motorista, é equipado com uma enorme tela OLED na parte frontal e um desenho que desvia o fluxo de ar das laterais da carga. Por dentro, computadores , tecnologia de visão computadorizada, lasers, radar e diversos sensores fazem toda a leitura da estrada para tocar o bruto sozinho no trecho. A promessa? Redução de custos com mais tempo de viagem sem paradas, controle central e livre de emissões.

Por outro lado, não faltam estudos na internet sobre o impacto dos caminhões elétricos e autônomos nas cidades do interior e toda a economia que gira em torno da prestação de serviços para a indústria, do posto de combustíveis com restaurante até hotéis de beira de estrada. No mínimo, desviará a força de trabalho para outras funções e locais, em um futuro próximo.

Veja também

City planners eye self-driving vehicles to correct mistakes of the 20th-century auto 

Caminhão elétrico da Tesla Motors é lançado


1 de março de 2021

Quais foram os dez melhores tratores de todos os tempos?


dez melhores tratores

Dez Melhores Tratores (segundo um site americano)

dez melhores tratores

O mesmo finado site que compilou a lista com os dez piores tratores já fabricados no mundo também listou os dez melhores tratores de todos os tempos. Outra vez, reforçamos que o levantamento não possui valor científico e foi baseado em comentários de usuários americanos na Internet e dentro dos critérios popularidade, influência e inovação.

Vamos aos escolhidos, em ordem decrescente!

10. Trator Ford 9N

ford 9n farmfor

O Ford 9N foi fabricado entre 1939 e 1942, com motor de 16 hp. Também conhecido como Ford-Ferguson, foi o primeiro trator de linha com engate hidráulico de três pontos, com projeto de Harry Ferguson.

9. Trator Massey Ferguson 135

massey ferguson 135

O MF 135 foi fabricado entre 1964 e 1975, com motor de 45 hp. Foi o trator Massey Ferguson mais popular nos EUA, figurando entre todas as marcas como um dos melhores em sua época. Uma combinação ideal de durabilidade, simplicidade e preço baixo.

8. Trator John Deere 4440

john deere 4440

Fabricado entre os anos 1978 e 1982, o John Deere 4440 tinha motor de 112 hp e 130 hp no PTO. Foi o trator John Deere mais popular da série Iron Horse. Bom de potência para o peso total em relação a outros modelos, motor confiável e ótima transmissão completavam o pacote.

7. Trator Oliver 70

oliver 70

O Oliver 70 foi fabricado entre 1935 e 1948 com um motor de 28 hp. Líder em vendas após a Grande Depressão nos EUA, era durável, tinha potência e um design inovador.

6. Trator Farmall M

Farmall M

Fabricado entre 1939 e 1952, tinha 33 hp de potência. Um dos mais populares tratores Farmall da série “com letras”, com mais 290 mil unidades produzidas.

5. Trator Ford 8N

Ford 8N

O Ford 8N foi fabricado entre 1947 e 1953. Tinha motor de 21 hp e é considerado o trator americano mais popular de todos os tempos, com mais de 524 mil unidades produzidas. Foi um “upgrade” potência e design do seu antecessor, o Ford 9N. Era barato e confiável e ainda dizem que foi o trator que mais substituiu cavalos na história.

4. Trator Ferguson TE-20

Ferguson TE-20

Produzido entre 1946 e 1956, tinha 20 hp de potência. Popularizou o sistema hidráulico de três pontos de Harry Ferguson no mundo inteiro. Foi fabricado primeiro na Inglaterra e posteriormente nos EUA com o nome TO-20. Mais de 516 mil unidades foram fabricadas e exportadas para todo o Império Britânico, sendo um dos pioneiros na mecanização agrícola mundial. Nós já falamos aqui de um parente dele, o Ferguson TO-30.

3. Trator Fordson Model F

Este senhor de respeito foi fabricado entre 1917 e 1928. Com seus 12 hp, é considerado por muitos como o trator mais importante já fabricado. Foi o primeiro trator acessível para os agricultores por conta dos métodos de fabricação com as técnicas de produção em massa da Ford. Mais de 755 mil unidades foram fabricadas e exportadas para o mundo inteiro.

Fordson Model F na Rússia em 1929.

2. Trator Farmall Regular

Farmall RegularFabricado entre 1924 e 1932, tinha um motorzinho de 13 hp e um design revolucionário para a época que foi copiado por diversas marcas por décadas. Mais de 134 mil unidades foram fabricadas. Um grande influenciador da indústria.

1. Trator John Deere 4020

john deere 4020

O campeão da lista foi fabricado entre 1963 e 1972, com motor de 83 hp. Foi o modelo mais popular da série “New Generation” e que projetou a John Deere, dando o primeiro passo para o avanço da marca no design dos seus tratores, servindo de modelo de potência e projeto para o futuro. 

Menções honrosas da lista, fora dos TOP 10:

O site também considera os modelos Farmall H, Deutz F1M414, Allis-Chalmers D19, John Deere A e o  IH Farmall 1206 tratores que merecem uma lembrança.

A Lista dos TOP 10, em vídeo:


1 de março de 2021

Trator a gás da New Holland entrará será vendido ainda em 2021


trator a gás

trator a gás

Trator a gás da New Holland vai virar realidade

Depois de aparecer na Agritechnica em 2019, o trator T6 movido a gás metano da New Holland entrará definitivamente no mercado ainda este ano, conforme notícia no site da empresa, repercutida em sites especializados.

Clientes selecionados vão receber o trator na Alemanha, França, Itália, Reino Unido e Benelux, mercados onde a cultura da produção do biogás está avançada. A New Holland desenvolveu um modelo de propriedade com independência quando o assunto é energia, capaz de produzir o próprio combustível em ciclo fechado, ficando neutra em emissões de carbono ou até mesmo negativa.

Acima: vídeo do T6 movido a gás metano.

O controle de emissões está no centro das atenções no agro europeu e ainda vai gerar muitos debates (e tratores nas ruas das capitais), não pela viabilidade de algumas máquinas mas pela obrigatoriedade da conta do carbono emitido nas propriedades rurais “fechar” com as metas criadas na União Europeia. Futuramente, quem sair da linha poderá até mesmo perder alguns subsídios.

Veja também: Agricultores cercam Berlim e colocam 5000 tratores nas ruas da capital.

trator a gás

Metano: o tanque de gás vai engatado na frente do trator.

trator a gás

Acima: vídeo do canal Agrimoto, mostrando o T6 mais de perto, por dentro e por fora.

O trator T6 a gás da New Holland promete a mesma potência, torque e durabilidade, 30% de redução nos custos operacionais e 80% de redução na emissão de poluentes. O motor é FPT, 180 cv.

Quanto custa gerar metano na propriedade?

Na realidade da Europa, um exemplo – que vai além da simples geração do gás –  pode ser visto nesta boa reportagem do site Farmers Weekly, onde um produtor pioneiro chamado Stephen Temple mostra o seu sistema (e como ele aproveita e gerencia a produção) que custou a bacatela de 900 mil libras.


27 de fevereiro de 2021

Quais foram os dez piores tratores já fabricados no mundo?


dez piores tratores

dez piores tratores

Os dez piores tratores já fabricados

O site Brush Country Farm (que já não está entre nós) compilou uma lista com os dez piores tratores já fabricados, baseada em depoimentos de usuários e comunidade agrícola em geral publicados em fóruns da internet e redes sociais. Os dados foram coletados em 2018 e um vídeo ainda publicado no Youtube deixou o listão eternizado para quem quiser conferir.

Vamos reproduzir aqui a lista, em ordem decrescente. No final, a pior bucha já fabricada pela indústria de máquinas agrícolas. É bom saber que o listão não tem respaldo científico e não queremos ofender as marcas (existentes ou já falecidas), trata-se apenas de curiosidade levantada pelo site.

10. Allis Chalmers 190XT

allis chalmersFabricado entre 1964 e 1971, motor de 79 hp. Conhecido por estourar os anéis de vedação e ser péssimo para conduzir. Foto: Mecum Auctions.

9. Case 1070

Fabricado entre 1970 e 1978. Motor de 91 hp. Péssima transmissão.

8. Oliver 1250

Motor a gasolina (mesmo do Cockschutt 1250). Fabricado entre 1963 e 1965. 35 hp no PTO. O ódio? construído com peças que sobraram da Segunda Guerra Mundial que não eram muito boas.

7. Massey Ferguson 1805

Fabricado entre 1974 e 1077, motor de 162 hp. Conhecido por ser muito barulhento e estourar as juntas do motor.

6. International Harvester 3588

Fabricado entre 1978 e 1981, 126 hp. Segundo o site, uma grande ideia com uma péssima execução.

5. John Deere MT

Fabricado entre 1949 e 1952, 18 hp. Fraco de motor.

4. Oliver 1450 (igual ao Cockschutt 1450)

Oliver 1450

Fabricado entre 1967 e 1969, 55 hp no PTO. Juntas que vazavam, difícil reparo e poucas peças disponíveis no mercado.

3. Farmall 560

Fabricado entre 1958 e 1963, 53 hp. Ruim de transmissão e conhecido como “o trator que matou a IH”.

2. John Deere 2010

Fabricado entre 1960 e 1965, 39 hp. Problemas hidráulicos e motor fraco.

O Número 1: Ford 6000, o pior trator de todos os tempos!

pior trator do mundo

Fabricado entre 1961 e 1964, 59 hp. Tinha uma transmissão chamada Select-O-Speed que falhava o tempo inteiro.

Este foi o listão compilado em 2018. Abaixo, a versão em vídeo para quem quiser conferir:

Chegou até aqui? Não esqueça de participar do nosso canal no Telegram: basta acessar o link https://t.me/blogdofarmfor para entrar.


22 de fevereiro de 2021

Site diz que John Deere mentiu durante anos para os agricultores


john deere mentiu

john deere repair motherboard

A John Deere mentiu para os clientes sobre a facilitação do acesso aos tratores para manutenção. A constatação é fruto de uma investigação do site Motherboard que supostamente revelou as promessas da gigante das máquinas agrícolas em 2018 (leiam A briga entre agricultores e a John Deere virou documentário), no auge dos conflitos do movimento Right to Repair.

A John Deere teria prometido, através de representantes dela e de outras marcas, que deixaria mais acessível o uso de ferramentas de software para reparo e diagnóstico, começando em janeiro de 2021. Tudo está documentado aqui (em inglês) em uma espécie de carta de princípios.

Resumidamente (em uma tradução simples), a carta diz:

Na medida em que ainda não estiverem disponíveis, as informações de manutenção, diagnóstico e reparo listadas abaixo serão disponibilizadas aos usuários finais por meio de revendedores agrícolas autorizados em termos justos e razoáveis, começando com tratores e colheitadeiras colocadas em serviço em ou após 1º de janeiro de 2021.

Os usuários finais também poderão comprar ou alugar ferramentas de diagnóstico por meio de revendedores agrícolas autorizados. Certas informações e ferramentas poderão estar disponíveis mais cedo. Os revendedores agrícolas estão empenhados em fornecer acesso a:

• Manuais (Operador, Peças, Serviço);
• Guias de produtos;
• Demonstrações de serviço do produto, Treinamento, Seminários ou Clínicas;
• Informações de gerenciamento de frota;
• Diagnóstico On-Board via porta de diagnóstico ou wireless interface;
• Serviço de Diagnóstico Eletrônico de Ferramentas de Campo e treinamento sobre como usa-las;
• Outras publicações com informações sobre serviço, peças, operação e segurança.

Usando essas informações e essas ferramentas, que estarão disponíveis para compra, aluguel ou assinatura de revendedores, os agricultores serão capazes de identificar e reparar vários problemas que possam encontrar em seus equipamentos. FWEDA e CFBF suportam a capacidade dos usuários de equipamentos de manter, diagnosticar e reparar suas máquinas. No entanto, a capacidade de diagnosticar e reparar não significa o direito de modificar. Por segurança, durabilidade, motivos ambientais e de responsabilidade, informações e ferramentas de diagnóstico e reparo não permitirão que os consumidores façam o seguinte:

• Reinicialize um sistema imobilizador ou eletrônicos relacionados à segurança módulos;
• Reprogramar qualquer eletrônico unidades de processamento ou controle do motor unidades;
• Mudar qualquer equipamento ou configurações do motor afetando negativamente emissões ou conformidade de segurança;
• Baixe ou acesse a fonte código de qualquer proprietário incorporado software ou código.

Em função do conflito entre agricultores e a John Deere na época – muitos recorriam a softwares piratas para quebrar o código do trator e realizar manutenção – alguns estados americanos chegaram a planejar a criação de leis que obrigassem a John Deere a abandonar a ideia de bloquear eletronicamente a manutenção dos tratores, mas o comprometimento da empresa e a promessa da carta acalmaram os ânimos.

john deere mentiuJohn Deere mentiu?

Três anos depois, as coisas continuaram da mesma maneira. Para comprovar, o site Motherboard se fez passar por cliente e ligou para diversas revendas John Deere nos EUA, tentando comprar as ferramentas de software para liberação dos tratores., todas negaram a venda de imediato, deram uma enrolada ou disseram que só as autorizadas poderiam ter acesso a estes sistemas. O mesmo procedimento foi realizado também por um defensor do movimento Right To Repair, Kevin O’Reilly, mas com 11 revendas. Um relatório sobre esta pesquisa está disponível em inglês neste link.

Este novo capítulo da briga entre a John Deere o seus usuários deverá agitar o mercado. Talvez as partes fiquem no meio do caminho entre a liberdade para dar manutenção no próprio trator sem precisar ligar para a revenda, ficar dias inteiros parado e gastar milhares de dólares e a proteção da propriedade intelectual da empresa que investiu tempo e recursos no desenvolvimento dos produtos.

 

Veja também

Why American Farmers Are Hacking Their Tractors With Ukrainian Firmware

John Deere Lied For Years About Making Its Tractors Easier To Service

 


21 de fevereiro de 2021

Texas: empresas que adotaram empilhadeiras elétricas ficaram na mão


empilhadeiras elétricas

empilhadeiras elétricas

A tempestade que levou temperaturas extremas para os Estados Unidos e México fez um estrago enorme no Texas para diversos setores da economia, mas quem resolveu adotar empilhadeiras elétricas (sem um plano B) foi ainda mais prejudicado. Com os apagões de vários dias, produtos ficaram nos armazéns, sem condições de serem carregados nos caminhões e seguir caminho nas estradas ainda abertas.

A tecnologia é boa, tem suas vantagens quanto às emissões e ruídos, especialmente em ambientes especiais. Mas sem um plano de contingência com geradores usando o bom e velho combustível fóssil, o resultado é máquina parada até que “volte a luz”.

O presidente da Associação Internacional de Produtores do Texas disse para o site especializado Freight Waves que as baixas temperaturas vão afetar toda a indústria da região do Vale Rio Grande que que os apagões foram um grande problema, já que muitas empilhadeiras agora são elétricas e não tem como carregar nesta situação. A energia começou a voltar na última quarta-feira na região.

Citricultores sofreram com a tempestade

Cerca de 55% da produção de cítricos do Texas já estava colhida quando a tempestade chegou, ocasionando a perda total no restante. Via Growing Produce.


20 de fevereiro de 2021

Pedaços de avião comercial caem do céu nos Estados Unidos


Pedaços de avião

Pedaços de avião

Pedaços de avião caíram dos céus na região metropolitana de Denver, no estado americano do Colorado. As peças, principalmente do motor se espalharam por uma grande área incluindo residências, campos de futebol, ruas de bairro e áreas rurais. Ninguém ficou ferido, por incrível que pareça.

As peças são de um voo da United Airlines que iria de Denver para Honolulu. O avião Boeing 777 tinha 231 passageiros e conseguiu pousar tranquilamente com apenas um motor (enquanto era possível ver o outro queimando na asa, através da janela). 

peças de avião

 

Este vídeo mostra o momento exato da explosão do motor:

Aqui, a terrível visão dos passageiros:

Veja mais

Debris Falls From The Sky Near Denver After Flight Suffers Engine Failure


19 de fevereiro de 2021

Ford F-150 é usada como gerador pelas vítimas da tempestade no Texas


Ford F-150

Ford F-150 salvando o dia (e a noite) no Texas.

Parece um elaborado golpe de marketing no meio de uma tragédia, mas não é. Proprietários da Ford F-15o estão postando nas redes sociais e fóruns de fordistas da internet imagens e histórias sobre como o veículo está salvando a vida das famílias durante os blecautes no estado (Leia Deep Freeze – o inferno gelado que tomou conta do Texas).

pro power onboard

A Ford F-150 tem um opcional parrudo para a geração de energia chamado Pro Power Onboard, com versões capazes de gerar até 7200 Watts de energia através de tomadas instaladas na caçamba (disponível nos modelos com motor 3.5L EcoBoostV6). Os usuários estão aproveitando as tomadas para ligar geladeiras, pequenos eletrodomésticos, aquecedores e iluminação nas residências, já que muitas cidades estão sem energia por um longo período. O recurso tem uma potência superior a de muitos geradores domésticos a gasolina, além de operar quase no silêncio.

O usuário Randy Jones, aposentado de 66 anos, postou imagens do quebra-galho com cafeteira e geladeira devidamente alimentadas pela camionete.

cafeteira geladeira pro power

O aposentado que mora na cidade de Katy, no Texas, disse para o site Detroit Free Press que comprou a versão da camionete com gerador pensando nos furacões que frequentemente atacam a região. O Deep Freeze repentino acabou mostrando a utilidade do opcional muito mais cedo. O arranjo com a extensão e os eletrodomésticos ficou ligado por três dias. De quebra, além de ter café e alimentos conservados, o homem ainda carrega os celulares da vizinhança.

Pro Power

Acima: o Pro Power tem um aplicativo para celular que mostra a carga utilizada pelo sistema em cada tomada.

Executivo da Ford, alegre com o marketing gratuito proporcionado pelos proprietários da Ford F-150 durante a tempestade em sua conta no Twitter.

Para quem está curioso, a Ford F-150 é vendida em várias versões nos EUA, com preços que começam em US$ 28,940. No Brasil, nem é bom pensar.

Veja também


18 de fevereiro de 2021

Deep Freeze – o inferno gelado que tomou conta do Texas


deep freeze

Deep Freeze – a Tempestade Invernal Uri vem atacando severamente os Estados Unidos e o México, causando uma onda de frio sem precedentes para algumas regiões e de forma muito rápida. O Texas está um caos, com temperaturas na casa dos -26C (sim, menos 26 graus Celsius). A tempestade atingiu os EUA com mais força entre 12 e 16 de fevereiro.

deep freeze

A foto acima ilustra muito bem a situação: na localidade de Goodnight, no Texas, uma vaca de 700kg está de pé na água congelada de um bebedouro. Os créditos são da ouvinte Jerell Key, da KTXS.

O frio provocou diversos problemas na rede de distribuição de energia elétrica do Texas, causando um blecaute que durou várias horas ou dias, deixando a população em casa sem aquecimento, os canos dágua congelados e as estradas com acesso dificultado. Os hospitais estão recebendo muitos pacientes intoxicados por monóxido de carbono e hipotermia. Pelo país, mais de 20 mortes causadas pelo frio já foram confirmadas.

Gambiarra pela sobrevivência: morador usa o aquecimento do carro para levar ar quente até a residência.

O Deep Freeze e o debate sobre as energias limpas no Texas

A tempestade (e seus problemas) dispararam todo tipo de debate nos EUA, da qualidade do gerenciamento do sistema de energia até os possíveis erros do Electric Reliability Council of Texas (ERCOT), uma espécie de operador que gerencia todo o fluxo entre geradores de energia e consumidores residenciais ou industriais.

Janeiro é o mês mais frio do ano no Texas e costuma ter temperaturas mais altas entre 11C e 21C e as mais baixas entre -5C e 11C. O volume de chuvas no mês fica entre 25 e 50 mm. Fevereiro já é mais ameno – no geral entre -3C e 24C – com ocorrência de neve apenas nas montanhas.

E esta normalidade foi quebrada pelas temperaturas congelantes da Uri. Na realidade, ninguém está acostumado a situações como esta na região, seja no vestuário, preparação, cultura ou toda a infraestrutura.

Ventilador de teto congelado em residência. Foto: Thomas Black no Twitter.

Com o frio, a demanda por energia elétrica aumentou muito, forçando os operadores a adotarem blecautes em forma de rodízio. O gelo congelou as turbinas eólicas, comprometendo cerca de 50% da sua capacidade (que por si só responde por 25% de todas as opções energéticas do estado nesta época do ano).

Os sistemas de geração a gás também foram comprometidos por falta de investimento em equipamentos de proteção para baixas temperaturas. Sem trocadilho, foi a tempestade perfeita. Pra piorar, alguns especialistas apontam que o Texas não consegue receber energia de outros estados por ter uma rede de distribuição muito isolada. Um resumo da guerra midiática entre esquerda e direita pode ser visto no site Carbon Brief.

O Agro também sofre

A situação está prejudicando a logística para qualquer coisa, mas os embarques de grãos pelo Golfo do México estão sofrendo com os atrasos. Os produtores de cítricos estão observando congelamento interno dos frutos no pé e os pecuaristas estão sem água, alimentação e aquecimento para os animais. Uma tragédia.

Saiba mais

Coletânea de fotos da crise no Texas no site The Straits Times.

Why the Deep Freeze Caused Texas to Lose Power (Scientific American).

 

 


17 de fevereiro de 2021

Trator – a coleção completa do Blog do Farmfor sobre o assunto


trator

Trator é no Blog do Farmfor!

Uma super seleção de postagens do Blog do Farmfor com o tema Trator, publicadas desde o início do site. Encontre aqui o seu trator dos sonhos

 

Trator Zetor, by Pininfarina. Uma super máquina!

O Pininfarina é um escritório de design, famoso pelo desenvolvimento de diversos modelos para a Ferrari. O que começou como uma pequena fábrica de carrocerias nos anos 30, evoluiu para uma marca mundial de design que foi muito além do setor de veículos, com trabalhos também em arquitetura, embalagens e marcas para empresas.

Trator Schlüter Profi Trac 5000 TVL

A Anton Schlüter München (ou apenas Schlüter) foi fundada na Alemanha em 1898, para a produção de motores diversos. Em 1937, a empresa passou a fabricar também tratores e atravessou a Segunda Guerra Mundial desenvolvendo modelos de pequeno porte movidos por gás de madeira (por conta da falta de combustíveis no período).

Trator Case IH Magnum 315 pega fogo no meio da lavoura

Trator ficou completamente destruído em incêndio que deixou um rastro de fumaça visível a quilômetros de distância. Ninguém se feriu.

John Deere: novidades nos modelos 8R e 9R para 2019

Em 2019, os tratores John Deere modelos 8R e 8RT serão equipados de série com a cabine CommandView III Premium, equipadas com o sistema de suspensão AirCushion. O tanque de combustível ganha 6% a mais de volume e passa a receber 803 litros e o tanque de ARLA (DEF) passa para 28,7 litros. A suspenção dianteira também vai ganhar um reforço.

Trator International Harvester 7488, uma obra de arte

A história da International Harvester daria um livro de tão complexa e aqui vamos mostrar o 7488, modelo de trator desenvolvido bem na época da fusão das marcas JICase e IH, que formaram a Case IH que conhecemos até hoje (ainda que tenha passado por muitas mãos). Aliás, a fusão e venda para a Tenneco foi o motivo do sepultamento da produção da então chamada “Série Super 70 2+2” da International, resultando em apenas 19 modelos 7288 e 16 7488 fabricados.

Trator Valtra T174 tunado é exibido na LAMMA 2019

A LAMMA é a maior feira agrícola do Reino Unido (a sigla significa
Lincolnshire Agricultural Machinery Manufacturers Association, ou Associação dos Fabricantes de Máquinas Agrícolas de Lincolnshire) e edição 2019 acontece agora, na cidade de Birmingham. É também a primeira edição da feira em um centro de eventos totalmente coberto.

Valtra traz o novo BH224 HiTech para a Feacoop 2019

Bebedouro (SP), 26 de julho de 2019 – Valorizando seu fiel público do setor sucroalcooleiro, a Valtra, referência global em fabricação de máquinas agrícolas, vai realizar o pré-lançamento de um dos novos tratores da marca, o BH224 HiTech, na Feacoop 2019. Junto com o BH214 HiTech, o lançamento complementa o portfólio da consagrada Linha BH HiTech Geração 4. Com 210 cv e 220 cv, e motor de 6 cilindros, as novas máquinas combinam mais potência e tecnologia, com a transmissão Powershift, e atende diferentes perfis de agricultores. A Feacoop acontece em Bebedouro (SP), de 29 de julho a 1 de agosto.

Trator Case IH Quadtrac volta para a fábrica e vira peça de museu

Case IH Quadtrac
Um trator Case IH Steiger Quadtrac 9370 fabricado em 1996 foi comprado de volta pela fabricante para virar peça de museu na fábrica da cidade de Fargo, Dakota do Norte, nos Estados Unidos.

Trator International Harvester Acremaster, o gigante australiano

Fundada em 1975 na cidade de Merredin por Laurie Philips, a empresa construiu e vendeu modelos próprios com a marca Philips-Merredin ou apenas Philips. Em 1984, foi vendida para Don Zanetic e mais tarde para a Horwood Bagshaw. No final, o fundador foi trabalhar com o fabricante de tratores articulados Phoenix. Os dados são do Tractor Fandom.

Trator CASE IH Steiger Quadtrac 620: Um dos maiores tratores do mundo

Quem tem US$600 mil para gastar em um trator, não se importa em colocar alguns acessórios na máquina, como cabine de luxo, luzes especiais e um sistema de navegação dos mais precisos do mercado. No site da CASE IH, escolher estes opcionais para o Steiger Quadtrac 620 não custa nada. Você pode vasculhar estes e outros itens e atingir o preço máximo. Nós paramos em US$ 641,828.00, mas dá para ir mais adiante na brincadeira.

Trator Valtra T234 é o trator mais rápido do mundo

Imaginem um trator de 7 toneladas correndo muito, na neve. Assim foi medida a velocidade deste Valtra.

Kirovets, o Histórico Trator Russo

Fabricado deste os anos 60, o trator Kirovets é um símbolo nacional, remodelado nos anos 90 e vendido em diversos países.

Quando um não é suficiente – Tratores duplos, triplos e outras gambiarras

Quando postamos curiosidades sobre máquinas agrícolas e entre elas estão alguns modelos de tratores duplos (literalmente dois tratores do mesmo modelo unidos em um único veículo), logo algum leitor comenta no Facebook que se trata de montagem. Não é.

Desde 1893, a fábrica é parte da história da Polônia e já foi estatizada, destruída, passou por guerras e hoje resiste, produzindo máquinas e implementos agrícolas.

 

5000 milhas em tratores New Holland, pela caridade

 

Dois apaixonados por tratores vão cruzar a Inglaterra e a Irlanda durante 51 dias, promovendo a marca e angariando fundos para instituições de caridade.

 

As gurias que comandam tratores Massey e outros vídeos de Stuart Dubois

O artista produz diversos vídeos com a temática agrícola em seu canal do Youtube

Participe do canal do Farmfor no Telegram. Acesse https://t.me/blogdofarmfor


17 de fevereiro de 2021

Touro chifrudo Cowboy Tuff Chex é campeão na categoria


touro chifrudo

touro chifrudo

A postagem sobre o Boi Mais Chifrudo do Mundo sempre fez muito sucesso aqui no blog. Para fazer justiça, precisamos deixar registrado também quem é o Touro mais chifrudo do mundo.

Cowboy Tuff Chex, um touro da raça Texas Longhorn, entrou para o Livro dos Recordes na edição de 2020 como o possuidor dos chifres mais longos do mundo, medindo nada mais nada menos que 262,5 cm. Tanto chifre e fama vem com um custo: o animal foi avaliado em US$ 500 mil dólares. Em dinheiro de hoje, algo em torno de R$ 2,7 milhões. O dose de sêmen do Chex é vendida por US$ 300,00.

boi chifrudo

O touro nasceu na cidade de Overbrook, no estado do Alabama e se mudou para o Texas no ano de 2017. Depois de muitas exibições nos circuitos dos criadores da raça, veio o merecido reconhecimento.

 

Cowboy Tuff Chex, a Texas Longhorn bull has achieved the longest horn spread on a bull living with horns measuring at a length of 8.6 feet or 262.5 centimeters! That is larger than a large-sized Christmas tree! Literally HOLY COW!

Ranchers Richard and Jeanne Filip acquired Cowboy Tuff Chex from an auction at Hudson Valentine Longhorn Auctions in Fort Worth, Texas, USA, and they even had to purchase the widest legal cattle trailer to ensure a secure and protected transportation of their prized bull.

Cowboy Tuff Chex currently happily resides on the Filip’s ranch, Bentwood Ranch, in Fayetteville, Texas relaxing in nearby ponds and spending his days in lush green pastures.

Get ready to see more outstanding record-breaking titles just Cowboy Tuff Chex by joining in the celebrations for Guinness World Records (GWR) Day on 18 November 2020!

 

Touro Chifrudo – Saiba mais

 

COWBOY TUFF CHEX (Site Oficial)


15 de fevereiro de 2021

Hero Pay – o auxílio emergencial imposto por uma cidade americana


hero pay

hero pay

O Hero Pay é uma espécie de auxílio emergencial imposto na marra por uma cidade nos Estados Unidos e está gerando revolta nos empresários e a alegria de sindicatos e beneficiados.

Coachella, no estado da Califórnia, está forçando por lei (lá a coisa é mais local) os empresários das farmácias, agricultura, supermercados e restaurantes a pagarem um adicional de US$ 4 por hora trabalhada para os seus trabalhadores, considerando que todos estes setores estão mais vulneráveis ao COVID-19. O benefício deverá durar 120 dias.

A situação já é bem complicada para todos, com a baixa nas vendas – especialmente dos produtos agrícolas – e o investimento já realizado em equipamentos de segurança. Então vem o governo e força as empresas pela lei a pagarem mais aos funcionários. Todos os representantes (sindicatos empresariais) dos ramos “intimados” a pagar mais já processaram a cidade.

hero pay

É a primeira cidade do país a adotar o chamado hero pay. A obrigatoriedade é para empresas com mais de 300 empregados entre todas as filiais espalhadas pelo país ou mais de 5 na cidade. A região de Coachella tem cerca de 8000 trabalhadores rurais, 30% deles morando na cidade.

Só faltou combinar com as leis básicas da economia. Lá vem desemprego e preços altos dos produtos. Afinal, alguém deverá pagar a conta na cada vez mais socialista Califórnia.

Hero Pay – Saiba mais

California city becomes first in the nation to give ‘hero pay’ to farmworkers, other essential employees 


14 de fevereiro de 2021

Bill Gates quer que países ricos consumam apenas carne sintética


Bill Gates quer

Bill Gates quer

Bill Gates quer carne de laboratório no prato dos ricos

Bill Gates quer arranjar encrenca com os pecuaristas. O bilionário fundador da Microsof, pai do sistema operacional Windows, dono de um pedaço da John Deere e também de uma enorme quantidade de terras nos Estados Unidos, fez declarações pesadas para o jornalista James Temple, da revista MIT Technology Review, sobre formas de se combater o Aquecimento Global.

O bilionário está lançando um novo livro com o título Como evitar um desastre climático: As inovações que temos e as inovações necessárias (link na Amazon), dando suas ideias para o combate das mudanças climáticas no planeta. Quando indagado sobre a produção de alimentos, a poluição gerada pela pecuária e fertilizantes e a produção de carne sintética, respondeu:

Para a África e outros países pobres, teremos que usar a genética animal para aumentar drasticamente a quantidade de carne bovina por emissão para eles. Estranhamente, o gado dos EUA, por ser tão produtivo, as emissões por quilo de carne bovina são dramaticamente menores do que as emissões por quilo na África. E como parte do trabalho da Fundação Bill e Melinda Gates, estamos tirando proveito do gado africano, o que significa que eles podem sobreviver no calor e cruzar a produtividade monstruosa tanto do lado da carne quanto do leite do elite das linhas de carne bovina dos EUA.

Então, não, não acho que os 80 países mais pobres comerão carne sintética. Eu realmente acho que todos os países ricos deveriam mudar para carne 100% sintética. Você pode se acostumar com a diferença de sabor, e a alegação é que eles vão tornar o sabor ainda melhor com o tempo. Eventualmente, esse prêmio verde é modesto o suficiente para que você possa meio que mudar o comportamento das pessoas ou usar a regulamentação para mudar totalmente a demanda.

Portanto, para a carne nos países de renda média e superior, acho que é possível. Mas é um daqueles onde, uau, você tem que rastrear todos os anos e ver, e a política [é um desafio]. Existem todas essas contas que dizem que tem que ser chamado, basicamente, lixo de laboratório para ser vendido. Eles não querem que usemos o rótulo de carne bovina.

Bill Gates e Warren Buffet batendo um lanchinho em restaurante dos EUA no dia em que o VR entrou.

Os destaques no texto são nossos. Vale lembrar que o Brasil está entre os 25 países mais ricos do mundo e também é o maior produtos de carne do planeta. Uma vez aplicada a recomendação do bilionário com está colocada, teríamos sérios problemas econômicos. Não podemos esquecer também que Bill é investidor (adivinha?) de uma empresa que pesquisa e produz alternativas em carne sintética. O leitor do Blog do Farmfor ficou sabendo deste detalhe em fevereiro de 2018 em “Carne sintética desafia pecuaristas americanos“.

O filme O Demolidor virando realidade

“O contato físico não existe, dizer palavrão é crime, a comida é naturalista e todos são corretos, falsamente simpáticos e inclusivos. Um mundo orientado e individualmente doente, onde quem tenta viver com autoconsciência é criminalizado pelo Estado onipresente.” – Este é o quadro no filme O Demolidor, bem explicado e comentado neste texto da Lócus Online.


13 de fevereiro de 2021

Arroba da Vaca ou do Boi: como surgiu a unidade de medida para gado


arroba da vaca

Arroba da Vaca ou do Boi – você já ouviu esta frase por aí

A arroba da vaca ou do boi é uma expressão comum no cotidiano do agronegócio brasileiro. A arroba é uma unidade de massa que equivale em terras brasileiras a 15 kg.

Em “terras brasileiras” pois o valor difere de país para país. Na Arábia Saudita, equivale a 11,3 kg. Em regiões da Espanha 16,3 kg e no Brasil e em Portugal 14,688 kg, arredondados para 15kg.

Taula de Ariza, texto de 1448 com o que pode ser o primeiro uso registrado de @ no mundo.

Uma arroba equivale a quarta parte do quintal  – o nome arroba vem do árabe al-rub (quarta parte) ou arrúb no árabe hispânico -, outra unidade de medida. O quintal era considerado pelos antigos como o peso que uma mula poderia carregar. Para deixar tudo mais complicado, este também tinha variações.

Pausa no preço do boi gordo para falar do @ “arroba” da internet

 

arroba da vaca

O arroba do teclado e símbolo que separa o usuário do servidor no endereço de e-mail tem uma origem diferente. Ele começou a aparecer nas máquinas de escrever antes do final do século 19 para ser usado como “A Comercial”. Nos países de língua inglesa, o @ era abreviatura de “comercial at”, antecedendo o preço dos produtos por unidade. Ex. 3 livros @ £20 = £60. Via Wikilengua.

Cotações – Preço do Boi Gordo e outras, consulte aqui.

Veja mais Curiosidades no Blog do Farmfor.


13 de fevereiro de 2021

Duas luas aparecem no céu de Dubai e assustam turistas


duas luas

Duas luas foram vistas no céu noturno de Dubai, nos Emirados Árabes, no início da semana. O fenômeno “raro” assustou os residentes e turistas, que encheram as redes sociais com fotos do céu.

duas luas em dubai

 

Duas Luas

A explicação é bem interessante: para comemorar a chegada da Sonda Hope em Marte, a Agência Espacial dos Emirados Árabes alugou dos imensos guindastes, ergueu uma tela e projetou no local uma imagem das duas luas de Marte, Phobos e Deimos.

Usuários publicaram diversos vídeos do “avistamento” nas redes sociais. Tudo não passou de uma ação de marketing realizada pela Agência Espacial dos Emirados Árabes. E deu certo.

Os guindastes de 100 metros cada ergueram uma tela de 40 metros, criando a ilusão da existência de duas luas nos céus de Dubai, que já é lotado de prédios grandiosos e paisagens fora do comum.

A sonda vai ficar na órbita do planeta vermelho e estudar a sua atmosfera, o clima e a perda de gases como o hidrogênio e oxigênio. A Missão Hope é fruto de uma parceria com diversas universidades e centros de pesquisa americanos e custou a bacatela de US$ 200 milhões para o lançamento, sem contar os custos operacionais.

A chegada da sonda em Marte (fevereiro de 2021) coincide com o aniversário de 50 anos da formação dos Emirados Árabes Unidos.

 

 

 


12 de fevereiro de 2021

Tribine, a maior colheitadeira do mundo em 2021


tribine a maior

tribine a maior

O principal diferencial da Tribine, para quem ainda não foi apresentado: graneleiro de 1000 bushel (27 toneladas) que vai de arrasto com a colheitadeira.

A Tribine – a maior colheitadeira do mundo – já foi mencionada em nosso blog algumas vezes. Em 2021, as notícias sobre a máquina ainda são poucas.

O site da Tribine destaca hoje um folder em PDF com a questão do sequestro de carbono como argumento de venda. O documento em inglês pode ser acessado neste link.

Apontado pela empresa como a reposta da agricultura para as mudanças climáticas, o carbon farming seria capaz de armazenar 450 milhões de toneladas de carbono nos solos americanos.

Segundo a Wikipedia:

O cultivo de carbono (ou carbon farming) é o nome de uma variedade de métodos agrícolas destinados a sequestrar o carbono atmosférico no solo e nas raízes, madeira e folhas das colheitas. Aumentar o teor de matéria orgânica do solo pode ajudar no crescimento das plantas, aumentar o teor de carbono total, melhorar a capacidade de retenção de água no solo e reduzir o uso de fertilizantes. Em 2016, as variantes do cultivo de carbono alcançaram centenas de milhões de hectares globalmente, dos quase 5 bilhões de hectares (1,2 × 1010 acres) de terras agrícolas mundiais. Os solos podem conter até cinco por cento de carbono por peso, incluindo a decomposição de matéria vegetal e animal e biochar. 

Mas onde entra a Tribine?

 

Tribine: visão interna do monstro.

O fabricante argumenta que a colheitadeira prejudica menos o solo, facilitar o uso de plantas de cobertura e promover o plantio direto.

Tribine colhendo trigo em 2020 nos EUA.

O folder é na realidade um atrativo para investidores interessados em financiar a máquina, que ainda está no estágio inicial de desenvolvimento. A empresa deixa vem claro que está precisando de cash para “cruzar a linha de chegada” e colocar o produto nas lavouras americanas até as colheitas do outono de 2021 (dos Estados Unidos).

 


11 de fevereiro de 2021

Drone colhedor de maçãs é aposta de startup israelense


Drone colhedor de maçãs

Drone colhedor de maçãs

Faltam trabalhadores, entra o drone colhedor de maçãs.

A Tevel, uma startup israelense fundada em 2017, está desenvolvendo uma classe especial de drones dedicada ao processo de colheita de frutas em pomares, especialmente de maçãs.

O sistema tem um “carrinho” para armazenar os frutos colhidos por um conjunto de drones presos a cabos de alimentação e controle. No meio do pomar, os aparelhos colhem fruto por fruto de ambos os lados, colocando posteriormente no depósito. Tudo com muita inteligência artificial, visão por computador e uma infinidade de sensores que definem o melhor ponto para a colheita e se o fruto está maduro.

O drone é capaz de colher mais de 90% das frutas em média nas árvores, até 5 metros de altura, possibilitando o aumento do porte mantido nos pomares em até 20%, aumentando a produção.

Segundo a startup, o drone colhedor de maçãs pode trabalhar dia e noite, seguindo a programação definida pelos gerentes e tudo isso diminuindo o custo operacional. Além das maçãs, o sistema tem rotinas para laranjas e abacates. Testes de colheita estão sendo realizados na Espanha, Estados Unidos e Itália, em plantações com mais de 100 hectares.

Tevel

A Tevel já recebeu US$ 20 milhões de investidores, incluindo a Kubota. Uma versão final do sistema está prevista para sair até o final do ano de 2021, para sacudir um mercado mundial anual de 82 bilhões de euros que emprega (ou tenta empregar) 10 milhões de trabalhadores temporários.

 


8 de fevereiro de 2021

Mia Khalifa, uma voz em defesa dos agricultores indianos


Mia Khalifa

Mia Khalifa, atriz aposentada de certos filmes com má fama e que certamente você conhece, entrou na briga para defender os agricultores da Índia. A crise com o governo está feia por lá e nós já falamos sobre o caso no Blog do Farmfor aqui e aqui, pelo menos.

 

Mia Khalifa versus Priyanka Chopra

A atriz usou o Twitter várias vezes nas últimas semanas para defender os agricultores e “chamar para o pau” a atriz Priyanka Chopra Jonas – que é da Índia – por não dar atenção para os protestos. Mia Khalifa é libanesa e na crise causada pela mega explosão da área portuária de Beirute em agosto de 2020, também arranjou confusão com a cantora Shakira, pelo mesmo motivo.

O tweet do puxão de orelha.

As chamadas virtuais para a crise na Índia vindas de celebridades não são unanimidade entre o público indiano e o próprio governo. Enquanto alguns agradecem gente famosa gritando para o mundo que o país tem problemas, outros pensam que é apenas uma jogada de marketing sem conhecimento de causa ou pior: reforço das próprias agendas políticas.

Segundo o site National Herald, desde as manifestações que começaram no dia 26 de janeiro, 127 pessoas já foram presas e mais de 1000 contas bloqueadas no Twitter por espalhar fakenews.

Veja também

Mia Khalifa questions Priyanka Chopra Jonas’ silence on farmer protests


7 de fevereiro de 2021

Trator Valtra é usado na entrega de panquecas na Holanda


trator valtra é

Trator Valtra é opção na entrega de comida na Holanda

Enquanto na maior parte do Brasil o clima é quente em fevereiro, na Holanda é bem ao contrário: frio e ruas cheias de neve que impedem o tráfego de carros de passeio ou motos. Os restaurantes que trabalham com tele entrega própria ou via iFood estão sofrendo para entregar os pedidos.

trator valtra é farmfor

Trator Valtra na entrega de panquecas. Foto: Patrick van Gemert / Destentor.

Mas isto não é problema para a panquecaria Reuvershoeve, da cidade de Brummen, na Holanda. Apesar dos -5C dos últimos dias, as estregas estão em dia com o uso de um trator Valtra e um compartimento térmico especial. Os clientes entram no site, montam a panqueca de acordo com o molho ou recheio preferido e o possante se encarrega de entregar a refeição quente para os clientes, apesar do tempo.

 

 

 

 

Um trator Fendt também atende, caso você prefira outra marca. Em poucas horas, o restaurante entrega cerca de 60 pedidos para regiões mais próximas do estabelecimento. Afinal de contas, o bruto até pode atravessar a neve, mas não é muito bom para chegar rapidamente em grandes distâncias.

 

 

 


6 de fevereiro de 2021

BQM-1BR, o drone fabricado pela Companhia Brasileira de Tratores – CBT


BQM-1BR




BQM-1BR

BQM-1BR, o Drone brasileiro.

Por incrível que pareça, a Companhia Brasileira de Tratores (CBT) fabricou um drone no início dos anos 80. O BQM-1BR era um protótipo de VANT (Veículo Aéreo não Tripulado) totalmente financiado pela empresa em parceria com o Centro Tecnológico da Aeronáutica.

A turbina que equipava o drone era igualmente brasileira e foi batizada de Tietê JT-2, funcionando com querosene aeronáutico, álcool ou gás natural.

O BQM-1BR no museu. Foto: Roberto Portella Bertazzo / MUSEU ASAS DE UM SONHO TAM UMA REALIDADE.

 

A ficha técnica que acompanha o modelo no museu. Foto: Diário de um Astrônomo.

O VANT pioneiro do Brasil tinha 3,89 m de comprimento e uma envergadura de 3,38 m. Sem câmera e de altíssima velocidade e altitude, o nosso drone só tinha uma fatal utilidade: servir de alvo para treinamentos militares.

Até hoje, um modelo sobrevivente do BQM-1BR está no acervo do Museu da TAM.

O “avião a controle remoto” da CBT

Há pouca informação sobre o drone da CBT disponível na internet. Com muita pesquisa, encontramos no acervo do Jornal Estado de São Paulo uma notícia do dia 27 de agosto de 1983. Na época, o destaque era a capacidade do Brasil em produzir uma turbina 100% nacional:

Em teste a primeira turbina a jato nacional

Da sucursal de Campinas

A primeira turbina aeronáutica a jato inteiramente nacional já foi desenvolvida e está em fase de testes no Centro Técnico Aeroespacial , de São José dos Campos. A revelação foi feita ontem, em São Carlos, pela CBT – Companhia Brasileira de Tratores – , empresa que construiu um avião a controle remoto para missões de reconhecimento, que está servindo de base para outros projetos de aeronaves maiores. O CTA construiu a turbina e a CBT, grupo industrial que assim entra também na área de produção industrial de material bélico, desenhou e construiu o avião.

Apresentado como alvo aéreo, o avião tem 3m91 de comprimento e envergadura de 3m48. Pode voar até a 700 quilômetros por hora a uma altitude de 6000 metros, e com uma autonomia de voo de 45 minutos. Leva consigo uma carga útil de no máximo 30 quilos, que pode ser empregada tanto em missões de reconhecimento aéreo, feito por equipamento de televisão, como até servir de míssil, se tiver uma carga detonante.

De acordo com o gerente de projetos especiais da CBT, Ove Schrim, o aparelho poderá ser usado ainda para interferir radares inimigos, com a acoplação de equipamento eletrônico específico no espaço da carga útil. Outra aplicação aventada por Schrim, que criou a aeronave, é detectar navios de superfície dentro da zona de soberania do país. Por fim, poderá ser usado também com fins científicos, como na pesquisa atmosférica. No treinamento aéreo, serve de alvo para canhões e foguetes antiaéreos.

Dois protótipos já foram construídos e serão experimentados até o final do ano. O projeto, que une o CTA com a CBT prevê a fabricação de 20 unidades a partir de 1984, numa escala piloto, e depois mais cem, para fornecimento tanto às Forças Armadas brasileiras como para exportação.

A CBT e o CTA vêm desenvolvendo o aparelho há três anos, inicialmente guardando em sigilo. Ontem, durante o lançamento da nova linha de tratores, o desenho do protótipo se encontrava disfarçadamente montado na fábrica. Procurado por O Estado e JT, o diretor Alberto Labsdessa acabou confirmando as informações. Com relação à sua parte, a CBT fez o investimento total com recursos próprios. 

Ficha Técnica: alvo aéreo. Velocidade mach .6 (720 km/h). Comando: controle remoto VHF. Peso: 90 kg. Motor: turbo-jato. Empuxo: 300n. Emprego: treinamento de defesa aérea.

O sonho do drone brasileiro em plena década de 80 passou pelas mãos da CBT, em parceria com o governo federal. Algum tempo depois, por diversos fatores políticos ou econômicos, A CBT acabou, deixando apenas a memória saudosista sem freio de seus tratores e esta peculiaridade, pouco conhecida dos brasileiros, dentro e fora da agricultura.

Faça parta das nossas redes sociais curtindo a página do Farmfor no Facebook e participando do nosso canal do Telegram.



Publicidade